Você finalmente decidiu fazer um intercâmbio mas ainda não sabe pra onde quer ir? Para te ajudar nessa decisão tão importante, trouxemos aqui os verdadeiros prós e contras de estudar em um dos países mais populares: a famosa terra dos cangurus e coalas! Depois de analisar todos esses pontos fortes e fracos do país, talvez você se convença (ou não!) a ir fazer intercâmbio na Austrália! Vamos lá?

Motivos para fazer intercâmbio na Austrália (ou não):

Prós

1. Aproveitar todas as oportunidades acadêmicas do país

Você pode encontrar praticamente todos os tipos de oportunidades (em todas as áreas do conhecimento) se for fazer intercâmbio na Austrália. Por exemplo, pode aproveitar os renomados cursos de STEM nas universidades de Sydney, de New South Wales ou de Queensland, todas elas entre as melhores do mundo. 

Ou então se dedicar às Ciências Biológicas na James Cook University, em Townsville, e às Humanas e Sociais na University of Newcastle, Bond University ou Griffith University. Sem falar nos estágios e summer jobs que são muito comuns no país!

5-fazer-intercambio-na-australia
Universidade de Sydney (Jason Tong/Wikimedia Commons)

2. A Austrália é conhecida por suas diversas paisagens

Se você gosta de surfar, acampar em uma floresta, se aventurar pelo deserto ou até mesmo escalar uma montanha, a Austrália é o lugar perfeito pra você. O país oferece de tudo um pouco quando se trata de paisagens e ambientes naturais! Partindo do seco — e quente — Outback australiano até à costa, com a Grande Barreira de Corais, você vai ter muitos lugares bonitos para conhecer e explorar!

3. As praias australianas

Nós já falamos sobre as paisagens australianas no item anterior, mas as praias do país merecem um tópico exclusivo! Fazer intercâmbio na Austrália é praticamente certeza de previsão de muita praia. Surfers Paradise e Snappers Rocks, em Gold Coast; e Bondi Beach, em Sydney, são indiscutivelmente alguns dos melhores lugares do país para surfar ou apenas aproveitar o sol. Além disso, diversas universidades de lá ficam realmente bem próximas do oceano. Incrível, não é?

2-fazer-intercambio-na-australia
Snapper Rocks (Bailey Mahon/Unsplash)

4. Há muitas coisas para se fazer por lá

Além das atividades ao ar livre que você pode se envolver na Austrália, há ainda outras diversas coisas que você pode fazer enquanto estiver por lá. Por exemplo, pode assistir aos jogos da Australian Football League (AFL), apreciar arte nos museus de Sydney e Brisbane, ou então aproveitar a vida noturna de qualquer uma das grandes cidades do país.

5. A hospitalidade

O modo de vida australiano é amigável e descontraído por natureza, parecido, de certa forma, com o brasileiro. Sendo assim, você não vai estranhar muito se for fazer intercâmbio na Austrália. Aproveite a hospitalidade para conhecer novas pessoas e explorar ainda mais o país na companhia dos seus novos amigos.

Contras

1. Fazer intercâmbio na Austrália pode ser um pouco caro

Quando for fazer intercâmbio na Austrália, uma das primeiras coisas que você vai perceber é o quão caro o país pode ser, mesmo nos itens mais básicos. Isso acontece porque, de modo geral, o país tem um dos padrões de vida mais altos do mundo, o que significa que os australianos desfrutam de uma economia muito estável, amplo acesso a serviços sociais e diversas oportunidades pessoais e profissionais (sem mencionar que a Austrália ostenta um dos salários mínimos mais altos do mundo).

No entanto, felizmente um grande número de universidades australianas oferece bolsas de estudos para estudantes internacionais, a fim de ajudar com os custos de um intercâmbio no país.

2. Tudo no país parece querer matar você 🕷🐛🐞🐜

A chance de se aproximar dos animais nativos pode ser uma das partes mais malucas e divertidas de fazer intercâmbio na Austrália. Além dos lindos e fofinhos cangurus e coalas pelos quais o país é conhecido, há uma grande variedade de animais selvagens por lá que não são exatamente conhecidos por serem… amistosos, digamos assim. 

De crocodilos a cobras e aranhas, a Austrália é o lar de alguns animais que talvez não sejam os mais amigáveis. Porém, esses bichos são apenas alguns dos muitos exemplos da vida selvagem única do país que não são encontrados em nenhum outro lugar do mundo!

1-fazer-intercambio-na-australia
Crocodilo australiano (Leigha Schenk/Pixy)

3. O país é imenso

Se sua meta para o intercâmbio é morar em um país que você possa pegar um avião, trem ou ônibus e estar em um país totalmente diferente em apenas algumas horas, então a Austrália pode não ser sua preferência. Mas, se você estiver interessado em explorar e conhecer todas as paisagens do seu país anfitrião, a Austrália tem muito a oferecer. 

O país em si é enorme, quase do mesmo tamanho do Brasil, mas com apenas 1/10 da nossa população. A parte ruim nesse caso, é que com um país tão grande, você pode acabar conhecendo muito pouco dele.

4. Pontos históricos pouco conhecidos

Enquanto a Ásia e a Europa são famosas por seus principais patrimônios históricos, a Austrália, acredite ou não, também se orgulha de seus pontos turísticos, que têm bastante significado histórico. Embora um dos marcos mais conhecidos do país, a Sydney Opera House, tenha sido construída em 1959 e atraído admiração e aclamação internacional, a Austrália possui uma série de patrimônios de tirar o fôlego, que datam de milênios e possuem um significado cultural muito mais profundo.

Um exemplo das maravilhas naturais icônicas da Austrália é o Uluru (conhecido pela maioria dos estrangeiros como Ayers Rock), um enorme monólito no “Red Centre” da Austrália. Este local, entre vários outros, é sagrado para muitos grupos de povos indígenas do país e atua como uma ponte entre a cultura australiana e os turistas.

4-fazer-intercambio-na-australia
Ayers Rock (Karl JK Hedin/Unsplash)

Intercâmbio com a UDI

E aí, depois de colocar tudo na balança você decidiu fazer intercâmbio na Austrália ou não? Conta pra gente nos comentários! Se sua resposta foi “sim”, você pode contar com o apoio da nossa mentoria especializada para conquistar uma oportunidade no país. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.