Os Estados Unidos estão cheios de instituições de ensino suérior altamente renomadas que não são tão conhecidas no Brasil. Uma delas é a Universidade de Wisconsin-Madison (UW–Madison), uma das principais universidades públicas do país. Descubra mais sobre ela agora!

Por dentro da Universidade de Wisconsin-Madison

História

A Universidade de Wisconsin-Madison foi formalmente criada em 1848 por Nelson Dewey, o primeiro governador do estado de Wisconsin. A primeira turma, que iniciou seus estudos no ano seguinte, tinha apenas 17 alunos.

O Bascom Hall, um dos edifícios mais icônicos da instituição, foi concluído em 1859 e sofreu um incêndio que destruiu a sua cúpula em 1916. E um detalhe é que essa cúpula nunca mais foi substituída. Mas na verdade o prédio mais antigo da universidade é o North Hall, que foi construído em 1851. No entanto, ele é bem menos impactante e hoje abriga o Departamento de Ciência Política da UW–Madison.

Universidade-de-Wisconsin-Madison-Bascon
Bascom Hall (Foto: Rosina Peixoto)

A Universidade de Wisconsin-Madison é conhecida como uma instituição pioneira em avanços científicos. Só pra você ter uma ideia, por lá foram descobertas as vitaminas A e B e a enzima transcriptase reversa. Além disso, também foi na universidade que foram realizadas a primeira síntese química de um gene e a primeira síntese de células-tronco embrionárias humanas.

Até os dias atuais, pela universidade já passaram (entre ex-alunos, professores e pesquisadores) 26 ganhadores do Prêmio Nobel, 2 medalhistas Fields e 1 vencedor do prêmio Turing.

Campus

Como se presume pelo nome, a Universidade de Wisconsin-Madison fica localizada em Madison (claro!), a capital do estado que conta com uma população de aproximadamente 260 mil pessoas.

O campus principal da universidade está parcialmente situado em um istmo entre os lagos Mendota e Monona e tem uma área total de 378 hectares.

A maior parte de sua estrutura física está conectada com o restante do layout urbano da cidade, o que pode até confundir os novos alunos. Além disso, boa parte dos seus prédios foram projetados por apenas dois arquitetos (J.T.W. Jennings e Arthur Peabody), o que confere um visual bastante uniforme ao campus, que não a toa já foi eleito como um dos mais bonitos dos Estados Unidos.

Além da parte estética, o campus principal da Universidade de Wisconsin-Madison tem uma estrutura gigantesca e conta com sua própria força policial, serviço de alimentação, hospital, instalações recreativas, jardins botânicos, obras de arte públicas, instalações de energia e até mesmo uma fábrica de laticínios!

Universiade-de-Wisconsin-Madison-campus
Vista do campus (Foto: James Steakley)

Organização interna

Além de sua Graduate School (Escola de Pós-Graduação), a Universidade de Wisconsin-Madison compreende outras 20 faculdades e escolas associadas:

  • Agricultura e Ciências da Vida
  • Artes
  • Negócios
  • Estudos Continuados
  • Educação
  • Engenharia
  • Estudos Ambientes
  • Ecologia Humana
  • Biblioteconomia e Estudos de Informação
  • Jornalismo e Comunicação de Massa
  • Linguagens
  • Direito
  • Letras e Ciências
  • Medicina e Saúde Pública
  • Música
  • Enfermagem
  • Farmácia
  • Trabalho Social
  • Veterinária
  • Relações Públicas

Ao todo, os programas acadêmicos da instituição incluem 136 cursos de graduação, 148 programas de mestrado e 120 programas de doutorado.

Rankings

De acordo com o QS World University Rankings 2021, a Universidade de Wisconsin-Madison é a 65ª melhor universidade do mundo, na frente por exemplo de instituições como a Universidade de Zurique, na Suíça e a Universidade Sorbonne, uma das mais tradicionais da França.

Já quando consideramos apenas as instituições americanas, a UW–Madison ocupa o 21º lugar, ficando melhor posicionada que instituições como a Universidade do Texas em Austin, a Universidade de Washington e o Instituto de Tecnologia da Geórgia (Georgia Tech).

Ainda nesse mesmo ranking, as áreas melhor avaliadas da UW–Madison são, respectivamente: Agricultura, Comunicação e Estudos de Mídia, Sociologia, Educação, Geografia, Engenharia Química, Biblioteconomia, Veterinária, Estatística, História, Estudos do Meio Ambiente, Psicologia, Química e Antropologia.

Em outro importante ranking internacional – o THE World University Rankings 2021 – a Universidade de Wisconsin-Madison se sai ainda melhor, figurando na 49ª posição entre as melhores universidades do mundo, na frente de instituições como a Universidade de Sydney, a Universidade do Sul da Califórnia e a Universidade Brown (uma das Ivy Leagues).

Universiade-de-Wisconsin-Madison-Science-Hall
Science Hall (Foto: James Steakley)

Números

A Universidade de Wisconsin-Madison tem aproximadamente 45 mil alunos, sendo pouco mais de 30 mil de graduação e 14 mil de pós-graduação.

A instituição também se destaca em termos financeiros, com um endowment de 3.15 bilhões de dólares no último ano acadêmico (2019).

Já a taxa média de aprovação de novos alunos na Universidade de Wisconsin-Madison gira em torno de 52%, o que é BEM maior, por exemplo, que instituições da Ivy League como Harvard (5%), Princeton (5%) e Yale (6%). Ou seja, é uma ótima opção para quem deseja estudar em uma instituição renomada mas com um processo seletivo menos restritivo.

Universidade do Intercâmbio

Gostou de conhecer mais sobre a Universidade de Wisconsin-Madison e ficou com vontade de estudar por lá? Nossa mentoria especializada pode te ajudar a planejar seu intercâmbio e conquistar sua oportunidade fora do Brasil. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos