Não dá para negar que algumas das melhores oportunidades de intercâmbio estão em países que têm o inglês como língua principal. Sendo assim, é importante que você tenha um certo domínio da língua antes de se aventurar por lá! Pensando nisso, separamos essas 6 dicas para melhorar o inglês que podem fazer toda a diferença no seu aprendizado. E elas valem também pra quem já manda bem no idioma, mas mesmo assim se sente um pouco inseguro(a).  Confira! 

Assista a filmes e séries em inglês

Assistir filmes e séries na Netflix pode não ajudar tanto com seu vocabulário acadêmico ou formal. Apesar disso, é uma ótima ferramenta para entender melhor o idioma e se acostumar com as formas coloquiais e de conversação em inglês. Além disso, você pode aprender palavras mais informais e depois procurar por sinônimos mais acadêmicos.

Quando estiver mais confiante, tente assistir essas produções sem legendas. No começo pode ser difícil, mas com o tempo vai te fazer entender de verdade a língua, sem precisar fazer traduções automáticas na sua cabeça.

Leia notícias em inglês

Experimente ler diferentes tipos de publicações em inglês. Vale tanto jornais impressos como revistas e blogs de notícias. Além de ajudar a se manter atualizado(a) com os assuntos do momento, essa técnica também vai expandir o seu vocabulário. Outra vantagem é que você também vai se sentir mais confiante com a forma como as palavras são escritas e com os contextos em que elas são usadas.

Faça uma lista de palavras úteis

Seja em um caderno ou no computador, comece a fazer uma lista de palavras e frases úteis no dia a dia. Sempre que ouvir ou ver uma palavra com a qual não está familiarizado, anote. Não se concentre apenas na palavra em si, mas pesquise sinônimos e frases nas quais ela é usada. Afinal, você pode até entender o que significam palavras como “precedence” ou “tantalizing”, mas sabe como usá-las com exatidão?

Converse em inglês

Por mais úteis que sejam os exercícios de escuta e leitura, você também precisa praticar suas habilidades de conversação. Se tiver sorte, você pode ter amigos falantes nativos de inglês, que podem te ajudar. Mas, se não, tente encontrar alguém que também esteja estudando o idioma. Outra opção é conversar com você mesmo no espelho ou colocar o celular para gravar o áudio enquanto você fala. Ouvir o som da sua própria voz pode ser um pouco estranho no início, mas você pode perceber erros que não sabia que estava cometendo.

Pratique muito (e sempre)

Infelizmente as frases dos artigos acadêmicos não vão cair do céu direto para o seu cérebro. Mesmo que seu inglês já seja muito bom, não subestime fatores externos, como a pressão do tempo de uma prova, por exemplo. Você ainda precisa praticar, não importa o seu nível de proficiência

Tente adotar uma “palavra do dia” e usá-la bastante. Se você fizer isso, não perca tempo com palavras extremamente específicas, que serão usadas raramente. Em vez disso, concentre-se nas mais úteis, que vão fazer diferença na sua universidade e no seu intercâmbio, de forma geral.

A curiosidade nem sempre mata o gato

Não tenha medo de perguntar e pesquisar. Toda vez que se deparar com palavras novas, se pergunte por que elas são usadas daquela maneira específica. Além disso, pesquise se outras construções de frase também são possíveis e não confie em tudo que você lê na internet. Obviamente, é tentador se contentar com a primeira resposta que aparece no Google, mas você ganha bastante se se dedicar com mais afinco!

É claro que dominar um idioma é um projeto de longo prazo. Mas, com essas dicas para melhorar o inglês, vai ficar bem mais fácil de desenvolver o seu nível de fluência! Assim que estiver confiante, pode acionar a nossa mentoria especializada para conquistar seu intercâmbio no exterior. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  


Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos