Quando estamos morando fora qualquer economia é lucro. Na Europa então, gastar 20 Euros a menos em uma semana com alimentação pode significar uma passagem aérea para outro país no fim de semana.  É normal, quando estamos em outro país, querer experimentar tudo e deixar a euforia tomar conta. Mas ter um pouco de controle sobre nossos gastos e saber como economizar no dia a dia do intercâmbio é a grande chave para conseguirmos ter uma experiência sustentável. Confira agora algumas dicas de como fazer isso:

4 dicas para economizar no dia a dia do intercâmbio

Comida

Comer fora todos os dias é algo que, com toda certeza, encarece qualquer intercâmbio. Então se você ainda não sabe cozinhar tente aprender antes da viagem. Nem que seja o básico. Fazer sua própria comida em casa vai ter um efeito extremamente positivo no seu orçamento de viajante. O ideal é tentar planejar sua alimentação e ir nos supermercados que contam com marcas próprias.  Isso porque eles são geralmente mais baratos e contam com várias promoções.

Alguns exemplos: Pingo Doce e Mini Preço, em Portugal; Aldi e Lidl, na Alemanha; Asda e Tesco, no Reino Unido; Walmart e Target nos Estados Unidos…

Transporte

A principal dica com relação ao transporte público é evitar usá-los ao máximo. O ideal é tentar encontrar um lugar para morar que seja próximo a sua universidade ou ao seu curso. Dessa forma será possível fazer o trajeto entre esses dois lugares a pé. Além de poupar dinheiro você ainda de quebra estará fazendo algum exercício.

Caso seja realmente necessário usar transporte público todos os dias o ideal é investir em um passe mensal, que acaba saindo mais barato do que os passes únicos.

Lazer

Ninguém é de ferro e todo mundo precisa se divertir um pouco. Não importa se você é mais baladeiro ou gosta de programas mais tranquilos. É possível economizar! Se você gosta de festas existem, principalmente nas cidades universitárias, grupos formados por jovens que sempre promovem eventos com entrada gratuita para estudantes internacionais. O Erasmus, em países da Europa, é um dos mais conhecidos.

Já se o seu perfil é mais voltado para programas culturais também dá para comemorar. Geralmente sempre há pelo menos um dia de visitação gratuita em boa parte dos museus do mundo, por exemplo. E se você é estudante e tem como comprovar isso, ainda dá para pagar meia entrada.

Viagens

Viajar faz parte da experiência do intercâmbio. E fazer isso gastando o menos possível é ainda melhor. Nesse caso o melhor a fazer é se programar. Comprar as passagens o mais rápido possível é a melhor forma de conseguir bons preços, especialmente em em companhias aéreas low cost. Já para se hospedar sem gastar nada o seu grande amigo no intercâmbio será o CouchSurfing. Vale a pena se inscrever na plataforma, começar a hospedar pessoas na sua casa (se for possível) e depois tentar descolar uma hospedagem para você.

Entender como fazer para economizar no dia a dia do intercâmbio é uma arte que nem todo mundo domina porque requer muita disciplina e controle. Por isso é importante contar com o apoio da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.