4 erros para evitar ao montar um currículo

Quando você terminar sua graduação e voltar do intercâmbio, vai estar ansioso(a) para deixar os dias de estudante para trás e conseguir o emprego dos seus sonhos. O primeiro passo, nesse caso, é montar um currículo! Mas infelizmente, muita gente comete alguns erros comuns na hora de criar seu próprio currículo. Vamos dar uma olhada em alguns desses erros e como você pode evitá-los:

Erros de gramática

Se tem uma coisa que vai te fazer perder pontos com o pessoal do RH de uma empresa é enviar um currículo cheio de erros gramaticais e de ortografia. Você pode ser um(a) bom candidato(a) para o cargo, mas dificilmente vai conseguir a vaga, pois os recrutadores só vão ver os seus erros gramaticais.

Na maioria da vezes, eles podem até perdoar um pequeno erro ou outro. No entanto, se encontrar muitos, logo desclassificam o candidato. Uma dica é sempre revisar o currículo pelo menos duas vezes antes de enviar. Peça ajuda de algum conhecido também para revisar. Pode ser que uma outra pessoa encontre algum erro que passou despercebido por você. Como diz o ditado, “duas cabeças valem mais que uma”.

Não adaptar seu currículo

Nunca cometa o erro de enviar constantemente o mesmo currículo para cada vaga de emprego. Você deve fazer um esforço para adaptar seu currículo de acordo com cada novo cargo para o qual se candidatar. Todos os recrutadores querem saber por que você é um bom candidato para o trabalho. Portanto, reserve um tempo para alterar o texto, de uma forma que reflita as suas qualidades e as principais habilidades que eles estão procurando.

Se você está se candidatando a um emprego que realmente deseja, vale a pena adaptar seu currículo de acordo com os requisitos deles. Você pode procurar palavras-chave e frases para incluir na descrição do cargo e nos requisitos listados no anúncio. Pense em cada currículo que você enviar como sua própria campanha de marketing pessoal para impressionar o empregador.

Falta de experiência

OK, pode ser que você ainda não tenha uma experiência real de trabalho para colocar.  Porém, isso não é desculpa para não incluir todas as suas outras experiências na hora de montar um currículo. Nesse caso, você pode utilizar todas os aprendizados e vivências que você teve no seu período de faculdade e de intercâmbio. Dessa forma, vale incluir summer jobs, voluntariados, participações em esportes, etc.

Tente listar todos os tipos de experiências que você teve, especialmente se elas tiverem alguma relevância para o trabalho que você está buscando. Mencione todos os prêmios que ganhou. Por exemplo, se você recebeu um prêmio de “capitã(o)” do seu time, isso pode mostrar aos recrutadores que você é capaz de trabalhar como parte de uma equipe. Também mostra que você tem um bom nível de confiabilidade e dedicação – isso é sempre atraente para o empregador.

Formatação pobre

Se o seu currículo estiver bagunçado e disperso, vai ser muito difícil para os recrutadores lerem. E isso é um mau presságio para seus pedidos de emprego. O RH tende a ter pessoas muito ocupadas. Portanto, você deve facilitar a leitura do seu currículo de uma forma que seja simples para os recrutadores encontrarem as informações que procuram.

Não escreva parágrafos longos que possam ser difíceis de digerir. Em vez disso, opte por frases curtas e nítidas e faça bom uso de marcadores para dividir o texto o máximo possível. Divida cada seção do seu currículo claramente com títulos em negrito e sempre use uma fonte simples e limpa. Não fique tentado a usar uma fonte elaborada para tentar impressionar – você acabará dando dor de cabeça a quem for ler!

Evitando esses erros, você vai conseguir montar um currículo muito bom e conquistar a sua vaga de emprego! Se, por enquanto, a vaga que você está procurando é em uma universidade no exterior, a nossa mentoria especializada pode te ajuda a conquistar seu intercâmbio. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.