Erros financeiros: o que não fazer nos EUA

Nós sabemos que dinheiro não nasce em árvore. Por isso, é muito importante tomar alguns cuidados quando você for fazer um intercâmbio nos Estados Unidos. Se você está se preparando para estudar lá, confira 4 erros financeiros que você não deve cometer. Assim, você pode viver o sonho americano com mais tranquilidade!

Não entender as taxas de câmbio

O dinheiro no intercâmbio pode ser um pouco apertado. As taxas de câmbio fazem toda a diferença no poder de compra entre um país e outro. Dessa forma, quem sai de um país com uma moeda mais “fraca” que o dólar vai querer ter a certeza de que não está gastando mais (ou menos) do que tem. 

Esse é o caso do Brasil, já que real tem um valor menor que o dólar. Assim, é importante sempre monitorar as taxas de câmbio, senão você pode acabar ficando sem dinheiro.

Não se atentar às transferências internacionais

As transferências eletrônicas internacionais tendem a comprometer o seu orçamento, à medida que as taxas entre os bancos aumentam. Além disso, caso o tipo de transferência seja demorado, pode ser que você acabe atrasando alguns pagamentos. Caso isso aconteça, os juros depois podem te fazer perder totalmente o controle da sua dívida.

Nesse caso, é importante que você esteja atento às formas de se fazer uma transferência. O TransferWise, por exemplo, além de ser uma alternativa com um aplicativo simples e prático de usar. Além de também contar com as menores taxas do mercado.

Se aventurar com empréstimos

A maioria dos estudantes americanos conta com empréstimos estudantis para financiar os estudos. Infelizmente, como a maior parte dos empréstimos estudantis é garantida pelo governo federal, eles estão disponíveis apenas para cidadãos dos EUA e residentes legais permanentes. 

Você pode conseguir um empréstimo em um banco, desde que seja assinado por um cidadão ou residente legal permanente que tenha um bom crédito. Mas  não esqueça de pesquisar bem antes de assumir essa dívida. Pode ser que por diversos fatores você não consiga pagar, e isso vai te deixar passando alguns perrengues.

Pagar mensalidades sem pesquisar antes

As escolas e faculdades americanas adoram atrair estudantes estrangeiros por várias razões, e uma delas é que eles normalmente pagam mensalidades a preço integral. Mesmo que você tenha condições de fazer o trajeto mais caro e pagar todas as mensalidades, é importante garantir que essa escolha faça sentido para você. Sua educação é um grande investimento e deve ser tratada com muito cuidado.

Pesquise antes todas as suas opções. Algumas bolsas e financiamentos, por exemplo, podem deixar seu intercâmbio mais barato ou até mesmo gratuito! Não se apresse nesse ponto. Por mais que o sonho seja grande, pesquise bastante e não comprometa seu orçamento com mensalidades!

Com essas dicas já dá pra começar a pensar no seu intercâmbio sem a preocupação de cometer erros financeiros que podem estragar tudo, não é? Para tirar esse plano do papel você pode contar com o apoio da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.