Você está com quase tudo pronto para viajar e estudar fora do país mas surge uma dúvida: morar sozinho no intercâmbio ou dividir um apartamento/casa com alguém? Bom, não há uma resposta definitiva para essa pergunta. Essa é uma decisão muito pessoal! Mesmo assim, trouxemos alguns pontos que podem te ajudar a se decidir!

Calcule seus gastos

Resumidamente, se você dividir o apartamento com colegas, vai economizar dinheiro. Isso porque você vai dividir tanto as despesas como a carga de trabalho (limpeza, etc.). Portanto, você pode morar em um apartamento maior, escolher um local melhor e mais confortável. Por outro lado, morar sozinho significa lidar com – apenas – sua própria bagunça. Se você não sentir vontade de lavar a louça logo após comer, por exemplo, isso não vai ser um problema.

Leve em conta suas preferências

Se você tiver um colega para conviver, dificilmente vai se sentir sozinho(a). Pelo contrário, pode ser uma ótima experiência! No entanto, ter um companheiro de quarto pode ser um desafio, especialmente quando você precisar estudar muito, quiser relaxar ou quando surgirem problemas e conflitos na relação de vocês.

Quando você divide um apartamento, compartilha o espaço e uma grande parte da sua vida. Nisso pode estar incluído sua rotina, algumas informações financeiras, problemas pessoais e até mesmo amigos. Você e seus flatmates vão estabelecer algumas regras. Sendo assim, você deve respeitar os desejos de seus colegas, conforme o que ficar combinado. Se privacidade e independência são muito importantes para você, morar com outras pessoas pode não ser uma boa escolha.

Uma das melhores coisas de viver com colegas de apartamento é  contar com o apoio de  outras pessoas. Quando você viajar, por exemplo, terá alguém para cuidar da casa, pegar a correspondência, regar as plantas, etc. Quando estiver doente, conte com eles para cozinhar, limpar a casa e trazer os remédios. Você também vai dividir as tarefas: é bom não ter que lavar a louça todos os dias.

Desentendimentos vão acontecer (mas não são o fim do mundo!)

Ao viver com outra pessoa, você precisa se comprometer. É melhor estabelecer as regras antes mesmo de se mudar, e ser honesto, agradável e justo. Desentendimentos vão surgir, vez ou outra. Não importa com que cuidado você escolha seus flatmates, isso faz parte e é quase inevitável. Sendo assim, você vai ter que saber lidar com isso. Esteja preparado(a)! Ou então, se não quiser passar por situações assim, pode escolher morar sozinho(a)! É com você!

E aí, depois desse post você decidiu morar sozinho no intercâmbio ou acompanhado? Independente da decisão, nós te ajudamos a preparar todo o restante com a nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  


Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos