BOLSAS IDIOMAS PROVAS UNIVERSIDADES INSPIRAÇÃO TESTES RESUMÃO DA SEMANA MUNDO ESTUDAR FORA TRABALHAR FORA NOTÍCIAS

Estude com bolsa na Austrália: JCU International Excellence

A Austrália é um dos destinos mais procurados pelos intercambistas, mas além de belas praias, esse país da Oceania também conta com universidades renomadas e diversos programas de bolsas de estudos. 

Se você está pesquisando sobre bolsas de estudos na Austrália, pode ser que já tenha se deparado com o JCU International Excellence Scholarship. Esse é um programa de bolsa de estudos desenvolvido pela Universidade James Cook (UJC) para alunos internacionais de excelência. 

Preparamos esse artigo para você conhecer mais dessa universidade australiana e todos os critérios para ser um bolsista por lá! Vamos conferir!

Bolsa de estudos na Austrália(Andre Hunter/Unsplash)

Como a bolsa de estudos JCU International Excellence funciona?

A Universidade James Cook, também chamada de JCU, fica localizada nas cidades de Cairns e Townsville, na Austrália. Atualmente, a instituição desenvolveu um programa de bolsa de estudos, voltado especialmente para estudantes internacionais. Esse é o JCU International Excellence.

Como o próprio nome diz, o auxílio é destinado para alunos de fora da Austrália e que tenham demonstrado grande desempenho acadêmico. É que as bolsas de excelência, como nesse caso, buscam apoiar bons alunos a estudarem no exterior. Por isso, é importante ter em mente que será avaliado o seu desempenho escolar durante a seleção dos bolsistas.

Essa oportunidade vale tanto para a graduação, quanto para a pós-graduação em qualquer um dos cursos da JCU. Por isso, independente da sua área de estudos, você pode ser um dos selecionados para receber o auxílio estudantil, exceto alguns programas de estudo. Os estudantes dos seguintes cursos NÃO são elegíveis: 

  • Graduação em Medicina;
  • Graduação em Cirurgia; 
  • Graduação em Cirurgia Dentária; 
  • Graduação em Ciências Veterinárias;
  • Mestrado em Engenharia (profissional); e 
  • Programas de estudo on-line.

Em 2022, a bolsa de excelência internacional foi destinada para estudantes qualificados de alto desempenho dos Estados Unidos, Canadá, América Latina, Reino Unido e Europa. Portanto, brasileiros também podem concorrer! Mas vale destacar que para a próxima edição, em 2023, a concorrência vai crescer: também poderão ser candidatos alunos da Ásia e Oriente Médio.  

A elegibilidade da bolsa é avaliada automaticamente durante o processo de admissão da JCU. Por isso, não é preciso realizar uma aplicação separada. Os candidatos que se inscreverem para estudarem na universidade e forem elegíveis vão receber uma oferta para o seu programa de estudo e, ao mesmo tempo, para a bolsa de estudos. 

Vale lembrar que, de forma geral, os critérios são os seguintes:

  • Ser estudante internacional;
  • Ser estudante de graduação ou pós-graduação;
  • Ser dos Estados Unidos, Canadá, América Latina, Reino Unido, Ásia, Oriente Médio ou Europa;
  • Apresentar bons resultados acadêmicos.

 

 

O que essa bolsa de estudos cobre?

A JCU International Excellence Scholarship oferece uma redução de 25% na anuidade da universidade, durante toda a duração do programa de estudos. Ou seja, se o estudante é da graduação, terá o auxílio pelos quatro anos de curso e se for um aluno de pós, receberá o auxílio pelo tempo completo do curso. 

Mas para garantir a renovação da bolsa de estudos, o estudante vai precisar manter bons resultados acadêmicos ao longo de todo o curso. É que o critério de manutenção do desconto de 25% é manter um Grade Point Average (GPA) satisfatório a cada semestre.

Como a aplicação para a bolsa de estudos é automática, todos os calouros que aplicam para estudarem na JCU serão considerados. Por isso mesmo, vale reforçar que esse benefício é exclusivo para novos alunos. A bolsa pode ser renovada com o decorrer do semestre, mas só pode haver a admissão no começo do curso. 

Também é importante frisar que essa bolsa de estudos pode não ser compatível com outros benefícios. É que como essa é uma bolsa de estudos parcial, o estudante ainda precisa arcar com o valor remanescente das anuidades e seus gastos pessoais, como moradia, alimentação e transporte.

