Uma das principais preocupações de quem viaja sem companhia é com a segurança. Por mais que essa seja uma experiência incrível, quem opta por viajar sozinho acaba sim ficando um pouco mais vulnerável. Isso porque não ter um parceiro e estar sozinho pode atrair a atenção, por exemplo, de golpistas e criminosos. Ao mesmo tempo que não ter ninguém ao lado pode ser uma grande dor de cabeça no caso de um problema inesperado de saúde. Mas antes que você comece a se desesperar, se acalma. É possível sim viajar sozinho com segurança. Só é necessário ter ainda mais cuidado, mas nada que seja impossível.

Um exemplo prático: viajantes solitários costumam cair com mais facilidade em golpes de motoristas e taxistas desonestos. Por isso é muito importante pesquisar antes da viagem por informações sobre distâncias e valores. Assim é possível ter uma ideia aproximada de qual é o preço justo a ser cobrado e se recusar a entrar no carro de um motorista mal-intencionado. Mas vamos agora às dicas!

10 dicas para viajar sozinho com segurança:

Confie em todo mundo e em ninguém ao mesmo tempo

Uma das melhores razões para viajar sozinho é conhecer novas pessoas, mas isso também nos torna mais vulneráveis. Não há problema em sair, viajar e compartilhar com novos amigos. Mas sempre com precaução.

A maioria dos golpistas são pessoas que transmitem confiança através principalmente de um bom papo. Então desconfie. Nunca peça pra que guardem seu dinheiro por exemplo.

Se hóspede em algum lugar com muitas avaliações positivas

Viajar sozinho pode fazer você se sentir mais vulnerável em um lugar desconhecido. Então antes de reservar um local para ficar, pesquise muito e hospede-se apenas em  lugares avaliados com críticas positivas, seja um hotel, hostel, AirBnB ou CouchSurfing. Essas análises te darão uma boa ideia do que esperar do host, da vizinhança e se outros locatários podem estar compartilhando a propriedade com você.

Comece o seu dia cedo

Se você não for desses que curte ir de bar em bar a noite e terminar a madrugada numa balada aposte nas atrações diurnas. Levantar cedo torna mais fácil a difícil tarefa de evitar as multidões em atrações populares. E sem falar que é antes do anoitecer que a maioria dos pontos turísticos funcionam.

Deixe uma cópia do seu roteiro de viagem com amigos e familiares

Cuidado nunca é demais para viajar sozinho com segurança. Então envie cópias do seu itinerário com os horários de voo, reservas de hotel e talvez até mesmo uma ideia aproximada da sua programação de passeios. Se a viagem for para o exterior reserve alguns minutos para se registrar na embaixada ou consulado do seu país no seu local de destino.

Faça uma lista de suas informações de contato de emergência

Faça uma lista de suas informações de contato de emergência facilmente acessíveis. A lista pode incluir suas próprias informações pessoais de contato, o nome de um contato de emergência e qualquer outro número de telefone pertinente que você possa precisar. Por exemplo, você pode incluir o número de discagem gratuita da sua empresa de cartão de crédito, caso seu cartão seja roubado ou você tenha que ativar os benefícios de proteção de viagem se seus planos forem interrompidos.

Outras dicas importantes

  • Tenha sempre um documento de identificação com foto para qualquer lugar que for;
  • Siga sempre sus instintos: nunca faça coisas que não pareçam certas;
  • Opte por conhecer lugares públicos e abertos, especialmente a noite;
  • Sempre que pedir informações na rua dê um jeito de insinuar que tem alguém te esperando no destino final;
  • Evite ficar checando informações no celular na rua por muito tempo;

Viajar sem companhia é a oportunidade perfeita de fazer coisas que dificilmente seriam feitas em grupo. E melhor que isso: é a chance para fazermos nossa viagem exatamente da forma como queremos, sem influências de outras pessoas. Então lembre-se sempre: viajar sozinho é bom mas viajar sozinho com segurança é muito melhor.

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), representa o Brasil na Delegação Brasileira de Jovens da ONU, recebeu proposta da NASA e atualmente trabalha como pesquisador em HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar uma oportunidade no exterior.

Leave a Reply