Nos últimos anos, os três pequenos países bálticos – Estônia, Letônia e Lituânia – estão se tornando cada vez mais populares entres os estudantes internacionais. No entanto, ele ainda não são muito conhecidos aqui no Brasil. Localizada no Mar Báltico, entre o norte e o leste da Europa, esta região é frequentemente descrita como a encruzilhada entre o Oriente e o Ocidente. Com muitas influências culturais diferentes, eles oferecem uma experiência de estudo verdadeiramente única no exterior. Além disso, apresentam índices de qualidade de vida muito bons e custo de vida menores que os dos países mais famosos da Europa.

Países Bálticos: Estônia

Entre os três, a Estônia é o país mais ao norte. Ficando, aliás, muito próximo da Finlândia e da Rússia. Dá pra ir da capital Tallinn até Helsinque, a capital finlandesa, em uma  viagem de 2 horas de ferry. Ademais, é também o menor  país da região, com cerca de 1,3 milhões de pessoas. A Estônia é conhecida como um importante centro de tecnologia com muitas empresas e startups. Você sabia, por exemplo, que o Skype foi criado lá? Além disso, é um dos países mais conectados do mundo.

A língua estoniana está relacionada com o finlandês e é considerada uma das mais difíceis da Europa. Mas como em todos os estados bálticos, muitas pessoas conhecem o inglês, especialmente as gerações mais jovens. E, além disso, o país disponibiliza mais de 200 programas de estudo em inglês.

Principais cidades: Tallinn (398 mil habitantes), Tartu (101 mil habitantes) e Narva (68 mil habitantes)

Principais universidades:  University of Tartu, Tallinn University of Technology (TalTech) e Tallinn University

Países Bálticos: Letônia

A Letônia, localizada entre a Estônia e a Lituânia, é um belo país repleto de florestas e um litoral ainda pouco desbravado. Algumas pessoas chamam essa nação de “o segredo mais bem guardado da Europa”. Por aí já dá pra ter uma noção da beleza do lugar.

As universidades da Letônia estão se tornando cada vez mais internacionais e atraem estudantes de todo o mundo. Existem cerca de 250 programas em inglês, cobrindo todas as disciplinas acadêmicas. A maior parte das universidades da Letônia estão localizadas em sua capital, Riga, uma linda cidade conhecida como a “Paris do Leste”. O país conta hoje com uma população de cerca de 1,9 milhões de habitantes.

Principais cidades: Riga (701 mil habitantes), Daugavpils (103 mil habitantes) e Liepāja (84 mil habitantes )

Principais universidades: Riga Technical University, Riga Stradins University e University of Latvia

Países Bálticos: Lituânia

A Lituânia já foi, há cerca de 500 anos, o maior estado da Europa. Hoje é um país muito menor, com uma população de cerca de 2,8 milhões. Em Vilnius, Kaunas e nas cidades menores, há um grande número de universidades promissoras que oferecem mais de 350 bacharelados e mestrados em inglês, todos reconhecidos internacionalmente.

Com um custo de vida baixo e mensalidade razoáveis, a Lituânia é um dos 10 destinos mais acessíveis da Europa para estudantes internacionais.

Principais cidades: Vilnius (542 mil habitantes), Kaunas (337 mil habitantes) e Klaipėda (178 mil habitantes)

Principais universidades: Vilnius University, Vilnius Gediminas Technical University e Kaunas University of Technology

Qual desses três países bálticos mais despertou a sua atenção? Independente de qual tenha sido é possível afirmar que os três contam com boas universidades, boa qualidade de vida e preços mais baixos, mesmo contando com o Euro como moeda oficial. Procure por uma mentoria especializada para ficar por dentro de oportunidades nessa região.

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), representa o Brasil na Delegação Brasileira de Jovens da ONU, recebeu proposta da NASA e atualmente trabalha como pesquisador em HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar uma oportunidade no exterior.

Leave a Reply