6 cidades incríveis para estudar na Itália e se apaixonar

A Itália é um dos países mais visitados do mundo e motivos para isso não faltam. Com uma beleza maravilhosa e encantos atemporais tão numerosos, parece que todos os lugares do país são ótimos lugares para fazer um intercâmbio. Obviamente é possível estudar e aprender o italiano em casa. Mas viajar para estudar na Itália e viver o idioma in loco, no dia a dia dos italianos, é sempre a melhor opção. Mas isso demanda um investimento tanto financeiro quanto de tempo. Isso significa que a escolha do lugar deve ser muito bem pensada. Afinal, onde estudar na Itália?

A primeira coisa a se pensar é no programa. Se você estiver pensando em fazer um curso por lá a combinação ideal é a que une sala de aula, aulas particulares e interação com moradores locais. Mas óbvio que por motivos financeiros é possível adaptar essa realidade. Na hora de escolher a escola é importante prestar atenção da qualidade do ensino e também da estrutura. O conglomerado ASILS é um conjunto de escolas com padrões rigorosos de qualidade. Então uma boa dica é começar a pesquisar por lá qual é a melhor para você.

Onde estudar na Itália?

Agora vamos voltar a falar do lugar ideal para esse intercâmbio. Não faz mal nenhum viver em uma cidade bonita, cheia de história, cultura, belezas naturais e culinária deliciosa. Mas se isso puder ser feito de forma econômica fica ainda melhor! De modo geral, o centro e o sul da Itália tem um custo de vida mais acessível. Já se o seu sonho é viver em uma grande cidade italiana, Roma, Milão e Nápoles são as melhores opções, mas também as mais caras. Outro ponto negativo dessas cidades maiores é que elas também já estão abarrotadas de turistas por todos os lados, inclusive brasileiros. Então imergir totalmente na língua italiana pode ser uma tarefa um pouco mais difícil.

Se você quer estudar na Itália e viver a experiência italiana em sua versão mais autêntica, as cidades menores valem a sua pesquisa. Siena, Verona, Parma e Trieste, por exemplo, são cidades encantadoras. Já Bolonha, Florença e Gênova ficam no meio termo entre as cidades grandes e médias do país. Bolonha inclusive é uma cidade universitária por excelência. Se você gosta dessa vibe mais jovem e dinâmica essa pode ser sua primeira opção.

O que muitas desses lugares têm em comum é o fato de serem ótimas cidades universitárias com uma população jovem e dinâmica. Conheça um pouco mais sobre algumas delas abaixo.

6 opções incríveis na Itália

Siracusa

A certa altura, Siracusa era uma das maiores e mais poderosas cidades do mundo, maior até que Atenas, na Grécia! Isso foi há séculos atrás, quando a cidade estava sob domínio grego. Hoje, esta linda cidade na costa leste da Sicília abriga mais de 120 mil habitantes. O local é uma escolha perfeita para quem estuda História ou Filosofia. Isso porque a cidade proporciona uma viagem no tempo. Fundada em 734 AC, por uma colônia grega, Siracusa resistiu a guerras, fome e pobreza, mantendo e preservando a história de sua cultura.

Taormina

Taormina talvez seja o melhor lugar para estudantes que desejam uma imersão cultural total na Itália. Com uma população de apenas 10 mil habitantes, Taormina é uma cidade medieval na região nordeste da Sicília. Além de ser uma ótima opção para os apaixonados por história, é uma alternativa perfeita para quem estuda Geografia, Geologia ou outras ciências da terra, porque fica no cume do maior vulcão ativo da Europa, o Etna!

Turim-é-uma-das-melhores-cidades-para-estuar-na-Itália

Turim

Lar de várias empresas europeias multimilionárias, Turim é o local ideal para estudantes de Economia, Negócios Internacionais ou Comunicação. A cidade também tem uma rica história que remonta ao ano 218 AC. Turim também tem uma localização central na Itália, facilitando a viagem pelo país e pela Europa. Só para ilustrar, Nice fica a apenas 3 horas de distância, Gênova está a 2 horas e você estará a apenas 4 horas da cidade de Berna, na Suíça.

Tuscania

Com uma população de apenas 8 mil habitantes, Tuscania proporciona uma sensação de comunidade unida, com uma oportunidade excepcional de imersão cultural. A cidade também é cercada por muralhas medievais e ruas de paralelepípedos, uma verdadeira janela para o passado! A apenas 20 minutos do oceano, a Tuscania é um pequeno pedaço do paraíso na fronteira entre Lazio e Toscana. Quem se interessa por Arqueologia pode fazer parte do curso na Escola de Campo de Arqueologia de Lorenzo de Medici.

Siena

Já em Siena, os principais campos de estudo são Antropologia, Relações Internacionais e História da Arte. Também existem opções de cursos em italiano ou inglês. Tudo vai depender do seu nível de proficiência ao falar, ler e escrever no idioma local. A cidade também é lar da Piazza del Campo, uma das maiores praças medievais do mundo, bem como da Igreja de San Domenico, conhecida por sua arquitetura, e da Capela de Santa Catarina. Siena também é um ótimo lugar para quem gosta de gastronomia, pois oferece muitos pratos tradicionais da Toscana.

Bologna-é-uma-das-melhores-cidades-na-Itália-para-fazer-intercâmbio

Bolonha

Por falar em comida, se se você é fã de salame e presunto, considere ir para Bolonha! O cenário gastronômico da cidade é incomparável. Além disso, Bolonha ainda abriga uma das universidades mais antigas da país, a Universidade de Bolonha. Ela foi fundada há mais de 930 anos, em 1088. A instituição vem desenvolvendo uma forte reputação no campo da pesquisa desde a Idade Média.

Nada te faz conhecer mais um país do que morar em uma cidade menos conhecida. E isso vale também se você for estudar na Itália. Qual dessas cidades chamou mais a sua atenção? Comece agora mesmo a se preparar para conquistar uma vaga nela. Conheça o trabalho da nossa mentoria especializada! Clique aqui e faça agora mesmo seu teste de perfil!

Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.