A Universidade de Edimburgo, na Escócia, é uma das melhores do Reino Unido e figura na 20ª posição entre as melhores universidade do mundo, de acordo com o ranking da QS World Universities 2021. E um dos programas de bolsas mais conhecidos da instituição é o Edinburgh Global Research Scholarships, uma iniciativa exclusiva para estudantes internacionais de doutorado.

Como é normal em muitos países do mundo, no Reino Unido as instituições de ensino superior costumam cobrar anuidades mais caras para alunos estrangeiros que para alunos nacionais. E o objetivo principal do Global Research Scholarships é justamente acabar com essa diferença de valor, uma vez que a bolsa consiste em cobrir essa diferença.

Ou seja, os cerca de 30 selecionados anualmente pagam o mesmo valor em seu programa de escolha que os estudantes britânicos. Vale lembrar que os valores dos programas de PhD na Universidade de Edimburgo não são todos iguais.

E a melhor parte é que essa bolsa é válida durante todo o período do programa, que geralmente tem a duração de 3 anos.

Quem pode se candidatar?

Para se aplicar para o Global Research Scholarships, é necessário primeiro ser aprovado em um dos programas de PhD da universidade. Mas, para além disso, o programa também exige que os candidatos tenham um excelente histórico acadêmico, potencial para desenvolver pesquisa e não estejam recebendo nenhuma outra bolsa no momento da aplicação.

Global-Research-Scholarships-Universidade-de-Edimburgo
Universidade de Edimburgo (Foto: LWYang/Flickr)

Como funciona o processo de aplicação?

Todo o processo de aplicação é bastante simples: tudo é feito online através do portal de aplicação da instituição, conhecido como MyEd. A única exceção se aplica para os candidatos interessados nos programas de PhD em Economia. Nesse caso, é necessário enviar um e-mail para um endereço divulgado todos os anos, aguardar o recebimento de uma formulário de inscrição em papel e, em seguida, enviá-lo para os avaliadores responsáveis.

O prazo limite de inscrição, no entanto, permanece o mesmo nos dois casos.

Assim que as inscrição são recebidas pela universidade, um comitê de seleção especial é nomeado pelo conselho da instituição para julgar os alunos de acordo com os critérios preferenciais. 

Geralmente, o prazo limite de aplicação vai até meados de fevereiro todos os anos e o resultado final é divulgado entre os meses de abri e maio.

É importante ressaltar que interessados que já tenham cursado um doutorado ou algum outro grau equivalente não são elegíveis para esse programa.

Como funcionam os programas de PhD na Universidade de Edimburgo?

Dependendo do seu campo de estudo de interesse, será necessário se inscrever para um projeto de doutorado predefinido ou desenvolver e submeter a sua própria ideia de pesquisa.

Pesquisas nas áreas de Medicina, Ciência e Engenharia tendem a exigir que o candidato se inscreva em projetos que já tenham objetivos específicos e preestabelecidos.

Já as pesquisas nas áreas de Artes, Ciências Sociais e Humanidades normalmente requerem que o doutorando desenvolva sua própria ideia e esteja pronto para fazer adaptações de acordo com o andamento da pesquisa.

Quais são as taxas de PhD da Universidade de Edimburgo?

O desconto oferecido pela Edinburgh Global Research Scholarships é muito grande. Por exemplo, o programa de PhD em Agricultura e Segurança Alimentar custa, para estudantes internacionais, 23500 libras (£) por ano. Já para estudantes britânicos esse valor cai para £4407 anuais. Ou seja, quem é contemplado com essa bolsa recebe um desconto gigante de quase £19100!

De modo geral, os programas de PhD em período integral para estudantes estrangeiros variam entre 20 e 25 mil libras anuais, e para estudantes britânicos entre 4 e 5 mil libras anuais. Confira a lista completa aqui. É importante lembrar que esses valores mudam de um ano acadêmico para outro e os preços descritos nesse texto se referem ao período acadêmico 2020-2021.

O que é necessário para se aplicar em um dos programas de PhD da Universidade de Edimburgo?

As exigências para estudantes internacionais na instituição variam de país para país. No caso do Brasil, os candidatos devem possuir um ótimo histórico acadêmico tanto na graduação quanto no mestrado (em uma universidade reconhecida).

Os candidatos devem providenciar teste de proficiência em inglês, cartas de recomendação, personal statement e projeto de pesquisa, tudo devidamente traduzido (quando necessário) e certificado pelos órgãos competentes. Confira aqui um guia feito pela universidade sobre como escrever uma boa proposta de pesquisa.

Nesse último ano a Universidade de Edimburgo aceitou o TOEFL iBT Special Home Edition para a comprovação de proficiência em inglês por conta do coronavírus e o fechamento de vários centros de testes de outras provas já aceitas anteriormente. Ainda não se sabe, no entanto, se no próximo ano esse teste continuará sendo aceito.

Os candidatos também devem entrar em contato informalmente com supervisores em potencial ou com a escola responsável pelo programa de interesse na instituição antes de enviar uma inscrição formal.

Algumas escolas podem pedir que você envie uma proposta de pesquisa antes de se inscrever formalmente, mas outras preferem que o candidato envie uma inscrição formal primeiro. Para checar essa informação com mais exatidão você deve verificar as informações fornecidas pela escola ou instituto de pesquisa que oferece o seu programa de interesse. Saiba mais informações sobre isso aqui.

Universidade do Intercâmbio

O que achou do programa Global Research Scholarships? Quer conquistar uma bolsa dessas? Então o grande segredo é se preparar, e nós podemos te ajudar com isso através da nossa mentoria especializada. Quer saber como? Então clique aqui para fazer o nosso teste de perfil e entrar para o nosso time de mentorados.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.