Você não tem tanto dinheiro assim mas sonha em fazer um intercâmbio? Pois saiba que é perfeitamente possível viajar para fora mesmo sem dispor de uma enorme quantia. O segredo para se conseguir fazer isso é ter planejamento. Uma viagem para o exterior envolve gastos com passagens, seguro, visto (quando necessário), moradia, etc. No entanto, apesar do grande número de detalhes para se preocupar, é possível arcar com eles se você começar a economizar para o intercâmbio cerca de 1 ou 2 anos antes da viagem, no mínimo.

Confira agora algumas dicas de como economizar para o intercâmbio:

Economize no dia a dia:

Pode parecer difícil ter que economizar dinheiro, especialmente quando não ganhamos muito. Porém, se pararmos para analisar tudo o que fazemos na nossa vida cotidiana, perceberemos que muitos dos gastos que temos são supérfluos: sair para balada, comprar roupa nova sem necessidade, jantar fora todo fim de semana, só andar de carro mesmo em curtas distâncias, entre outras coisas. E esses são só alguns poucos exemplos.

Não é que devemos deixar de fazer essas coisas. Mas se você reduzir o volume dessas atividades em um intervalo de 1 ou 2 anos, com toda certeza será possível poupar um bom dinheiro. E durante esse tempo você não vai deixar de viver sua vida. Dá pra fazer outros programas mais econômicos. O sacrifício vai valer a pena quando você estiver embarcando para sua viagem dos sonhos.

Aplique seu dinheiro

Está economizando uma grana mas o seu dinheiro está parado na conta corrente ou em um cofre em casa? Pode ter certeza que você está perdendo uma oportunidade de fazer essa grana render ainda mais. Se você quer se preparar economicamente para o intercâmbio existem formas de aplicar seu dinheiro que vão além da poupança (que também já é uma boa pedida). Algumas opções são o Tesouro Selic, os títulos emitidos pelos Certificados de Depósitos Bancários e os investimentos em fundos simples. Aqui vale fazer uma consulta com um especialista financeiro que vai saber te indicar qual é a melhor opção para você.

Faça uma reserva para despesas emergenciais

Imprevistos no intercâmbio acontecem. É perfeitamente normal. E é por isso que precisamos estar preparados para eles. Separe parte do dinheiro que você conseguir poupar e tente não mexer nele durante seus meses no exterior. Assim, se você estourar seu orçamento ou algo pior acontecer, ainda terá esse suporte financeiro.

Anote tudo

Isso vale tanto para antes quanto para durante o intercâmbio. Fica muito mais fácil controlar e analisar nossas despesas quando temos total conhecimento sobre elas. Portanto anote tudo que você gastar: desde o cafezinho na esquina até despesas com aluguel e transporte. Dessa forma será possível fazer uma estimativa semanal ou até mensal de gastos e as chances de extrapolar os seus limites financeiros diminuirão.

Seja consciente

A experiência do intercâmbio é para ser vivida com intensidade mas também com responsabilidade. Saiba até onde vão os seus limites (inclusive financeiros) e não viva uma vida de excessos durante o seu tempo no exterior. Não se esqueça que intercâmbio é bom mas acaba e um dia você vai ter que voltar para casa.  E o ideal é que nessa volta a sua saúde física, emocional e financeira esteja em dia.

Gaste estrategicamente

Uma experiência fora obviamente envolve custos, mas se formos estratégicos nos gastos é possível salva um bom dinheiro. Para economizar para o intercâmbio é preciso saber analisar. As vezes, o que é mais caro no início pode sair mais barato a longo prazo. Exemplo: em várias cidades é possível poupar um bom dinheiro em transporte público se optarmos pelo passe único mensal. Está indo para um lugar frio? Não compre suas roupas de inverno no Brasil. Além de não terem a mesma resistência a baixas temperaturas, com certeza serão muito mais caras.

Escolha o destino adequado ao seu perfil

Uma decisão definitiva que pode ter impacto direto no quanto você vai gastar durante o seu intercâmbio é o destino escolhido. Existem países com um custo de vida muito maior que outros. Talvez esses não sejam a melhor opção se você contar com um orçamento apertado. O mesmo vale para a relação Capital x Outras Cidades. Geralmente os gastos na capital, de modo geral, são muito maiores. Então talvez seja uma boa optar por outras cidades. Essa é uma decisão que deve ser tomada ainda na fase de planejamento da viagem. Mas não se esqueça de levar em conta outras características, além da financeira, na hora da escolha.

Mentoria

Economizar para o intercâmbio é algo que requer um pouco de esforço e alguns sacrifícios. Mas pode ter certeza que tudo vai valer muito a pena quando você finalmente se der conta que está prestes a embarcar para a melhor experiência da sua vida.

Quer se preparar para conquistar a sua oportunidade internacional dos sonhos? Então procure o apoio da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.