4 bolsas de estudo no exterior

Estudar no exterior é o sonho de muitos jovens que estão na faculdade ou que já terminaram a graduação, seja para enriquecer o currículo ou para viver uma experiência cultural que só o intercâmbio proporciona. Além disso, a boa notícia é que existem diversos programas de bolsas de estudo espalhados pelo mundo e abertos para brasileiros.

Conheça agora 4 bolsas de estudo no exterior que são imperdíveis:

Fundação Carolina:

A Fundação Carolina oferece bolsas em toda a Espanha, inclusive na capital Madrid.

Criada pelo Conselho de Ministros da Espanha, a Fundação Carolina já ofereceu mais de 16 mil bolsas para estudantes de países da América Latina. As oportunidades abrangem diferentes modalidades, como pós-graduação, doutorado e pós-doutorado de curta duração.

Ciências da Saúde, Comunicação, Artes, Direito e Economia são algumas das áreas contempladas pelo programa. As inscrições ocorrem sempre entre os meses de março e abril. Fique atento!

O processo seletivo da Fundação Carolina avalia o histórico acadêmico e profissional dos candidatos e o nível de proficiência no espanhol varia de acordo com as exigências de cada bolsa. No entanto, os valores das “becas” podem ser parciais ou integrais.

Orange Tulip Scholarship:

Da Espanha vamos para Holanda. O Orange Tulip Scholarship é um programa de bolsas de estudo (graduação e mestrado) em diferentes áreas. Fluência em inglês é fundamental já que todas as aulas são ministradas na língua. O valor da bolsa pode chegar a impressionantes 55 mil Euros entre anuidade e ajuda de custo. Mas atenção: a maior partes delas são parciais.

O programa busca por candidatos comunicativos, com elevado senso crítico e facilmente adaptáveis. Ademais, excelência acadêmica e envolvimento em atividades extracurriculares também são levados em conta na hora da avaliação.

Além do inglês fluente comprovado por exames reconhecidos (IELTS ou TOEFL), o processo seletivo da OTS exige cartas de motivação, de referência e cópias do currículo. Tudo traduzido para o inglês.

Chevening

Com um foco mais voltado para desenvolvimento de liderança, a bolsa Chevening, que é oferecida pelo Reino Unido, engloba apenas os interessados em mestrado.  Os cursos duram em torno de 1 ano e a fluência no inglês também é obrigatória. O processo de seleção foca em questões como liderança, proatividade e desenvolvimento de networking.

Essa programa conta com uma das bolsas mais completas para os candidatos: passagens de ida e volta, taxas administrativas da Universidade escolhida, anuidade do curso, dinheiro para despesas pessoais mensais dos estudantes, emissão de visto e auxílio para instalação no Reino Unido. Tudo está incluído!

O processo seletivo consiste no envio da documentação exigida e de cartas de recomendação. Na segunda fase, também são realizadas entrevistas presencias em inglês na Embaixada do Reino Unido no Brasil ou em um dos consulados espalhados pelo país.

Fulbright

Do outro lado do oceano, o programa Fulbright, gerido pelo governo dos Estados Unidos, oferece bolsas para estudantes, pesquisadores, professores e outros profissionais já inseridos no mercado. O processo de seleção é dividido em três fases e os candidatos devem enviar um projeto de pesquisa para avaliação.

Existem bolsas de graduação em community colleges e mestrado em Cinema mas o foco do programa são as bolsas de doutorado de curta duração e pós doutorado, que abrangem praticamente todas as áreas.

A Fulbright cobre todas as despesas com hospedagem e passagens. Além disso, o fulbrighter selecionado ainda conta com todo o suporte da instituição no processo de visto. E mais: auxílio para despesas com congressos, seminários e eventos culturais!

Qual dessas bolsas de estudo mais combina com o seu perfil? Fique sabendo que esses são apenas 4 exemplos entre vários pelo mundo. A chave para encontrar a oportunidade ideal para você é pesquisar e se preparar. E nós podemos te ajudar com isso através da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.

Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.