Quando pensamos em fazer um intercâmbio geralmente umas das primeiras preocupações é com o lugar onde vamos morar. Esse é um dos principais gastos da viagem. E, além disso, é um fator que vai interferir diretamente na qualidade da sua experiência no exterior. Afinal, se você morar em um lugar que não te agrada, provavelmente vai acabar levando muito dessa vivência negativa para o seu cotidiano no país. Todo mundo quer ter um lugar seguro e confortável para morar. Mas como fazer isso sem gastar tanto? Confira agora como economizar na hospedagem no seu intercâmbio.

3 dicas para economizar na hospedagem:

Divida apartamento  

Morar sozinho, na grande maioria dos casos, sempre acaba saindo mais caro. Então a melhor solução no caso de um intercâmbio é dividir sua moradia com outra (s) pessoa (s). Pode soar um pouco assustador morar com um desconhecido mas é perfeitamente normal. Uma boa dica é procurar em grupos no Facebook por pessoas que estão indo morar na mesma cidade que você.

Também dá para pesquisar por opções de aluguel nesses mesmos grupos. Dessa forma, é possível acertar direto com o locatário, evitando burocracias com imobiliárias, por exemplo. Mas claro, sempre é bom fazer isso com bastante atenção e cuidado. Peça sempre pelo contato de pessoas que já moraram no mesmo lugar para buscar recomendações. E na hora de procurar pessoas para morar com você tente ir atrás de quem tem um perfil parecido ou de quem está indo com objetivos semelhantes aos seus.

É possível dividir, além do apartamento, também o quarto. Essa é uma opção que, com toda certeza, vai baratear os seus custos com moradia. Mas deve ser bem analisada antes. Será que você é o tipo de pessoa que vai conseguir dividir o mesmo quarto com um estranho por um bom número de meses? Pense sobre isso.

Procure por meios alternativos de hospedagem

Se você estiver indo fazer um programa de intercâmbio com horários mais flexíveis é possível, por exemplo, tentar encontrar hospedagem através de plataformas como o Worldpackers. Já ouviu falar? O conceito básico desse sistema é a troca de hospedagem por trabalho. Ou seja, você passa algumas horas do seu dia trabalhando para o hostel (na recepção, limpeza, café da manhã, etc) e, em troca, não paga nada para morar lá.

Outra opção é o Airbnb. É possível alugar quartos ou apartamentos inteiros por preços interessantes. Se estiver indo viajar com amigos essa é uma das melhores alternativas. Outra plataforma interessante é o CouchSurfing. Você não paga nada e ainda de quebra conhece várias pessoas. Mas geralmente é para curtos períodos. Então é mais indicado utilizar na hora de viajar para outras cidades a passeio.

Moradia Universitária

Essa é para quem está indo fazer intercâmbio acadêmico: muitas universidades no exterior contam com moradias próprias. A maior parte das vagas são para os estudantes nativos mas sempre tem vagas para os estrangeiros. Em algumas é preciso passar por um processo seletivo, já que o número de vagas é menor que o de interessados. E não necessariamente elas serão gratuitas. Mas quando pagas, geralmente os alugueis são mais baratos.

Economizar na hospedagem durante o seu intercâmbio é perfeitamente possível. O segredo é saber dosar a parte financeira com o seu bem estar. Por que no fim das contas não dá para passar meses em um lugar que não seja agradável. Para analisar todas essas questões de forma precisa o melhor é poder contar com a ajuda da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.