Aqui no blog já falamos sobre a Ivy League, um grupo formado por 8 universidades altamente prestigiadas dos Estados Unidos: Harvard, Yale, Columbia, Princeton, Cornell, Dartmouth, Brown e Universidade da Pensilvânia. Em comum, todas elas são instituições privadas e bastante caras. No entanto, você conhece as “novas Ivy League” dos EUA?

Também conhecida como “Public Ivy”, as novas Ivy League dos EUA são um grupo de universidades que oferecerem a mesma educação prestigiada das Ivy League tradicionais, mas por preços muito menores. Em comum, todas elas são instituições públicas. Mas vale lembrar que esse é um termo não oficial!

Como surgiu?

O termo “Public Ivy” foi criado pelo autor Richard Moll em seu livro Public Ivies: A Guide to America’s Best Public Undergraduate Colleges and Universities para se referir às universidades americanas que supostamente forneciam a experiência colegial de uma Ivy League por um preço de universidade pública, sendo capazes de competir de igual para igual com essas no quesito rigor acadêmico. Dessa forma, elas seriam capazes de atrair professores superestrelas e competir para receber os melhores alunos nacionais e estrangeiros.

Essa primeira definição é de 1985 e incluía apenas oito universidades:

  • Universidade da Virgínia
  • Universidade de Vermont
  • Universidade do Texas em Austin
  • Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill
  • Universidade da Califórnia (que posteriormente passou por um processo de independência dos seus campi gerando instituições como a UCB e a UCLA)
  • Universidade de Miami
  • Faculdade de William e Mary
novas-ivy-league-uni-virginia
Universidade da Virgínia (Foto: Aaron Josephson/Wikimedia)

Ainda nessa lista de 1985, Moll também incluiu outras instituições secundárias que também tinham um alto nível de excelência: Universidade do Colorado em Boulder; Instituto de Tecnologia da Geórgia; Universidade de Illinois em Urbana-Champaign; New College of Florida (que em 2001 tornou-se uma parte independente do Sistema de Universidades Estaduais da Flórida); Universidade Estadual da Pensilvânia em University Park; Universidade de Pittsburgh; Universidade Estadual de Nova York em Binghamton (atualmente Universidade de Binghamton); Universidade de Washington e Universidade de Wisconsin-Madison.

E aí veio 2001…

Em 2001, os autores Howart e Matthew Green publicaram um outro livro chamado The Public Ivies: America’s Flagship Public Universities. Nele, eles criaram uma nova lista expandida com 30 faculdades e universidades.

Além das universidades já citadas aqui, também apareciam as seguintes instituições: Universidade Rutgers; Universidade de Connecticut; Universidade de Delaware; Universidade de Maryland em College Park; Universidade da Flórida; Universidade da Geórgia; Universidade do Arizona; Universidade de Indiana; Universidade Estadual de Ohio; Universidade Estadual do Michigan; Universidade de Iowa; Universidade de Michigan em Ann Arbor; Universidade de Minnesota, Twin Cities e algumas das já independentes instituições que antes formavam a Universidade da Califórnia.

Na lista de 2001 das “novas Ivy League” já não apareciam mais a Universidade de Vermont; o Instituto de Tecnologia da Geórgia; o New College of Florida e a Universidade de Pittsburgh.

novas-ivy-league-UCSD
Universidade da Califórnia em San Diego (Foto: Reprodução/Nedpix)

E hoje em dia?

Mas será que agora em 2020, vários anos depois, essas “novas Ivy League” realmente estão no patamar das Ivy League tradicionais? Uma forma prévia de ter uma ideia sobre isso é consultar os rankings de avaliação acadêmica, como o QS World University. Confira abaixo como todas as instituições citadas aqui estão posicionadas dentro dos Estados Unidos nessa pesquisa:

UniversidadeGrupoPosição no ranking da QS (nos EUA)
HarvardIvy League
PrincetonIvy League
Universidade da PensilvâniaIvy League
YaleIvy League
CornellIvy League
ColumbiaIvy League10º
Universidade de Michigan em Ann ArborLista de 200111º
Universidade da Califórnia em Berkeley (UCB)Listas de 1985 e 200114º
Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA)Listas de 1985 e 200116º
Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD)Listas de 1985 e 200119º
Universidade BrownIvy League20º
Universidade de Wisconsin-MadisonListas de 1985 e 200121°
Universidade do Texas em AustinListas de 1985 e 200122°
Universidade de WashingtonListas de 1985 e 200123º
Instituto de Tecnologia da GeórgiaLista de 198524º
Universidade de Illinois em Urbana-ChampaignListas de 1985 e 200125º
Universidade da Carolina do Norte em Chapel HillListas de 1985 e 200127º
Universidade Estadual da Pensilvânia em University ParkListas de 1985 e 200128º
Universidade Estadual de OhioLista de 200130º
Universidade da Califórnia em Davis (UC Davis)Listas de 1985 e 200133º
Universidade da Califórnia em Santa Bárbara (UCSB)Listas de 1985 e 200135º
Universidade de Maryland em College ParkLista de 200136º
Universidade de PittsburghLista de 198537º
Universidade Estadual do MichiganLista de 200138º
Universidade da FlóridaLista de 200141º
Universidade de Minnesota, Twin CitiesLista de 200144º
Dartmouth CollegeIvy League46º
Universidade da Califórnia em Irvine (UC Irvine)Listas de 1985 e 200147º
Universidade da VirgíniaListas de 1985 e 200149º
Universidade do Colorado em BoulderListas de 1985 e 200152º
Universidade RutgersLista de 200154º
Universidade do ArizonaLista de 200157º
Universidade de MiamiListas de 1985 e 200158º
Universidade de IndianaLista de 200160º
Universidade de IowaLista de 200175º

Algumas universidades aparecem no ranking da QS, mas posicionadas em grupos*, por isso não dá pra saber exatamente a colocação que elas ocupam dentro dos EUA. São elas:

  • Universidade de Connecticut (501-510)
  • Universidade da Geórgia (501-510)
  • Universidade de Delaware (541-550)
  • Universidade de Vermont (601-650)
  • Faculdade de William e Mary (651-700)
  • Já o New College of Florida foi a única instituiçao que não aparece na lista das melhores do mundo da QS.

(*) A partir da posição 500 (mundial) do ranking da QS, as universidades passam a ser posicionadas em grupos.

O que tudo isso significa?

Analisando o ranking acima, dá pra perceber que as instituições Ivy League ainda ocupam um gigantesca relevância acadêmica dentro dos EUA (e também internacionalmente). Afinal, 6 delas garantem a sua posição entre as 10 melhores do país e entre as 20 melhores do mundo.

No entanto, como já previam os criadores dos estudos, algumas dessas “novas Ivy League” dos EUA já estão sim no mesmo patamar, especialmente a Universidade de Michigan em Ann Arbor e três das universidades do sistema da Califórnia (UCB, UCLA e UCSD).

Universidade do Intercâmbio

E aí, em qual dessas universidade “novas Ivy League” americanas você estudaria? Independentemente de qual for a sua escolha, o segredo para conquistar a sua vaga de intercâmbio dos sonhos é se preparar com antecedência. E nós podemos te ajudar com isso através da nossa mentoria especializada. Então clique aqui para fazer o nosso teste de perfil e entrar para o nosso time de mentorados.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.