De acordo com o site oficial,  os estudantes que sejam bolsistas Australia Awards ou recebam outras bolsas ou patrocínios governamentais que cobrem as anuidades completas, por exemplo, não são elegíveis para essa chance. Por isso, se você quer aplicar para mais de uma bolsa de estudos, é recomendado que você verifique se não há nenhum impedimento. 

Estudante pode ter bolsa na Austrália(Lucas Vasques/Unsplash)

Como aplicar para a JCU?

Como você já sabe, ao aplicar como estudante internacional para a JCU, você será automaticamente considerado para a bolsa de estudos. Como esse é um desconto nas anuidades baseado em mérito acadêmico, você não vai precisar enviar nenhum documento adicional em relação às suas finanças e situação socioeconômica. 

Assim sendo, é fundamental você saber como funciona a aplicação para estudar nessa universidade da Austrália. Em primeiro lugar, o cronograma da inscrição costuma ser definido da seguinte maneira: 

  • Prazo final em 30 de janeiro para o 1º semestre;
  • Prazo final em 30 de junho para o 2º semestre.

Isso porque, geralmente, o ano letivo tem dois períodos de estudo, ou seja, dois semestres, sendo o primeiro deles de fevereiro a junho e o segundo deles de julho a novembro, cada um com 13 semanas de duração. 

Já alguns cursos são definidos no formato de trimestres, como Graduação e Pós-Graduação em Negócios, Comércio, Turismo e Tecnologia da Informação. Por isso, eles têm datas diferentes. 

  • 10 de janeiro para o 1º trimestre;
  • 2 de maio para o 2º trimestre;
  • 15 de agosto para o 3º trimestre.

 

 

 

Além de se atentar às datas, o estudante também precisa cumprir alguns requisitos para ser um estudante internacional na Austrália na JCU. No caso da graduação, são duas opções: 

  • Você deve ter concluído 6 meses de estudo em tempo integral em uma instituição de ensino superior reconhecida e recebido um GPA mínimo cumulativo de 4,9 de 7,0, ou resultados médios mínimos de aproximadamente 65-70%;
  • Ou você pode ser elegível para se inscrever logo após o ensino médio e deve fornecer seu Certificado de Ensino Médio (ou equivalente). Essas candidaturas são analisadas caso a caso.

E para os estudantes da pós-graduação, é obrigatório que você tenha concluído com sucesso a graduação e apresente um diploma de bacharel ou equivalente de uma instituição de ensino superior reconhecida.

Por isso, o estudante vai precisar apresentar: histórico e certificados acadêmicos anteriores, carta de recomendação; a escala de notas usada na instituição em que estudou; traduções certificadas em inglês se os documentos não estiverem em inglês. Também será fundamental ter em mãos o passaporte e o comprovante de proficiência em inglês (esse documento só não é obrigatório para falantes nativos de inglês).

E para aplicar de fato, existem três maneiras:

  1. Se a sua escola ou universidade for uma Instituição parceira de intercâmbio da JCU, você pode entrar em contato com sua instituição de origem, que vai ajudá-lo com o processo de inscrição;
  2. Através de um agente de recrutamento registrado da JCU; ou
  3. Pela aplicação individual. Esse processo é o mais simples e direto, porque não depende de terceiros e você mesmo pode fazer todo o processo. Basta baixar e preencher o formulário de inscrição, disponível no site. Depois, é só enviá-lo, junto com seus documentos complementares por e-mail, para  internationaladmissions@jcu.edu.au.

É sempre recomendado que o próprio estudante faça a sua aplicação. Dessa forma, você pode organizar seus documentos com atenção e até mesmo fortalecer seus pontos fortes durante o processo. 

Depois da aplicação, caso o aluno seja aceito, será preciso organizar ainda algumas questões práticas para o intercâmbio, como o seguro de saúde para estudantes estrangeiros e o visto de estudante internacional, que são obrigatórios. Também é necessário organizar o alojamento e abrir uma conta bancária por lá. 

Além disso, como essa não é uma oportunidade full-ride, o estudante vai precisar arcar com seus custos de vida, como alimentação e moradia, além dos 75% restantes da anuidade. Por isso, vale a pena organizar as contas antes de embarcar para a Austrália. Mas, com certeza, um desconto de 25% já pode ser uma boa chance.

Estudar em Townsville na Austrália (Townsville/David Goulding/Unsplash)

Por que estudar na Universidade James Cook (UJC)?

A Universidade James Cook foi fundada em 1961, na cidade de Townsville na Austrália. De lá para cá, ampliou seus campi e hoje também tem prédios em Cairns e Brisbane na Austrália e em Singapura na Ásia. 

