Por dentro do sistema educacional americano: parte 3

Já falei aqui no Blog sobre como funciona o sistema educacional nos Estados Unidos, desde os primeiros anos do Ensino Fundamental até os cursos de Pós-Graduação. Você pode conferir esses dois primeiros textos aqui e aqui. No texto de hoje vou falar um pouco mais sobre a estrutura do Ensino Superior americano. Confira:

Sistema educacional americano: Ambiente de sala de aula

As aulas variam de grandes palestras com várias centenas de alunos a turmas menores e seminários. Em outras palavras, seminários são aulas de discussão com apenas alguns alunos. A atmosfera da sala de aula da universidade americana é muito dinâmica. É esperado que o estudante compartilhe sua opinião, defenda seu argumento, participe de discussões em sala de aula e faça apresentações.

Cada semana os professores geralmente atribuem livros didáticos e outras leituras. O aluno deve procurar manter-se sempre atualizado com as leituras e realizar todas as atividades designadas pelos professores. Assim é possível participar das discussões em sala de aula e entender as palestras. Certos programas de graduação também exigem que os alunos passem algum tempo em laboratório.

Os professores emitem notas para cada aluno matriculado no curso. As notas geralmente são baseadas no grau de participação do estudante durante às aulas, nas provas geralmente realizadas durante os horários de aula e em trabalhos de pesquisa e relatórios. As provas acontecem no decorrer do semestre e também há um exame geral no fim de cada semestre. Alguns professores também aplicam testes sem aviso prévio.

Sistema educacional americano: Créditos

Cada curso vale um certo número de créditos ou horas de crédito. Esse número é aproximadamente o mesmo que o número de horas que um aluno gasta em aula para o curso semanalmente. Um curso normalmente vale de três a cinco créditos.

Um programa em tempo integral na maioria das escolas é de 12 ou 15 horas de crédito (quatro ou cinco cursos por período). Ou seja, para que o estudante se forme é necessário cumprir a risca um certo número de créditos. Espera-se que os alunos internacionais se matriculem em um programa de tempo integral durante cada período.

Sistema educacional americano: Transferências

Se um aluno se matricular em uma nova universidade antes de concluir um curso, geralmente a maioria dos créditos obtidos na primeira universidade pode ser usados para concluir um curso na nova instituição. Isso significa que um aluno pode se transferir para outra universidade e ainda se formar em um período de tempo razoável.

Tipos de Ensino Superior nos EUA

Universidades e Faculdades Públicas

As universidades e faculdades públicas americanas são apoiadas e administradas por um governo estadual ou local. Cada um dos 50 estados dos EUA opera pelo menos uma universidade estadual e possivelmente várias faculdades estaduais. Muitas dessas universidades públicas têm o nome do estado, ou a própria palavra “Estado” em seus nomes. Mas é importante frisar que nos Estados Unidos as instituições públicas não são gratuitas como no Brasil.

Universidades e Faculdades Privadas

Essas instituições são administradas de forma privada e não por um ramo do governo. As mensalidades normalmente são mais altas que nas universidades públicas. Por outro lado, em boa parte dos casos, as universidades e faculdades privadas dos EUA são menores em tamanho quando comparadas as públicas.

Todas as instituições afiliadas a alguma religião nos Estados Unidos são privadas. Quase todas elas recebem estudantes de todas as religiões e crenças. No entanto, há uma porcentagem de escolas que preferem admitir estudantes que compartilham da mesma denominação religiosa.

Faculdades Comunitárias (Community Colleges)

As faculdades comunitárias são faculdades de dois anos que concedem graus de associado (transferíveis), bem como certificações. Existem muitos tipos de graus de associado, mas o mais importante fator de distinção é se o grau é ou não transferível.

Normalmente, quem estudar os 2 primeiros anos em um Community College tem duas opções: uma é a transferência acadêmica e a outra é se preparar para ingressar no mercado de trabalho. Os graus de transferência dessas instituições são geralmente relacionados ao campos das Artes ou das Ciências.

Os graduados nessas Faculdades Comunitárias geralmente se transferem para faculdades ou universidades de quatro anos para concluir seu curso. Como eles podem transferir os créditos é possível concluir seu programa de bacharelado em dois ou mais anos adicionais.

Se você não pretende obter um grau mais alto que o de associado (2 anos), deverá descobrir se esse grau o qualificará para um emprego em seu país de origem.

Institutos de Tecnologia

Os institutos de tecnologia americanos são escolas que fornecem pelo menos quatro anos de estudo em Ciência e Tecnologia. Alguns têm programas de pós-graduação, enquanto outros oferecem cursos de curta duração.

Para se preparar em todos os aspectos e concorrer a uma  vaga nas faculdades americanas o melhor caminho é procurar o auxílio da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.