Solidão no intercâmbio: como lidar?

Fazer as malas e mudar para outro país para fazer um intercâmbio é uma escolha que têm várias consequências. Uma delas é ficar longe das pessoas que amamos. É preciso estar ciente que viver em outro país é sinônimo de perder o Natal em família, não poder estar presente no aniversário da mãe, ou não estar com quem mais amamos no dia do nosso próprio aniversário. O impacto que essa distância causa pode ser muito para algumas pessoas. Mas saiba que é perfeitamente possível lidar com a solidão no intercâmbio.

O primeiro grande desafio quando mudamos para outro país é a adaptação. Tudo é novo e completamente diferente do que estávamos acostumados. E, dessa vez, estamos sozinhos. Ou seja, não temos como contar com a ajuda dos pais e dos amigos. Em outras palavras: temos que nos virar. Essa difícil tarefa de ter que resolver tudo por conta própria pode ser difícil, principalmente para quem nunca teve que fazer nada sozinho. E aí, já no início da experiência, a saudade pode comprometer tudo o que será vivido mais para frente.

Maneiras de lidar com a solidão no intercâmbio:

Morar longe não significa ter que perder todo o contato com as pessoas que amamos ou passar todos os nossos dias sozinhos. Existem formas de lidar com a solidão no intercâmbio. Descubra agora algumas delas:

Internet

Anos atrás, quando a internet ainda não havia se popularizado, um grande problema para quem morava em outro país era manter contato com os parentes no Brasil. Ou seja, era tudo muito caro e difícil. Hoje, com todo mundo conectado, isso não é mais desculpa. Dá para ligar para a família todos os dias sem gastar nenhum centavo. WhatsApp, Skype, Facebook Messenger e outros aplicativos de mensagens serão seus grandes amigos nesse período fora.

Novas Amizades

Se tem uma coisa que vai acontecer com 100% de certeza durante o seu intercâmbio é o fato de que você vai conhecer pessoas que estão passando pelo mesmo que você. Gente de diferentes lugares que também estarão longe de suas famílias e amigos. Todas descobrindo as mesmas novidades e experimentando os mesmos encantamentos. Quer cenário melhor que esse para fazer novos e grandes amigos? Seja com brasileiros ou com estrangeiros, uma coisa é certa: você vai criar uma nova “família”. E muitos deles continuaram sendo seus amigos pro resto da sua vida.

Viva a experiência do intercâmbio com responsabilidade

Uma boa maneira de não ficar pensando todo tempo no que você deixou em seu país de origem é se jogar de cabeça na experiência do intercâmbio. Viva tudo de maneira intensa. Participe dos passeios, viaje, se permita conhecer gente nova, se abra para experimentar a vida de um intercambista em seu máximo. Te garanto que você não vai ter nem tempo para sentir saudade. Mas claro, não se esqueça do seu objetivo inicial. O que é que você foi mesmo fazer? Se dedique aos estudos e foque nos seus objetivos.

Não seja passivo

Não fique esperando que as coisas aconteçam para você durante o intercâmbio. Corra atrás! Milhares de coisas estarão acontecendo ao mesmo tempo mas nenhuma delas vai surgir do nada se você não for atrás. Se você estiver indo estudar em uma universidade, por exemplo, pesquise sobre as atividades extracurriculares que acontecem no campus. É uma ótima forma de conhecer gente, preencher o seu tempo e se desenvolver como pessoa.

Está vendo como é possível, com atitudes simples, afastar a sensação de vazio e isolamento que pode surgir na sua experiência fora? Lidar com a solidão no intercâmbio não é complicado e você irá descobrir isso na prática. Quer saber ainda mais sobre isso? Uma boa dica é procurar ajuda da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.

Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.