Milhões de pessoas viajam para a China todos os anos para ver santuários, caminhar pela Grande Muralha, entrar nos maravilhosos mercados de cidades como Pequim ou simplesmente a negócios. Sendo assim, aprender mandarim, o principal idioma do país, é sinônimo de muitos benefícios quando se trata de crescimento pessoal e profissional. Além disso, você também pode passar a compreender melhor uma das culturas mais ricas do mundo! Ficou interessado? Então confira esses motivos que separamos para você começar a estudar esse idioma.

10 motivos para aprender mandarim 1

10 motivos para aprender mandarim

A China é o país mais populoso do mundo

Como a China é o país mais populoso do mundo, é compreensível que a língua mais popular de lá seja também a mais falada do planeta. A estimativa é de que cerca de 1 bilhão de pessoas falem mandarim no mundo. Só para comparar, “apenas” 250 milhões de pessoas têm o português como língua materna. Dessa forma, saber falar mandarim é uma carta na manga que você pode ter em diversas situações, e também em lugares variados.

Outros países também falam mandarim

Apesar de ser mais comum na China, o mandarim também é falado em países da Ásia como Malásia, Taiwan, Cingapura, Indonésia, Tailândia, Brunei, Filipinas e Mongólia. Portanto, se você quer conhecer ou estudar nesses países, é uma ótima ideia aprender esse idioma!

Aprender mandarim te dá mais possibilidades de se aprofundar na cultura chinesa 

A história e a cultura da China são umas das mais ricas e mais antigas do mundo. Além disso, o país é conhecido por produzir diversos romances, contos, poesia e, mais recentemente, excelentes filmes. Sendo assim, ao aprender mandarim você vai ter acesso a diversos materiais artísticos e históricos em seu idioma oficial!

Fazer novos amigos

Como já dissemos, a China é o país mais populoso do planeta. Sendo assim, aprender mandarim te dá a oportunidade de se comunicar com muitas pessoas e se conectar em um nível mais profundo. Arrume um(a) amigo(a) virtual (ou por correspondência, se você for mais tradicional) chinês para poder praticar o idioma e também conhecer mais sobre ele(a) e o país.

É uma língua cada vez mais utilizada nos negócios

A China vem mostrando um desenvolvimento econômico surpreendente nos últimos anos. Dessa forma, muitas empresas do país estão se tornando multinacionais e abrindo filiais em outras partes do mundo. Sendo assim, é muito importante que você acompanhe essa tendência do mercado global e tenha o diferencial de poder negociar com os empresários na língua materna deles. O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, por exemplo, é apenas um dos mais importantes CEOs do mundo que vêm dando palestras e fazendo apresentações em mandarim.

Aprender mandarim é mais fácil do que você imagina

Pode ser sincero(a): você acha que o chinês é quase impossível de se aprender, não é? A boa notícia é que isso não é verdade! O fato é que o mandarim é uma língua simples, sem verbos, plurais, tempos, concordância entre sujeito e verbo e conjugações. A parte mais difícil, no caso, pode ser os caracteres do idioma – são mais de 8 mil! Apesar disso, apenas cerca de 3.500 deles são usados com frequência.

Desenvolva suas habilidades artísticas

Os símbolos e caracteres utilizados para escrever mandarim requerem uma mão firme. Isso porque as palavras escritas são mais caracteres iconográficos do que letras na verdade. Esses símbolos e caracteres são criados usando “traços”, quase como uma pintura.

No fim das contas, além desses motivos, aprender mandarim é muito divertido! Se você se interessou e também tem vontade de estudar na China, entre em contato com a nossa equipe pelo Instagram. A nossa mentoria especializada vai estar a postos para te ajudar a conquistar sua vaga lá fora! Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

 

 


Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.