Fazer uma graduação nos Estados Unidos. Começar uma mestrado na França. Conseguir um trabalho incrível em uma multinacional no Canadá. O que essas três situações tem em comum, além de te proporcionarem viver no exterior? Muito provavelmente, para fazer qualquer uma dessas grandes mudanças, você precisará provar suas habilidades linguísticas no idioma do país de destino. É aí que entra a questão dos testes de proficiência. Já ouviu falar disso?

Existem vários testes de proficiência reconhecidos mundialmente. E, mesmo se você não pretende ir para fora do Brasil, ainda pode ser uma boa fazê-los. Pessoas que passam anos em cursinhos de inglês, por exemplo, podem utilizar esses testes para testar seus conhecimentos.  Professores de línguas podem realizar os testes como forma de ter ainda mais credibilidade perante os alunos. Se você quer simplesmente dar um gás no seu currículo também pode ser um bom investimento. Afinal, ter um documento reconhecido que prova seu domínio em uma segunda língua, vai ser, com toda certeza, um diferencial na hora de procurar pelo emprego dos sonhos.

No que se refere a finalidade dos testes de proficiência, não há um padrão entre eles. Cada um pode servir a objetivos diferentes e apresentar diferentes níveis de exigência. Conheça agora um pouco mais sobre os principais:

Proficiência em Inglês

O inglês continua sendo a língua universal. E, exatamente por isso, é o idioma mais procurado por quem pretende ter domínio em uma segunda língua. Não importa se no Brasil, no México ou na China. Os testes de proficiência de inglês mais famosos são, de longe, o IELTS e o TOEFL. Ambos são voltados para fins acadêmicos, sendo que o primeiro é mais difundido na Europa e Oceania, enquanto o segundo é o mais utilizado nos Estados Unidos e Canadá. Existem também os exames de Cambridge. Eles são oferecidos em 5 níveis e servem também para questões ligadas a imigração e trabalho, além do mundo acadêmico. Existem ainda os Exames de Michigan, mais voltado para o meio profissional e o GMAT, que é necessário para aqueles que querem fazer um MBA nos Estados Unidos.

Proficiência em Espanhol

Se o seu objetivo é testar o seu espanhol, o DELE (Diplomas de Español como Lengua Extranjera) é o exame que você deve fazer. Essa é a prova oficial do Ministério da Educação, Cultura e Esporte Espanhol e do Instituto Cervantes. Ela atesta o nível de domínio do candidato entre básico, intermediário e avançado. É formada por questões de múltipla escolha, gramática, interpretação de texto, redação, expressão oral e compreensão auditiva.  Serve para requerimento de bolsas de estudo e ingresso em universidades de língua espanhola e também como atestado para a função de professor da língua (para quem atinge o nível avançado). Para mais informações clique aqui.

Proficiência em Francês

Na língua francesa os dois exames mais conhecidos são o DELF (Diplôme d’Études en Langue Française) e o DALF (Diplôme Approfondi de Langue Française), ambos concedidos pelo Ministério da Educação da França. O DELF no nível 2 é um pré-requisito para a realização do DALF.  Ou seja, se o seu objetivo é fazer um curso superior na França ou em algum outro país de línguas francesa, esses são os testes que você precisa ficar de olho. Ademais, eles também podem ser requeridos para fins de imigração ou trabalho.

Mentoria

Independentemente de qual teste for o escolhido por você, o importante é levar em consideração que para cada objetivo, uma pontuação diferente pode ser requerida. Principalmente se o seu objetivo for acadêmico. Pense que cada universidade, e até mesmo, cada curso, conta com requisitos específicos de notas. Portanto, pesquise por isso antes de escolher e fazer um desses testes de proficiência.

Tem dúvidas sobre qual exame é o mais indicado para você e para os seus objetivos? Contar com o apoio de uma  mentoria especializada na área pode ser o que você precisa para tomar uma decisão mais clara e confiante. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.