Você quer fazer o intercâmbio dos sonhos mas tem medo de gastar mais do que pode? Não se preocupe! Existem destinos que oferecem experiências tão incríveis quanto lugares mais populares, sem extrapolar tanto o orçamento de quem anda um pouco mais apertado. Conheça agora alguns destinos de intercâmbio econômicos:

Irlanda

Se a sua vontade é estudar inglês no exterior, não tem opção mais barata que a Irlanda. E sabe porquê? Quem vai com visto de estudante para a Ilha Esmeralda consegue trabalhar legalmente e juntar uma boa grana. Não que esse seja um país extremamente barato, afinal estamos falando de um lugar cuja moeda oficial é o Euro. Mas ao poder trabalhar, o estudante consegue dinheiro suficiente para arcar com suas despesas. E ainda, dependendo do seu estilo de vida, pode recuperar parte da grana investida para fazer a viagem acontecer.

Dublin, Irlanda.

Mas atenção, existem regras. Os estudantes internacionais só podem trabalhar por 40 horas semanais durante o período de férias, que vai de maio a agosto. O mesmo se aplica para o recesso de fim de ano, entre os meses de dezembro e janeiro. No resto do ano, essa carga horária cai para 20 horas por semana.

Justamente por essas condições vantajosas a Irlanda já virou queridinha dos brasileiros. Então se você quer fugir das tentações irresistíveis de falar em português todo o tempo, a dica é evitar a capital, Dublin, e procurar por cidades menores. Galway, Limerick e Cork são boas opções, mas também já estão na mira de muitos brazucas.  Outros destinos, ainda não tão conhecidas, são Slygo, Bray, Kilkenny e Waterford.

África do Sul

Sabia que existe um país com o inglês como língua oficial e com a moeda mais desvalorizada que o Real? Estamos falando da terra do Nelson Mandela, a África do Sul. Cada vez mais popular entre pessoas que procuram por destinos de intercâmbio econômicos para estudar inglês, esse país oferece um custo de vida bem menor e com uma qualidade de vida que pode surpreender quem pouco sabe sobre ele.

A cidade mais popular para intercâmbio na África do Sul é, de longe, Cape Town (ou Cidade do Cabo). Quer viver uma experiência incrível em uma cidade rodeada por praias e paisagens paradisíacas e com um clima parecido com o nosso? Então talvez esse seja o destino ideal para você. Se a sua intenção é fazer um intercâmbio curto, de menos de 3 meses, outra boa notícia: não é preciso tirar visto! Isso com certeza vai diminuir ainda mais os custos da sua viagem.

Malta

Quer estudar inglês em uma ilha paradisíaca na Europa? Saiba que essa possibilidade é real, e se chama Malta. Já ouviu falar nesse lugar? Ainda não muito conhecida no Brasil, esse pequeno país fica no meio do Mar Mediterrâneo, entre os continentes europeu e africano. Apesar de ter o Euro como moeda oficial, tem um custo de vida mais baixo se comparado a outros lugares do Velho Continente como a Inglaterra. A má notícia é que, ao contrário da Irlanda, estudantes brasileiros não podem trabalhar legalmente por lá.

Argentina

Quer dar uma melhorada no espanhol mas sem precisar gastar em Euros, e ainda de quebra se sentir um pouquinho na Europa? A Argentina está logo ali. A capital, Buenos Aires, lembra bastante o Velho Continente, seja na arquitetura ou no estilo de vida dos seus habitantes. Abarrotada de cafés e parques, a capital portenha respira cultura por todos os lados. É, sem dúvida, um dos lugares mais charmosos do mundo para estudar a língua hispana.

Destinos de Intercâmbio Econômicos

Córdoba, Argentina.

E não se esqueça que estamos falando de mais um país com uma moeda desvalorizada em relação ao nosso Real. É fato que a Argentina já foi ainda mais barata há alguns anos atrás. Mas ainda continua sendo uma boa opção economicamente falando, mesmo com o fantasma da inflação que assusta o país.

Se quiser apostar em destinos ainda mais baratos, existem opções incríveis no interior do país. Rosário, Mendoza, Córdoba, Salta e Mar del Plata são alguns exemplos de cidades encantadoras ao redor da Argentina com um custo de vida menor que a capital.

Colômbia

Esqueça a fama de perigosa e violenta que a Colômbia têm no Brasil. O terror do anos 90, quando o país era dominado pelo tráfico de drogas, já passou. Hoje, nosso vizinho é um país cada vez mais desenvolvido economicamente e com uma riqueza cultural indescritível. E claro, bem barato! Além da capital, Bogotá, outros destinos incríveis do país são Cartagena, Santa Marta e Medellin, a cidade com a melhor qualidade de vida da Colômbia.

Portugal

Sua ideia é fazer uma graduação ou pós na Europa, mas sem extrapolar suas reservas financeiras? Quando se fala em destinos de intercâmbio econômicos na Europa, Portugal é o lugar que primeiro vem a mente na maioria das pessoas. E, sem sombra de dúvidas, elas estão certas. E não são só as mensalidades nas universidades do país que são mais em conta. O custo de vida também é mais baixo. E pasmem: dependendo da cidade, é possível gastar menos por mês que no Brasil com as despesas básicas do dia a dia.

É possível, por exemplo, viver tranquilamente com cerca de 550 Euros em cidades como Porto, Braga e Guimarães, no norte do país. Isso, claro, dependendo do estilo de vida que você irá levar. É ou não é mais barato que viver em São Paulo ou Rio de Janeiro?

Esses são apenas alguns exemplos. Existem diversos outros destinos de  intercâmbio econômicos espalhados pelo mundo com custos de vida menos elevados do que você pode imaginar. Ou seja, seu sonho de fazer um intercâmbio não é impossível. Pesquisando e contando com a ajuda correta de mentores que entendem do assunto, você irá, com toda certeza, encontrar o lugar ideal para você e para o seu bolso.

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), representa o Brasil na Delegação Brasileira de Jovens da ONU, recebeu proposta da NASA e atualmente trabalha como pesquisador em HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar uma oportunidade no exterior.

Leave a Reply