Entre as longas filas, as regras rígidas de segurança e as áreas de check-in congestionadas, as viagens aéreas podem ser bem inconvenientes ou estressantes em alguns casos. Mesmo os viajantes mais experientes precisam lidar com o aumento das normas de segurança e as ineficiências do setor de aviação. E não vai ser diferente quando chegar a sua vez de viajar.  Então confira essas dicas para evitar atrasos e problemas no aeroporto antes de embarcar para a aventura dos seus sonhos.

Malas: menos é mais

A melhor maneira de evitar problemas no aeroporto é ser o mais minimalista possível na hora de fazer suas malas. Quanto mais malas você tiver mais incômodas elas serão. Não se esqueça que cada uma dessas bagagens terão que ser despachadas, pesadas, radiografadas e inspecionadas. Se por acaso você acabar se atrasando isso pode definir se tu irá perder o voo ou não. Cada mala servirá para te atrasar um pouco. E não importa o quão eficiente você pensa que é.

Obedeça as regras de bagagem de mão

A maioria das pessoas viajam com uma mala de mão, além da bagagem despachada.  Mas é importante conhecer as regras da companhia aérea que você irá embarcar. Tentar espremer uma bolsa maior no compartimento de armazenamento pode atrasar as coisas para você e para todos os outros passageiros. Além disso, existem várias regras definidas para o que pode e não pode ir a bordo, desde desodorante até tesoura de unha. Todas as companhias aéreas publicam essas diretrizes em seus sites. Portanto, verifique isso com antecedência.

Saia cedo de caso

Este pequeno conselho pode até parecer uma das dicas para evitar problemas no aeroporto mais óbvias. Mas é a peça mais importante na vida de qualquer viajante: vá com antecedência para o aeroporto. Mesmo se você for um viajante experiente não esqueça que outras pessoas e acontecimentos podem interferir no seu tempo. A melhor maneira de evitar se atrasar como resultado da falta de consideração ou incompetência dos outros é se adiantar.

A maioria dos aeroportos contam com serviços que ajudam a passar o tempo enquanto você estiver esperando pelo momento do embarque, desde as lojas do Duty Free até as estações de recarga gratuita de celulares e notebooks.  Então saia cedo e evite o estresse de lidar com longas filas e retardar os funcionários das companhias aéreas.

Check-in adiantado

A vida moderna tornou o check-in do seu voo muito mais fácil. Graças à Internet e aos smartphones, você pode fazer o check-in até 24 horas antes. E aí é possível ter todos os documentos de viagem prontos antes mesmo de chegar ao aeroporto. O check-in online geralmente envolve o login no site da companhia aérea, a inserção do número de reserva e a impressão dos documentos de embarque. Ou, se você tiver um smartphone, muitas companhias aéreas têm aplicativos que permitem fazer o check-in em qualquer lugar. Nesse caso não há necessidade de impressão. Basta apertar alguns botões e uma versão eletrônica do seu cartão de embarque aparece na tela.

Tenha todos os seus documentos

É importante se deslocar com rapidez e eficiência através do aeroporto. Mas antes desse momento, ainda na hora de fazer as malas, é preciso diminuir a velocidade para ter certeza que todos os documentos que serão necessários serão separados.

A pressa na hora de fazer as malas pode ocasionar em muitos documentos importantes esquecidos. Entre eles passaporte, cartão de embarque, carteira de motorista, entre outros.

Faça uma lista de verificação que você pode usar toda vez que voar e tente segui-la constantemente em todas as viagens.  Em voos internacionais é sempre bom levar uma cópia autenticada do passaporte, além do original.

Para ajudar a identificar sua bagagem tire fotos dela e as mantenha com você, seja de forma digital ou impressa.  Assim se você a perder ficará mais fácil de encontrar.

Seguindo essas dicas para evitar problemas no aeroporto será muito mais fácil ter uma viagem tranquila desde o início. Para se preparar melhor até esse grande dia procure o apoio de uma mentoria especializada no assunto.

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), representa o Brasil na Delegação Brasileira de Jovens da ONU, recebeu proposta da NASA e atualmente trabalha como pesquisador em HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar uma oportunidade no exterior.

Leave a Reply