Qual faculdade estudar e qual major escolher são duas das perguntas mais comuns entre estudantes universitários estrangeiros que sonham em estudar nas universidades americanas. E, de fato, essas duas decisões podem ter um impacto de longo prazo nos ganhos futuros e na vida pós formatura.

Mas os candidatos indecisos sobre qual major escolher devem entender que não precisam necessariamente se contentar com apenas um. Embora seja possível fazer um double major em muitas instituições dos EUA, há outra maneira de incorporar várias disciplinas distintas em um único currículo: o diploma de estudos interdisciplinares.

O que são os estudos interdisciplinares?

Explicando da forma mais direta possível, os estudos interdisciplinares são como um casamento entre dois departamentos tradicionais de uma universidade trabalhando em interseção e envolvendo duas ou mais disciplinas acadêmicas, científicas ou artísticas.

3 dicas para se adaptar ao estilo americano de aulas

Um programa interdisciplinar bastante comum é a fusão entre Psicologia e Artes para criar um programa de graduação interdisciplinar único, combinando o uso de artes visuais em tratamento terapêutico, por exemplo, e trazendo dois mundos acadêmicos diferentes juntos sob o mesmo guarda-chuva.

Outro exemplo de programa interdisciplinar é o que envolve estudos de Ciências Políticas com os estudos de um idioma em particular, que é bastante procurado por estudantes que desejam se aprofundar em questões geopolíticas de uma região ou país em específico.

Em outras palavras, o objetivo da maioria dos cursos e programas de estudos interdisciplinares é integrar as contribuições de diferentes disciplinas acadêmicas ou campos de estudo para que os tópicos, problemas e fenômenos em estudo sejam melhor compreendidos.

estudos-interdisciplinares-eua
Foto/Pxhere

Compreendendo a abordagem interdisciplinar

Pelo seu próprio nome, um programa de estudos interdisciplinares sugere que os alunos aprenderão uma variedade de abordagens e tópicos acadêmicos.

Mas um componente chave é a intencionalidade. Ou seja, os alunos não devem esperar juntar cursos aleatórios em um diploma de estudos interdisciplinares. Por isso, as universidades disponibilizam consultores e uma estrutura que permite que o estudante pense sobre as escolhes que serão feitas. Por exemplo, é comum que os alunos montem o seu curso visando os seus interesses profissionais/acadêmicos e as possibilidades de carreira no futuro.

Qual é o perfil dos alunos que buscam por estudos interdisciplinares?

Em boa parte dos casos, os alunos que optam pelos estudos interdisciplinares se interessam em aprender com diferentes áreas de conhecimento e pensar sobre a resolução de problemas de novas maneiras e sob diferentes perspectivas.

Por conta disso, é normal que as instituições ofereçam dois tipos de especializações em estudos interdisciplinares: os cursos já oferecidos por elas ou os cursos personalizados montados pelo aluno com o apoio dos professores e orientadores.

Qual é a diferença entre assignments, midterms e finals?

As especializações interdisciplinares já estabelecidas pela universidade ou faculdade são aprovadas pelo pelo Comitê de Política Educacional da instituição e discutidas entre o corpo docente. Isso significa que os alunos que se candidatam para esses programas têm uma noção padrão do que farão ao longo do seu percurso acadêmico.

Já as especializações interdisciplinares desenvolvidas pelos alunos são um pouco diferentes no sentido de que podem ser mais experimentais. O grande segredo, nesses casos, é combinar as áreas e disciplinas estudadas de forma que elas dialoguem umas com as outras.

Mitos e mal-entendidos sobre os estudos interdisciplinares

Embora os defensores dos estudos interdisciplinares sejam rápidos em apontar para a flexibilidade desse tipo de programa, os alunos nem sempre devem pensar nisso como uma forma (ou a única forma) de planejar seu próprio curso. Embora essa realmente seja uma opção em algumas faculdades, outros programas podem ser mais rígidos, o que significa que as ofertas variam de acordo com a instituição.

Em outros palavras, os alunos devem compreender as opções disponíveis no caso individual de cada instituição e entender a diferença entre um diploma de estudos interdisciplinares e um diploma de estudos gerais, que costuma ser voltado para alunos que podem ter um grande número de créditos universitários, mas ainda não se formaram.

Um diploma de estudos gerais normalmente pode reunir esses créditos dispersos e ajudar um aluno a se formar. Ou seja, são duas coisas completamente diferentes mas que muita gente ainda confunde.

Decidindo sobre estudos interdisciplinares como um major

Na hora de escolher de fato quais serão as áreas de foco dos seus estudos interdisciplinares, os estudantes devem fazer duas perguntas principais:

  • Que tipo de opções de carreira estão disponíveis para os alunos que se especializam em estudos interdisciplinares?
  • Quais são os meus interesses profissionais após a graduação?

Dessa forma, será possível estabelecer o seu percurso pensando não apenas no que você gosta e tem interesse em estudar, mas também em quais perspectivas de carreira você poderá ter ao ingressar pelo caminho escolhido.

Desafios

Um ponto importante a se comentar é que muitos programas de estudos interdisciplinares nos Estados Unidos podem ser vulneráveis ​​a cortes no orçamento das instituições. Isso porque, quando as faculdades e universidades são obrigadas a fazer cortes no orçamento para cumprir metas financeiras, esses programas geralmente são os primeiros a entrarem na mira dos administradores institucionais.

Qual é a diferença entre bolsas Full Ride e Full Tuition?

Mesmo assim, as perspectivas para o futuro dos estudos interdisciplinares nos Estados Unidos são ótimas e mais configurações desse tipo de formação deverão surgir nos próximos anos. Afinal, os problemas do mundo são cada vez mais complexos e as pessoas querem (e precisam!) pensar sobre eles de forma interdisciplinar.

Universidade do Intercâmbio

E aí, você acha que um programa de estudos interdisciplinares seria uma boa pra você? Se sim, nós podemos te ajudar a se preparar para conquistar uma vaga na sua universidade americana dos sonhos! Quer saber como fazer parte da nossa mentoria especializada? Então clique aqui para fazer o nosso teste de perfil e entrar para o nosso time de mentorados.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.