Em geral, quando queremos seguir a carreira acadêmica, nós temos expectativas e crenças sobre como é a jornada do doutorado. Nesse cenário, é comum acreditarmos em alguns mitos sobre PhD, sejam eles realmente falsos ou apenas desatualizados. Por isso, reunimos aqui 7 dessas “superstições” e vamos explicar, para quem está começando (ou ainda pensando em começar) a vida acadêmica, por que cada uma delas não tem nenhum embasamento. Vamos lá?

7 mitos sobre PhD desbancados

1. Você tem que ficar no laboratório dia e noite, e até mesmo nos fins de semana

Você acha que seu orientador vai te considerar um estudante muito aplicado se você passar todas as horas possíveis no laboratório? Pois então pode mudar de ideia: ao trabalhar muito, você corre o risco de ficar doente e atrasar seu planejamento, ou então pode ficar desleixado por estar cansado e, assim, cometer erros. Em geral, a sua carga horária vai permitir que você faça outras atividades, sem contar que nem todas as pesquisas de PhD são desenvolvidas em laboratório.

4-mitos-sobre-phd
(Trust “Tru” Katsande/Unsplash)

2. Você só entra em um PhD se for um gênio

Esse é um dos principais mitos sobre PhD! É claro que realizar um grande projeto de pesquisa, do início ao fim, exige muitas habilidades. O pensamento analítico e a criatividade são importantes, mas ao mesmo tempo você vai precisar de habilidades de planejamento e a capacidade de parar de se preocupar em tomar decisões quando necessário. Tudo isso você consegue desenvolver na prática, sem precisar ter um “talento nato”.

3. Você precisa da supervisão do seu orientador o tempo todo

Durante o PhD, você estará treinando para se tornar um pesquisador independente. Nunca se esqueça disso! Assuma a liderança da sua pesquisa. Não espere que seu orientador lhe dê tarefas que você vai resolver como se fosse um dever de casa. Ao invés disso, tente se guiar sozinho. Mostre proatividade e consulte seu orientador quando precisar de um feedback ou quando tiver resultados interessantes para mostrar.

4. Você precisa saber tudo sobre sua área de pesquisa quando começa o PhD

Um doutorado é um curso por si só e, embora sua experiências acadêmicas anteriores possam ter te preparado parcialmente para o PhD, sempre há conhecimentos e habilidades que você ainda vai precisar aprender. Porém, não há nada com que se preocupar – você terá tempo suficiente para preencher as lacunas do seu conhecimento e desenvolver essas novas habilidades!

5. Seu orientador vai te dar todos os direcionamentos

Esse é outro dos mitos sobre PhD mais comuns! Mais um vez, é importante lembrar que o doutorado é um projeto seu e, dessa forma, é você quem deve definir todos os direcionamentos da pesquisa. Seu orientador pode te apresentar algumas sugestões, mas, enquanto faz sua pesquisa, você pode encontrar um caminho mais promissor. Não tenha medo – vá aonde a pesquisa te levar.

2-mitos-sobre-phd
(Scott Graham/Unsplash)

6. Você só pode publicar artigos quando sua pesquisa estiver finalizada

Não se deixe enganar sobre esse ou outros mitos sobre PhD que envolvem as pesquisas em si. Em geral, uma pesquisa nunca vai estar 100% pronta. A menos que um dia tenhamos resolvido o mistério da vida, do universo e de tudo, sempre haverá partes faltando que precisam de um estudo mais aprofundado. Publique seus resultados quando tiver conclusões coerentes (e lembre-se: conclusões negativas também são válidas!), viaje para conferências e mostre ao mundo no que você está trabalhando.

7. Seu PhD garante um emprego na área acadêmica

Más notícias: há muito mais pessoas que se formam em programas de doutorado do que empregos acadêmicos. Os dias em que fazíamos um doutorado para nos tornarmos professores já passaram. Atualmente, o PhD é um dos títulos acadêmicos mais altos que se pode obter, e uma variedade de planos de carreira após ele são possíveis.

3-mitos-sobre-phd
(Tra Nguyen/Unsplash)

Intercâmbio com a UDI

Você acreditava em algum desses mitos sobre PhD? Conta para a gente nos comentários! Agora que você sabe a verdade, já pode começar a se preparar para uma oportunidade de pós-graduação no exterior sem falsas expectativas. Para isso, você pode contar com todo o suporte da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui!


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.