4 países para estudar no Leste Europeu

Quando o assunto é intercâmbio na Europa quais são os países que primeiro surgem na sua mente? Muito provavelmente você deve ter lembrado de lugares como por exemplo, Inglaterra, Portugal, Alemanha, Espanha, França, Itália e Holanda. Mas isso é perfeitamente normal visto que esses são os países mais conhecidos dos brasileiros no Velho Continente. E isso vale tanto para turismo quanto para estudos. Mas existe uma parte desse continente ainda pouco conhecida por aqui: o Leste Europeu.

A primeira grande vantagem dessa região em relação aos países mais tradicionais do oeste são os preços, visto que o custo de vida por lá é muito inferior. Então se você pensa em fazer um intercâmbio econômico, talvez seja hora de começar a pensar nos países que fazem parte desse cantinho ainda pouco desbravado da Europa.

4 países incríveis para fazer intercâmbio no Leste Europeu:

        Hungria       

População: 9,9 milhões
Capital: Budapeste
Principais Universidades: Semmelweis University, Eötvös Loránd University e University of Pécs     

                

O Parlamento Europeu que fica na capital do país é um dos grandes símbolos desse que é um dos países mais antigos da Europa. Dizem que o húngaro é uma das línguas mais difíceis do mundo. Mas não precisa se preocupar uma vez que as universidades do país contam com programas em inglês principalmente nos cursos de pós graduação.

Se você tem o desejo de estudar por lá o governo húngaro conta com um programa muito interessante: o Stipendium Hungaricum, que concede bolsas para estudantes de diversos países do mundo, inclusive o Brasil. Infelizmente as inscrições para esse ano já acabaram mas fique de olho e vá se preparando para se aplicar para o próximo.

Polônia

População: 38,7 milhões
Capital: Varsóvia
Principais Universidades: Jagiellonian University, University of Warsaw e Adam Mickiewicz University

Você sabia que a Polônia é o quarto país da Europa em número de matrículas de estudantes universitários? Fica atrás apenas do Reino Unido, Alemanha e França. Não é a toa que o país conta com um sistema educacional considerado de altíssima qualidade. Atualmente existem mais de 5 mil cursos disponíveis por lá. E isso sem falar no custo de vida que é extremamente baixo se comparado a esses três citados acima. Desde as taxas de matrículas até gastos com alimentação e moradia , sai muito mais em conta estudar na Polônia.

República Tcheca

População: 10,6 milhões
Capital: Praga
Principais Universidades: Charles University in Prague, Masaryk University e Palacký University Olomouc

Entre todos os países do Leste Europeu esse é um dos mais conhecidos aqui pelo Brasil. E sabe porquê? Muito se deve ao turismo. A capital Praga, umas das mais visitadas da Europa, é lotada de turistas por todos os lados. E não é pra menos: ela é considerada uma das cidades mais bonita do continente europeu. E com motivo, já que o lugar é realmente encantador.

São mais de 70 universidades espalhadas por lá. E esse é um número bem elevado se levarmos em consideração o tamanho do país. A Charles University, a mais bem avaliada da República Tcheca é também a mais antiga da Europa Central, fundada em 1348!

Os programas ministrados em tcheco são gratuitos nas universidades públicas. E isso vale também para os estudantes estrangeiros, inclusive brasileiros. Por outro lado, as faculdades privadas contam com programas em inglês a preços bem convidativos, da graduação a pós.

Rússia

População: 144,8 milhões
Capital: Moscow
Principais Universidades: Lomonosov Moscow State University, Moscow Institute of Physics and Technology e Higher School of Economics

O maior país do mundo é tão grande que ocupa mais de um continente: Europa e Ásia! Aqui no Brasil, no entanto, a parte mais conhecida é a europeia, onde ficam Moscow e São Petersburgo, as principais cidades do país.

A Rússia é o país mais populoso da Europa. E devido ao seu tamanho é um lugar de contrastes. Qualquer semelhança com o Brasil não é mera coincidência.

A língua russa não é uma das primeiras opções dos brasileiros quando se trata de estudar idiomas, mas se você tem essa vontade já pensou em aprender in loco? O país conta com diversos cursos de russo e também universitários.

Com uma forte tradição em tecnologia, a Rússia também conta com algumas universidades de renome mundial. Além disso, o número de estudantes estrangeiros por lá não para de crescer.

Tá vendo como existem diversas opções interessantes além dos países mais tradicionais que você sempre ouviu falar? E no Leste Europeu essa lista não para por aí: Lituânia, Estônia, Eslováquia, Bulgária, Sérvia, Croácia, Eslovênia, Letônia, Romênia… A lista é realmente grande. Quer descobrir quais desses lugares mais combinam com o seu perfil? Então que tal contar com a ajuda da nossa mentoria especializada? Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.