Se já não é tão fácil fazer amizade em uma nova escola ou universidade aqui no Brasil, em um intercâmbio pode ser mais difícil ainda. Além das barreiras culturais e linguísticas, pode ser que você acabe ficando tímido na hora de se conectar com as pessoas de fora. Para mudar isso, trouxemos 7 dicas para você se enturmar mais fácil!

Entre para um clube

Nas universidades do exterior é muito comum existir vários clubes estudantis, focados em diversos interesses. Dessa forma, se você entrar para um, vai ter a chance de conhecer outras pessoas que partilham de interesses em comum! Além disso, quem está em um clube também está justamente procurando outras pessoas para se conectar, o que vai deixar o processo de fazer amigos bem mais fácil. Geralmente, esses clubes organizam muitos encontros (e até festas), para que você possa conhecer melhor a todos!

Vá para vários eventos

Aproveite ao máximo as primeiras semanas da universidade. Isso porque as relações ainda não foram totalmente estabelecidas e, geralmente, esse é o melhor momento para fazer amigos. Embora nem todos os estudantes ali tenham viajado milhares de quilômetros para estudar, a maioria também pode ter saído de casa pela primeira vez e estará tão interessada em encontrar um rosto amigável quanto você.

Tente fazer amizade com diversas pessoas diferentes

Vai ser ótimo se você estabelecer um grupo fixo de amigos no intercâmbio. Mas você também deve tentar fazer alguns círculos de amizade em áreas diferentes da sua vida estudantil. Isso vale para a sua classe, para os clubes que você participa e para o seu alojamento. Dessa forma, vai sempre ter alguém para ligar se precisar de companhia e garantir que nunca passe por um momento de tédio ou de solidão!

Passe menos tempo trancado(a) no seu quarto

Passe o mínimo de tempo possível escondido(a) no seu quarto, mesmo que você goste muito de passar seu tempo lá! Uma das melhores partes da universidade é trabalhar com outros estudantes, seja em grupos de estudo ou em projetos de extensão. Nada une tanto os estudantes como uma longa noite de estudos (e alguns lanches também). Quando você receber um trabalho em grupo, tente não se juntar apenas com outros intercambistas. Em vez disso, procure alguns alunos nativos para trabalhar junto.

Use as redes sociais

Não fique tímido de falar com seus novos colegas nas redes sociais. É uma ótima maneira de descobrir o que os outros estão fazendo e participar também! As páginas do Facebook e as contas do Twitter da universidade podem ajudar você a aprender o nome das pessoas e também saber quais eventos estão chegando, para garantir que tenha tempo na sua agenda (que agora vai estar muito ocupada)!

Mantenha a mente aberta

Embora você ache que sabe quem é seu “tipo” de amigo, não deixe isso te segurar. A universidade está cheia de todos os tipos diferentes de pessoas e você não deve fazer julgamentos rápidos sobre ninguém antes de conhecê-los. As amizades podem vir dos lugares mais improváveis.

Seja corajoso(a)!

A universidade (especialmente se você está estudando no exterior) é feita de novas experiências. Isso quer dizer que ela te oferece a oportunidade de conhecer pessoas de todas as esferas da vida. Sendo assim, comece a fazer coisas que estejam um pouco fora da sua zona de conforto. Tente yoga, dança de salão, seja voluntário, entre para o time de futebol, participe de um curso de culinária ou simplesmente diga ‘oi!’ – qualquer coisa! Os estudantes são um grupo muito sociável e você vai se surpreender com a facilidade com que vai fazer amigos para toda a vida, ainda mais depois de se dar um empurrãozinho!

O processo de fazer amizade é muito importante para você conseguir se manter forte no intercâmbio! Mas com essas dicas, esse processo vai ficar bem mais fácil. Mas o que realmente importa agora é conquistar sua vaga no exterior e com isso a nossa mentoria especializada pode te ajudar. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

 


Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.