Ao fazer sua inscrição para estudar no exterior, pode ser que você seja colocado(a) nas listas de espera das faculdades internacionais. Isso não é um mau sinal: quer dizer que a sua aplicação estava boa o suficiente para não ser rejeitada. Mas então, quais são suas chances de realmente entrar para a universidade? Descubra agora nesse texto!

O que é e como funcionam as listas de espera das faculdades

2-listas-de-espera-das-faculdades

As listas de espera das faculdades são um “catálogo” de candidatos aos quais a instituição pode ou não oferecer admissão. Nesse caso, a aprovação (ou reprovação) fica suspensa, até que a vaga seja liberada. O número total de candidatos em cada lista de espera varia de acordo com a universidade e o ano. Caso a faculdade ofereça a possibilidade de colocar seu nome na lista, você pode aceitar ou então recusar, se preferir não esperar uma decisão de admissão ou já tiver decidido frequentar uma faculdade diferente.

Normalmente, os candidatos só são adicionados nas listas de espera das faculdades a partir de 1º de maio, ou da data em que os alunos e alunas já admitidos devem enviar suas decisões. As faculdades geralmente começam a admitir os candidatos da lista de espera se (e somente se) precisarem preencher mais vagas em sua turma de calouros. 

Essencialmente, depois que o prazo final tiver expirado, se não houver um número suficiente de candidatos admitidos, a faculdade vai começar a admitir os inscritos na lista, a fim de que, ao aceitar a oferta, eles completem a turma. As aceitações das listas de espera das faculdades geralmente são implementadas gradualmente ao longo de maio, junho, julho e às vezes até agosto, pouco antes do início do ano letivo em países como os Estados Unidos.

Obviamente, nem todos na lista de espera serão admitidos. De fato, algumas faculdades podem admitir apenas alguns estudantes ou até mesmo nenhum!

Por fim, algumas listas de espera das faculdades “classificam” os candidatos. Portanto, se você tiver uma classificação alta, é mais provável que seja aceito(a). No entanto, a maioria das faculdades não utiliza um ranking na lista e, em vez disso, toma suas decisões de admissão com base em outros fatores, como quais cursos esses candidatos desejam fazer e quais deles terão maior probabilidade de se matricular, caso sejam admitidos.

1-listas-de-espera-das-faculdades

Afinal, quais são as probabilidades de admissão?

Se você for incluído(a) na lista de espera da universidade dos seus sonhos, suas chances de admissão dependem principalmente desses cinco fatores:

  • Quantas vagas a faculdade precisa preencher para a turma de calouros. Quanto menos vagas houver, menor a probabilidade de você ser admitido(a) na lista de espera. Por outro lado, quanto mais vagas disponíveis, maior a probabilidade de você ser aceito(a).
  • Quais cursos, locais etc., a escola quer ter representados em sua turma de calouros. Se uma escola não tiver admissões suficientes em cursos de Engenharia, por exemplo, provavelmente vai admitir mais candidatos que desejam cursar Engenharia.
  • Qual a probabilidade de você se matricular caso seja admitido(a). Esse fator depende principalmente das suas condições de frequentar a faculdade e se demonstrou ativamente seu interesse em se matricular na sua aplicação. A Carnegie Mellon University, por exemplo, mantém uma lista de espera prioritária, com candidatos cuja primeira escolha é a CMU.
  • Quão forte é a sua aplicação, especialmente em comparação com outros candidatos da lista de espera. Embora isso seja impossível de saber, se você tem qualidades fortes, como uma pontuação no SAT bem acima da média, é provável que você seja o(a) melhor candidato(a) para admissão.
  • Qual a sua classificação na lista de espera (se a escola classificar os candidatos).

Por fim, a probabilidade de você ser admitido a partir da lista de espera depende principalmente da faculdade para a qual aplicou. Universidades muito populares e seletivas recebem inscrições de milhares de estudantes a cada ano – muitos dos quais acabam na lista de espera –, tornando super difícil determinar quais são suas chances de ser admitido(a).

Além disso, o ano em que você se inscreve pode ter um grande efeito em quantos candidatos uma faculdade decide admitir na lista de espera. Isso acontece porque a qualidade e o número de inscritos geralmente mudam um pouco a cada ano, junto com as necessidades específicas da faculdade (por exemplo, ela pode querer admitir mais candidatos de um curso específico em um ano do que no ano anterior).

Vamos dar uma olhada em alguns exemplos da vida real. A Dartmouth College, uma faculdade altamente seletiva – que faz parte da Ivy League –, diz que “o número de candidatos aprovados a partir da lista de espera varia de zero, em alguns anos, a dezenas em outros”.

Da mesma forma, aqui está o que a NYU diz sobre seus candidatos na lista de espera:

O número de estudantes – em anos anteriores – que foram admitidos na lista de espera variou bastante. Não conseguimos admitir nenhum aluno da lista de espera há poucos anos, enquanto conseguimos admitir centenas de estudantes em outro ano recente.

E aqui está o que o sistema da Universidade da Califórnia diz sobre o tópico:

O número de estudantes que são admitidos, no fim das contas, varia de ano para ano e de campus para campus. Não há como dizer quantos estudantes (se houver algum) serão admitidos em um determinado ano.

4-listas-de-espera-das-faculdades

Ou seja…

Como você pode ver, em geral não há uma maneira fácil de determinar suas chances de ser admitido nas listas de espera das faculdades. A taxa de aceitação pode variar drasticamente de ano para ano, principalmente como resultado do número variável de candidatos qualificados e das necessidades da escola.

Intercâmbio com a UDI

Agora que você já sabe sobre as listas de espera das faculdades, pode começar a se preparar para aplicar para uma universidade no exterior e conquistar sua oportunidade internacional. Para isso, pode contar com todo o apoio a nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos