Fazer o ensino médio nas high schools americanas é um sonho pra muitos estudantes estrangeiros. Mas, assim como no Brasil, por lá também existe a divisão entre as escolas públicas e privadas. Você já parou pra pensar quais são, na prática, as diferenças entre esses dois grupos, além da questão do preço? É sobre isso que vamos falar no texto de hoje!

8 prós e contras de fazer o ensino médio no exterior

Tamanho das turmas

O tamanho das turmas é uma das principais diferenças entre as high schools públicas e privadas nos EUA. As turmas nas escolas públicas urbanas podem chegar a ter cerca de 25 a 30 alunos (ou até mais). Já na maior parta das escolas particulares, essa média cai para em torno de 10 a 15 alunos.

Essas turmas menores das escolas particulares fornecem um ambiente mais propício a realização de disciplinas eletivas, atenção personalizada e discussões em sala de aula mais aprofundadas. Ao mesmo tempo, elas também significam que os professores podem dar aos alunos tarefas mais longas e complicadas, já que eles não têm tantos trabalhos para corrigir.

High-Schools-Publicas
High School pública no estado de Illinois (Foto: Jordano53/Wikimedia)

Formação dos professores

Enquanto os professores de escolas públicas sempre precisam ser certificados, os professores de escolas privadas muitas vezes não precisam de uma certificação formal. No entanto, muitos são especialistas em suas áreas ou possuem até mesmo mestrado ou doutorado, o que é menos comum nas escolas públicas.

Outro ponto de diferença é que nas high schools privadas os professores geralmente têm contratos que são renováveis a cada ano. Já nas high schools públicas é exatamente o contrário. Os professores por lá assumem longos contratos e em muitos casos é até difícil removê-los de suas funções.

Preparação para a faculdade

Esse é um tópico bastante abrangente, já que não existe uma unanimidade. Enquanto muitas escolas públicas dos EUA de fato fazer uma ótima preparação dos seus alunos para o ingresso em faculdades, outras não dão tanta atenção pra isso. Já nas escolas privadas pode-se observar uma maior uniformidade nesse sentido, embora também existam algumas escolas que se saem melhor que outras nesse quesito.

Perfil dos alunos

As high schools privadas costumam ter processos seletivos de admissão que contam com aplicação, avaliação acadêmica e entrevistas. Por conta disso, elas podem escolher alunos altamente motivados e com ótimo desempenho acadêmico anterior. Dito isso, os estudantes de escolas privadas convivem em um ambiente acadêmico invejável, mas que muitas vezes falha em uma importante questão: a diversidade (embora alguns avanços nesse aspecto tenham sido notados nos últimos anos).

Por outro lado, as escolas públicas americanas são marcada justamente pela diversidade cultural, racial e econômica de seus alunos, o que contribui para a construção de um ambiente mais plural.

Fazer intercâmbio no Ensino Médio é seguro?

Atividades acadêmicas

Como as escolas particulares não precisam seguir leis nacionais/estaduais sobre o que ensinar, elas podem oferecer programas exclusivos e especializados. Muitas deles inclusive oferecem programas altamente avançados nos campos das Ciências e Artes.

O ambiente imersivo também significa que muitos alunos de escolas particulares frequentam as aulas por mais horas no dia do que os alunos de escolas públicas. Isso porque as instituições privadas oferecem programas pós-escola e um horário mais longo.

High-Schools-privadas
High school privada no estado de Connecticut (Foto: Adrien Delessert)

Já as escolas públicas usam um currículo regulamentado para todos os alunos e delimitado por um distrito escolar que segue as políticas e procedimentos estabelecidos pelo escritório distrital responsável.

Universidade do Intercâmbio

E aí, agora que você já sabe quais são as principais diferenças entre as high schools públicas e privadas, já consegue decidir qual delas é melhor pra você ter a sua experiência de intercâmbio nos EUA? Seja qual for sua resposta, pra conseguir realizar esse sonho você precisa se preparar! E nós podemos te ajudar com isso através da nossa mentoria especializada e todo o nosso time de mentores! Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui!


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.