Muitas pessoas pensam em viver no exterior. E grande parte desse grupo é formado por jovens que têm o sonho de fazer uma graduação lá fora. Mas afinal, quais são as qualidades mais valorizadas em um candidato pelas universidades estrangeiras ?

Primeiramente, é preciso deixar claro que as universidades internacionais visam agregar a maior quantia de valor possível no mundo. Isso vale especialmente para as melhores instituições. Ou seja, elas buscam por candidatos que possam cumprir essa missão. Entendido? Então vamos lá!

Paixão pelo curso escolhido

Os alunos devem demonstrar que realmente gostam do que estudam. Essa é uma das principais qualidades procuradas  por todas as instituições. O interesse prolongado independente em um assunto que vai além do que é exigido na sala de aula, a realização pessoal e atividades extracurriculares podem ajudar a ilustrar isso. É benéfico para os alunos mostrarem como o aprendizado dentro e fora da universidade está vinculado ao curso escolhido.

Mente crítica

Quase todos os integrantes dos escritórios de admissão em universidades procuram evidências de uma mente questionadora e crítica quando estão revisando a candidatura dos estudantes.

Basicamente eles analisam se o candidato já tomou a iniciativa de ler sobre o assunto de uma aula fora da sala. Também procuram identificar se o aplicante pesquisou mais sobre uma teoria que aprendeu ou até se fundou alguma atividade ou projeto social voltado para uma questão que viu em aula.

Falar sobre esses tópicos na Personal Letter é uma forma de demonstrar uma mente curiosa e uma atitude positiva para estudar. Além disso, ainda mostram interesse genuíno no curso e capacidade de pensar e trabalhar de forma independente.

Boa interação em equipe

Grande parte dos diretores de admissão de universidades procuram evidências de uma capacidade de trabalhar bem em grupos. Portanto, se você faz parte de uma equipe esportiva, comitê, clube ou qualquer outro grupo inclua em sua aplicação. Isso mostra que você trabalha bem em equipe. Muitos cursos exigem trabalho em grupo. E, ademais, as universidades também querem ver evidências de como você pode contribuir para a instituição como um todo. Seja fazendo parte do sindicato dos estudantes, ingressando em uma sociedade ou criando um novo clube.

Portanto, preste atenção nas qualidades que as Universidades procuram nos candidatos para combinar da melhor forma possível seu perfil com o perfil da Instituição!

 

Gabrielle Hayashi

Gabrielle Hayashi

Internacionalista, aprovada em mais de 9 bolsas de estudos e 17 programas internacionais. Empreendedora, fundou sua própria empresa aos 19 anos onde ajuda jovens a estudar no exterior.

Leave a Reply