Visto para estudar na Europa: 4 países

Nós já mostramos aqui que alguns países europeus cobram o visto para estudar, dependendo de quanto tempo você vai passar por lá. No entanto, as regras mudam muito dependendo do país. Por isso vamos explicar como é o processo de solicitação do visto em mais quatro lugares!

Espanha

Para pedir o visto de estudante para a Espanha, é preciso já ter sido aprovado em uma instituição de ensino do país. Além disso, você precisa cumprir uma longa lista de requisitos, como seguro de saúde e certificado de antecedentes criminais. Para completar a solicitação, são exigidos alguns documentos de praxe. Alguns exemplos: passaporte, fotos 3×4 e comprovante de disponibilidade financeira.

Com tudo isso reunido, o pedido do visto deve ser feito em um dos Consulados espanhóis no Brasil. A taxa de solicitação, atualmente, é de €60. O tempo de resposta leva cerca de 1 mês. Com o visto, você pode permanecer no país por quanto tempo durarem seus estudos. 

Itália

Na Itália, os vistos variam de acordo com o curso que você vai fazer e o tempo que vai ficar no país. Sendo assim, são quatro tipos de visto: o universitário, o de formação profissional, o de pós-graduação e o de intercâmbio de estudos. Para todos eles, é preciso de documentos usuais, como passaporte e fotos. 

Além disso, é necessário entregar também um comprovante de alojamento no país (hotel, república, etc), comprovante de recursos financeiros, seguro de saúde e o aceite da instituição italiana de destino. 

Assim com no caso da Espanha, para solicitar o visto de estudante basta você ir com os documentos até um dos Consulados no Brasil. A taxa, porém, é mais barata: €50. O tempo de resposta vai demorar de acordo com as demandas de cada consulado. 

Holanda

Para estudar na Holanda, além do visto de estudante é preciso também de uma permissão de residência no país. De qualquer forma, as duas solicitações só podem ser feitas quando você já tiver sido aprovado em uma instituição de ensino holandesa.

O diferencial é que por lá, as próprias universidades auxiliam o aluno a conseguir o visto. Mesmo assim, você pode entrar em contato com um Consulado da Holanda no Brasil para agilizar o processo. Vai ser preciso comprovar que você tem fundos para se manter no país. O visto tem duração equivalente ao tempo necessário para conclusão dos estudos. 

Bélgica

Diferente dos outros países, no caso da Bélgica o visto de estudante tem validade de um ano. E isso independe da duração do curso. Dessa forma, você vai precisar requerer a renovação todo ano. 

A primeira solicitação do visto para a Bélgica para intercâmbios de Ensino Médio ou de graduação completa é feita ainda no Brasil, no Consulado. Os documentos necessários são basicamente os mesmo de outros países: passaporte, comprovante de fundos, atestado de antecedentes criminais, entre outros.

Caso seu intercâmbio seja para graduação em estilo sanduíche, no entanto, você vai precisar entregar mais alguns documentos. Para esse caso, é exigida a certidão de nascimento, uma carta de motivação, uma cópia do diploma e do histórico escolar. Além disso, você deve comprovar a aprovação em uma instituição de ensino brasileira (nesse caso, vale o ENEM ou o vestibular próprio).

Agora você já sabe todo o passo a passo para tirar o visto para estudar na Europa nesses 4 países. Então já pode começar a planejar sua viagem ou até mesmo seu intercâmbio em um deles. E nisso a nossa mentoria especializada pode te ajudar bastante! Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.