A Alemanha atrai muitos estudantes internacionais todos os anos com sua reputação de educação de alta qualidade e baixos custos, já que as taxas de ensino por lá são praticamente inexistentes nas universidades públicas, ao contrário de outros destinos populares como Estados Unidos e Reino Unido. Mas se você pensa em estudar na Alemanha, há algumas coisas que você deve saber primeiro.

8 coisas para saber antes de estudar na Alemanha

1. Gratuito mas sob algumas condições

Para ter direito a estudar gratuitamente nas universidades alemãs, o candidato deve estudar nas mesmas condições que os estudantes locais, com todos os desafios inerentes a isso. E, principalmente na graduação, os principais cursos são ministrados em alemão. Então é necessário comprovar proficiência mínima no idioma para participar das aulas. No entanto, a oferta de cursos em inglês nas universidades alemãs está crescendo a cada ano.

estudar-na-alemanha-hamburgo
Hamburgo (Foto: Julia Solonina)

2. Limites de horário de trabalho existem e devem ser respeitados

Se você for para a Alemanha com um visto de estudante, será possível trabalhar mas com limites. Para estudantes sem passaporte da União Europeia (como os brasileiros sem dupla cidadania), são permitidos 120 dias completos de trabalho ou 240 dias em meio período.

Durante o semestre, os alunos podem trabalhar apenas 20 horas por semana. No entanto, em comparação com as principais cidades dos EUA e do Reino Unido, por exemplo, os custos com aluguel, alimentação, saúde e transporte público são geralmente mais baratos.

E, se por acaso você for brasileiro mas tiver dupla cidadania europeia, poderá ser elegível para o BAföG, uma ajuda (metade empréstimo e metade subsídio) do estado que geralmente é isenta de juros. Este financiamento também pode ser estendido para cidadãos de fora da União Europeia, mas apenas em casos extraordinários.

E claro: nunca tente trabalhar burlando as regras e limites de horários estabelecidos. Se você fizer isso, estará correndo sérios riscos de ser banido do país.

3. Bolsas disponíveis para todas as áreas

Felizmente, na Alemanha existem muitas bolsas disponíveis para estrangeiros, independente da área de estudo. O DAAD, o Serviço de Intercâmbio Acadêmico da Alemanha, é apoiado pelo estado e oferece a maior variedade de bolsas de estudos para estudantes internacionais. E esse é só um dos exemplos, já que existem muitas outras fundações dedicadas a distribuição de bolsas. 

estudar-na-alemanha-berlim
Berlim (Foto: Stefan Widua)

4. Independência é fundamental

A menos que você tenha um passaporte da União Europeia, espere gastar um bom tempo lidando com o Ausländerbehörde (escritório de estrangeiros). O pedido de visto para quem é aprovado nas universidades locais geralmente consiste em um processo tranquilo e, se você concluir o seu curso no país, será elegível para uma extensão de até 18 meses para permanecer por lá e procurar emprego.

Ainda assim, esteja preparado para obstáculos inesperados e entenda que os seus sonhos e objetivos não interessam a ninguém dentro da burocracia alemã. Você será o único responsável por reunir todos os documentos que forem solicitados; obter o seguro de saúde local; demonstrar independência financeira; encontrar um apartamento; registrar-se no Bürgeramt (escritório administrativo local) e agendar uma consulta de visto ainda no Brasil.

5. Lidar com papeis também

Na Alemanha todos os processos burocráticos envolvem muitas e muitas impressões de papeis e cópias. Você precisará se familiarizar com as convenções das cartas comerciais e a manter cópias de tudo.

Então seja perfeitamente organizado(a) com o armazenando desses documentos e papeis. Pode não parecer a princípio, mas isso poderá facilitar sua vida na hora de resolver problemas com o aluguel do seu apartamento ou de resolver questões relacionadas ao seu visto no país.

6. Falar alemão ajuda imensamente

Claro, nas grandes cidades alemãs você pode se virar com o inglês, mesmo sem conhecer o idioma nativo e, como já foi dito, alguns programas de graduação e pós-graduação estão disponíveis nesse idioma.  

No entanto, essencialmente todos os aspectos da sua vida no país serão mais fáceis se você tiver habilidades com o alemão, desde lidar com funcionários do governo até fazer amigos locais. Já se você decidir permanecer no país para encontrar emprego, a fluência no idioma local lhe dará uma vantagem crucial no mercado de trabalho.

E, ao contrário do senso comum, o alemão é uma língua adorável e relativamente fácil de aprender se você já tiver fluência no inglês.

estudar-na-alemanha-munique
Munique (Foto: Tavis Beck)

7. As universidades alemãs não vão segurar sua mão

Na Alemanha, você dificilmente terá alguém na universidade responsável por cuidar de você e te ajudar durante o seu percurso acadêmico. Você será o único responsável por gerir seus horários, aulas e seções de estudos.

O modelo de avaliação nas faculdades também variam muito, mesmo dentro de um mesmo curso. Você pode, por exemplo, ter uma matéria que funciona de forma mais interativa, levando em consideração a sua participação durante as aulas e atividades de casa; mas também poderá ter disciplinas que irão te dar uma nota final baseando-se apenas em uma única prova ou trabalho final.

8. Moradias estudantis

Algumas grandes universidades alemãs contam com moradias oficiais para estudantes, mas provavelmente essas opções não serão as mais atraentes e nem a melhor chance de ter uma vida social agitada.

Uma boa alternativa para isso é viver em um Wohngemeinschaft (WG), uma espécie de “coliving” que abriga uma grande comunidade de estudantes internacionais e alemães em uma espécie de moradia compartilhada, onde cada estudante tem seu próprio quarto individual mas divide as demais dependências.

Viver em um WG maior com vários alemães é uma estratégia fantástica para conhecer os locais e expandir seu círculo de amigos, sem mencionar suas habilidades no idioma. Mas como a procura é muito grande, pode ser que você demore um pouco até achar uma vaga. Você pode começar buscando nesses sites online: wg-gesucht, dreamflat e housing anywhere.

Universidade do Intercâmbio

Você quer conquistar a sua oportunidade dos sonhos para estudar na Alemanha? Então comece a se preparar o quanto antes! A boa notícia é que nós podemos te ajudar com isso através da nossa mentoria especializada e todo o nosso time de mentores. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos