5 motivos para estudar na Rússia

Para além do frio, da vodka e dos memes, a Rússia é um lugar muito interessante! O país, além de ser o maior do mundo, também tem uma cultura riquíssima. Você já pensou em fazer um intercâmbio por lá? Se não, se prepare, pois nós montamos uma lista com 5 motivos que vão te convencer a estudar na Rússia!

Aprender russo

OK, esse pode parecer um pouco óbvio. No entanto, não há como negar: a língua russa é difícil. A maioria dos iniciantes luta com a fonética complicada e com o alfabeto cirílico. A verdade, no entanto, é que para aprender russo de verdade e se tornar fluente você precisa imergir no idioma.

Muita gente fica desapontada quando vai fazer um intercâmbio e os nativos tentam se comunicar apenas em inglês. Não há por que se preocupar com isso na Rússia. Os russos costumam se sentir lisonjeados quando os estrangeiros se esforçam para falar sua língua. Ao mesmo tempo, a Rússia tem o segundo menor nível de proficiência em inglês na Europa. Sendo assim, não importa o que aconteça, você vai falar o pouco de russo que souber, e seu progresso vai vir aos trancos e barrancos enquanto você estiver lá!

Sair da zona de conforto (mas não muito!)

A Rússia é ou não um país europeu? Politicamente e culturalmente, a única resposta é “mais ou menos”. Por um lado, a Rússia é um país moderno que tem tudo o que você precisa em termos de vida cotidiana. Supermercados, shoppings e transporte público estão por toda parte e geralmente estão nos padrões ocidentais. 

No entanto, andar de marshrutkas para palestras e comer grechka na cantina pode fazer você sentir como se tivesse voltado no tempo. Essa é a beleza de lá: por mais que seja diferente, você não precisa sacrificar nenhum conforto. De moro geral, pode-se dizer que a parte  Oeste do país, onde estão Moscou e São Petersburgo, é a parte europeia. 

São-Petersburgo

São Petersburgo, a segunda maior cidade do país, é também uma das mais lindas da Europa.

Economizar

Uma das principais vantagens de estudar na Rússia é o alojamento gratuito que a maioria das universidades oferece. Conhecidos como “obshagas”, os dormitórios são uma experiência por si só. Eles têm suas desvantagens para as pessoas que valorizam muito a privacidade e o espaço pessoal. Porém, você vai conhecer muitas pessoas novas e vai poder ficar lá de graça, então vale a pena.

Além da acomodação, os custos de vida são geralmente mais baratos do que na Europa ou na América do Norte, mesmo em Moscou e São Petersburgo. Isto fica ainda mais interessante porque a taxa de câmbio favorece o real. O rublo, atualmente, fica na casa dos R$0,60.

Estudar em boas universidades

Como nação, a Rússia valoriza muito a educação. Lá, 54% das pessoas entre 25 e 64 anos têm formação universitária. Esse respeito pela educação se reflete na qualidade das universidades russas, que atraem mais de 250 mil intercambistas anualmente. Muitas universidades de prestígio do país também oferecem cursos em inglês.

É verdade que poucas universidades russas estão no topo do ranking mundial (a Universidade Estadual de Moscou é a mais alta, no 90º lugar do QS World University Rankings). Mas não deixe isso te desanimar! A principal razão dessa classificação é que a maioria das instituições russas começou a adotar o sistema americano de departamentos acadêmicos muito recentemente. De qualquer forma, ainda são mais bem colocadas do que as universidades brasileiras. Só para ilustrar, a USP, melhor universidade nacional, aparece só em 118º.

Universidade-Estatal-de-Moscou

A Universidade Estatal de Moscou é a melhor da Rússia e está entre as 100 melhores do mundo.

Ampliar seus horizontes

Vamos ser sinceros: a maioria dos ocidentais acredita em pelo menos alguns estereótipos negativos sobre a Rússia. Sendo assim, ir para lá é a oportunidade perfeita para desafiar suas concepções. Isso porque você vai experimentar a vida cotidiana e se comunicar com diversos tipos de pessoas. 

Além disso, pode ficar sossegado(a). Você provavelmente não vai ser assaltado na rua. A verdade é que Moscou tem uma taxa de criminalidade mais baixa do que Nova York e Londres! Dessa forma, viver no país e conversar com os moradores certamente vai ter um impacto positivo em como você vê a Rússia e o mundo.

Ficou com vontade de estudar na Rússia? Então comece a se preparar. A nossa mentoria especializada pode te ajudar a conquistar sua vaga no exterior, até mesmo com uma boa bolsa de estudo. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.