A Argentina é a casa de algumas das melhores instituições de ensino da América Latina. E  além disso não existe vestibular no país, o que torna o acesso às vagas muito mais fácil. E isso vale também para estudantes estrangeiros como, por exemplo, os brasileiros. Basicamente os alunos fazem um curso de matérias básicas antes de ingressarem nas disciplinas específicas da carreira que pretendem seguir. É por isso que muitos brasileiros já estudam nas melhores universidades públicas da Argentina, principalmente nos cursos de Medicina. Conheça agora um pouco mais sobre as principais delas:

6 melhores universidades públicas da Argentina:

Universidad de Buenos Aires – UBA

Ano de fundação: 1921

Número de alunos: Aproximadamente 300 mil

A Universidad de Buenos Aires é uma das maiores da América Latina. Por ela já passaram, por exemplo, quatro ganhadores do Prêmio Nobel, vários presidentes e o guerrilheiro marxista Che Guevara. É uma das instituições de ensino mais respeitadas da região. Além disso, é atualmente a mais procurada pelos estudantes estrangeiros, inclusive brasileiros.

Universidad Nacional de La Plata – UNLP

Ano de fundação: 1905

Número de alunos: Aproximadamente 120 mil

A Universidad Nacional de La Plata é uma das mais importantes universidades públicas da Argentina. Atualmente é dividida em cinco campus espalhados pela cidade de La Plata, a quarta maior do país. Figura entre as 200 melhores universidades do mundo na área de Agricultura e ademais é muito conhecida nacionalmente pelos seus grupos musicais e artísticos.

Universidad Nacional de Córdoba – UNC

Ano de fundação: 1613

Número de alunos: Aproximadamente 120 mil

A mais antiga universidade argentina também é líder em Ensino e Pesquisa. Localizada na cidade de Córdoba, a segunda maior do país, a Universidad Nacional de Córdoba é a principal instituição de umas das províncias mais desenvolvidas da Argentina.

E além disso, ao longo de mais de 400 anos de história se transformou em um importante centro de influência cultural, científica, política e social a nível nacional. Em 1918, os estudantes da UNC foram os protagonistas do Movimento de Reforma Universitária, um importante ponto de virada na história das universidades latino-americanas.

As atividades acadêmicas e culturais acontecem no Campus da UNC, com 109 hectares. É onde ficam localizados a maior parte das faculdades, escolas e campos esportivos.

Universidad Nacional de Cuyo – UNCuyo

Ano de fundação: 1939

Número de alunos: Aproximadamente 45 mil

A Universidad Nacional de Cuyo é o maior centro de educação da província de Mendoza, a quinta maior do país. Apesar de ser relativamente nova é considerada umas das 10 melhores universidades argentinas, entre públicas e privadas. É composta por 12 faculdades no total.

Universidad Nacional de Mar de Plata – UNMDP

Ano de fundação: 1962

Número de alunos: Aproximadamente 26 mil

A Universidad Nacional de Mar del Plata fica na cidade costeira de mesmo nome. Além de programas de graduação e pós-graduação, a instituição oferece programas de estudo de curta duração para estudantes internacionais, alguns deles com bolsas.

Universidad Nacional de Rosario – UNR

Ano de fundação: 1968

Número de alunos: Aproximadamente 80 mil

A mais nova dessa lista, a Universidad Nacional de Rosario é conhecida nacionalmente pela sua integração com a cidade de Rosario, a terceira maior do país. Desde o seu início ela foi criada para atender de forma sustentável as demandas da região. Por isso sua estrutura atual é composta por 12 faculdades, 3 escolas de ensino médio e 1 academia interdisciplinar espalhados por uma área construída de 68 mil metros quadrados.

Qual dessas universidades públicas da Argentina mais te interessou? Se você tem o sonho de estudar fora em um país que ofereça uma boa qualidade de vida com preços mais acessíveis, a Argentina pode ser uma boa opção pra você. Então comece a se preparar desde agora. Procure o apoio de uma mentoria especializada.

 

 

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), representa o Brasil na Delegação Brasileira de Jovens da ONU, recebeu proposta da NASA e atualmente trabalha como pesquisador em HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar uma oportunidade no exterior.

Leave a Reply