O que Harvard, Yale, Princeton e Columbia têm em comum além do fato de serem algumas das melhores universidades do mundo? Acertou quem disse que todas elas fazem parte da Ivy League. Mas o que é isso?

A Ivy League é um grupo formado por oito das mais prestigiadas universidades dos Estados Unidos. A história dessas instituições está diretamente relacionada a história do país. E por elas passaram vários personalidades americanas importantes, inclusive presidentes como Barack Obama, Bill Clinton e John F. Kennedy.

Quais universidades americanas fazem parte da Ivy League?

As 8 instituições que fazem parte desse seleto grupo são:

Outro fato em comum entre elas é o alto padrão exigido tanto para seleção de estudantes quanto para o desempenho acadêmico dos mesmos.

Como resultado disso, desde os anos 60 do século passado essas universidades passaram a conviver com uma reputação generalizada de produzir graduados com alto desempenho acadêmico. E, além disso, prestígio social e futuros promissores em suas respectivas carreiras.

Essas 8 instituições sempre aparecem nas listas das melhores universidades americanas, junto com Stanford, MIT e Caltech. Todavia essas três não são tecnicamente universidades da Ivy League. No entanto, tendem a usufruir de uma reputação e status social semelhantes.

As universidades da Ive League usam muitos recursos para atrair estudantes inteligentes, trabalhadores e voltados para a carreira. E não só entre americanos. Estudantes de outros países também são bem-vindos.  Também não é nenhum segredo que elas ajudam fortemente os alunos em suas carreiras profissionais, uma vez que obter um diploma dessas instituições é quase uma garantia de que muitas portas serão abertas ao final do curso.

Uma outro ponto interessante (e não muito legal) é que essas mesmas universidades tendem a estar entre as mais caras dos EUA, com taxas de ensino entre 55 e 60 mil dólares anuais. Mas felizmente, elas também oferecem ótimas bolsas de estudo para os alunos mais destacados.

3 coisas que você precisa saber sobre a Ivy League

  • A admissão nessas escolas de elite é altamente competitiva. O candidato precisa atingir padrões muito superiores aos de qualquer universidade pública comum.
  • É fundamental verificar cuidadosamente os requisitos de admissão, incluindo os resultados dos testes (SAT, GRE, LSAT, GPA), recomendações, atividades extracurriculares e outras realizações acadêmicas.
  • É preciso ter em mente que existem milhares de universidades nos EUA e várias delas também têm classificações altas e custos de matrícula mais baixos.

Quer se candidatar a uma vaga em uma das universidades da Ivy League? Então você precisa começar a se preparar desde já. Uma boa mentoria especializada no assunto pode te ajudar nesse processo.

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), representa o Brasil na Delegação Brasileira de Jovens da ONU, recebeu proposta da NASA e atualmente trabalha como pesquisador em HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar uma oportunidade no exterior.

Leave a Reply