Mestrado no exterior: como se dar bem?

Você sonha em conseguir uma bolsa de mestrado no exterior? Então já vá se preparando não só para isso mas também para ter um bom desempenho durante o seu curso. Fazer um mestrado é completamente diferente de fazer uma graduação. A mentalidade e maturidade para isso são totalmente outras. Descubra agora como já ir se adequando desde cedo para conseguir o seu sucesso acadêmico nessa fase.

8 dicas para mandar bem no mestrado no exterior:

As formas de avaliação na graduação e no mestrado no exterior são bem diferentes

No nível de graduação, a maioria dos professores avaliam seus alunos com base em exames e tarefas escritas. Já no mestrado os estudantes precisam preparar projetos de pesquisa bem extensos. Também é comum participar de projetos em grupos de longo prazo. E, no caso dos mestrados que exigem realização de atividades em estágios ou laboratório, é preciso atender todos os requisitos exigidos.

Você é o único responsável por controlar seu tempo

Na pós-graduação os estudantes costumam ter mais independência de como controlar seu tempo em relação aos alunos de graduação. Mas isso pode acabar se revelando uma verdadeira armadilha se você não for capaz de gerir seu tempo com responsabilidade e acabar cedendo a vontade irresistível de procrastinar.

Você deve ser auto-organizado

No mestrado o aluno precisa ter uma capacidade acima da média de organizar suas próprias coisas. Isso inclui materiais e currículos do curso, anotações de leituras e palestras, ideias de pesquisa e até mesmo o seu espaço de estudo pessoal. Enquanto na graduação muito disso é feito pela própria faculdade no mestrado não é bem assim.

Relação aluno x professor

No mestrado o mínimo que os professores esperam do estudante é que ele assuma uma postura independente do início ao fim do programa. Cada aluno conta com o apoio irrestrito de um orientador para guiá-lo durante todo o projeto. No entanto, eles não estão nessa posição para decidirem o que você irá fazer a todo momento. O mestrado é a hora de assumir uma postura autônoma. Você deve ser capaz de resolver seus próprios problemas.

Lembre-se que os professores estão dispostos a ajudá-lo, mas certifique-se de falar com eles quando você precisar de ajuda. Mantenha-os informados sobre quaisquer eventos que possam afetar seu desempenho e tome algum tempo para conhecê-los.

Não se esqueça que no futuro você pode querer uma carta de recomendação e formar um relacionamento profissional com seu professor garantirá que alguém que conheça seu trabalho acadêmico possa escrevê-la para você.

Tenha em mente que seus professores fornecem recursos, leituras, referências e orientações úteis para o seu trabalho dentro da sala de aula. Sempre certifique-se de aproveitar seu tempo para explorar todos esses materiais.

Cumpra todos os prazos

Todos nós temos horários ocupados, mas isso não é motivo para entregar tarefas no último minuto possível. O trabalho em nível de pós-graduação pode ser mais desgastante e demorado do que o estudo de graduação. Se  você deixar se perder nos prazos pode acabar se colocando em uma situação na qual o atraso simplesmente não é mais uma opção.

Mantenha uma postura profissional no seu mestrado no exterior 

Os cursos de pós-graduação são formados por uma comunidade de estudiosos que busca aprimorar seus conhecimentos e se tornar proficiente em seus campos. Assim, toda comunicação dentro da comunidade deve ser profissional e respeitosa. Da mesma forma, todas as críticas devem ser construtivas e projetadas para promover o objetivo coletivo de dominar a disciplina.

Não se esqueça do que você aprendeu na graduação

No mestrado os alunos devem estar preparados para realizar pesquisas aprofundadas e comunicar claramente suas ideias. Isso significa que você deve ser capaz de escrever de maneira academicamente apropriada, usando a gramática padrão da língua utilizada. Geralmente também é necessário dominar estilos de escrita. Ser capaz de escrever e articular ideias também será um componente essencial para o seu sucesso.

Se comunicar claramente é uma habilidade valiosa tanto para os estudos quanto para a carreira. E, como qualquer habilidade como praticar um esporte ou aprender uma língua estrangeira, a comunicação requer prática e sempre pode ser melhorada. Assim, não hesite em aproveitar de todos os recursos que você terá acesso na universidade.

Entregue tarefas com fontes academicamente apropriadas

Espera-se que os alunos de pós-graduação se envolvam com a literatura em seu campo. Ou seja, que pesquisem muito! Use os principais periódicos acadêmicos em sua disciplina e evite artigos sem referências. Lembre-se, a qualidade da sua educação está diretamente relacionada à qualidade da sua pesquisa.

Alunos de mestrado devem saber quem são os principais teóricos e quais foram suas contribuições significativas para o campo. Uma vez que você tenha uma compreensão firme disso, já pode começar a formular suas próprias ideias. Mas isso deve ser baseado sempre em pesquisa.

Parece muita coisa não é? Mas é possível já ir se preparado para tudo isso desde agora, principalmente no seu psicológico. Muito do sucesso de um mestrado no exterior depende do nível de maturidade do estudante. E isso é uma coisa que você pode desenvolver. Saiba como contando com o apoio da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.