No total, são mais de 20 mil  alunos, dos quais mais de 11 mil e 500 são internacionais de 111 países, e mais de 4 mil funcionários. Além da estrutura de ponta, o ensino da instituição é bastante reconhecido em todo o mundo. 

A UJC foi classificada entre as 300 melhores universidades do mundo, segundo o Times Higher Education University Rankings 2022 e também o Academic Ranking of World Universities 2021. 

São 6 escolas que abrigam os cursos de graduação e pós. São eles: Artes, Sociedade e Educação; Negócios, Direito e Governança; Ciências da Saúde; Medicina e Odontologia; Saúde Pública, Ciências Médicas e Veterinárias; e Ciência e Engenharia. São mais de 125 cursos em 15 áreas de estudo. A lista completa das opções disponíveis fica aqui, mas vale destacar:

  • A UJC tem excelência em 38 áreas de pesquisa, de acordo com o Excellence in Research Australia 2018;
  • Também é a número 1 no mundo em estudos da biologia marinha e a segunda melhor em pesquisa de conservação da biodiversidade, segundo o CWUR 2017 Rankings;
  • E a universidade se destaca como a 25.ª melhor no mundo em ecologia e está entre as 75 melhores em geografia e mineração e engenharia mineral, conforme o estudo Academic Ranking of World Universities de 2021.

E para além da qualidade do ensino, a Universidade James Cook tem outras oportunidades de auxílio estudantil. Além dessa bolsa de estudos parcial, que já conhecemos, a universidade conta com outro programa de bolsas que pode garantir a totalidade das anuidades. 

Esse é o JCU Vice Chancellor's International Student Scholarship, que garante entre 50% até 100% das anuidades do curso de graduação ou pós-graduação, atingindo um valor entre 20 mil e 40 mil dólares australianos. 

No caso dessa oportunidade, a aplicação acontece somente para alunos internacionais que são convidados a se candidatarem. Ou seja, você faz sua aplicação para um dos cursos da JCU e, caso seja elegível, vai receber por e-mail um convite para preencher um formulário à parte. 

Por isso, vale reforçar a importância de fazer uma boa aplicação! Essa é a chance de ser considerado para uma bolsa de estudos parcial ou até mesmo total, dependendo apenas do seu mérito acadêmico, ou seja: os trabalhos desenvolvidos e notas obtidas serão avaliados. Nesse caso em especial, será necessário ter um desempenho acima de 85% de aproveitamento. Já todo o processo de aplicação e cronograma previsto são os mesmos que já te apresentamos acima.

E por que estudar na Austrália? 

O ensino australiano de qualidade é reconhecido em rankings e pesquisas de todo o mundo, além da Austrália ser mais acessível, quando comparada a outros países de língua inglesa. Esses  são motivos que fazem do país um destino muito procurado para fazer intercâmbio. E se isso não é razão suficiente, considere o clima tropical e os belos cenários paradisíacos que estão presentes por lá!

E como a JCU tem campi também em Singapura, o leque de oportunidades se amplia ainda mais. É que esse é um destino menos popular para os estudantes estrangeiros, mas também vale muito a pena. Localizada na Ásia, Singapura tem uma população multicultural e também é ótimo para quem fala inglês (ou mandarim).

Por essas razões, a bolsa JCU International Excellence Scholarship é uma boa oportunidade de estudar fora do Brasil. Mesmo que a bolsa seja parcial, um desconto de 25% nas anuidades já contribui bastante para quem quer ir para o exterior. 

E se o valor não é o bastante para a sua manutenção fora, vale lembrar que muitos países permitem que estudantes conciliem trabalho e estudos, como o work on campus ou outras atividades remuneradas. 

Além disso, você sabia que é possível negociar sua bolsa de estudos? Tudo isso você aprende na nossa mentoria especializada. Não deixe passar as oportunidades de mudar de vida! Clique aqui e faça agora mesmo seu teste de perfil.

Posts relacionados

Elaine Maciel
AUTOR

Jornalista mineira que veio de Baependi – uma cidade de 20 mil habitantes, e sempre quer ampliar seus horizontes. Do interesse em livros, séries e culturas diferentes, veio a vontade de conhecer, escrever e informar.

08 Ago 2022

Postagens recentes
7 fatos sobre a Irlanda

Curiosidades que você provavelmente não sabe sobre este destino encantador!

Ana Clara Reis
21 Fev 2024