Entre as modalidades do TOEFL, o iBT (Internet-Based Teste) é a mais requisitada entre as universidades. Mas obter uma pontuação alta nesse teste não é tão simples assim. É necessário muito esforço e tempo para estudar e se preparar. Para te ajudar com isso, fizemos esse resumo de 8 regras para tirar mais de 100 pontos no TOEFL iBT.

Regra nº1 – Verifique se você possui o nível certo de inglês

Para atingir uma pontuação superior a 100 pontos, é necessário ter um nível muito alto de inglês. Sendo bem realista: com o nível básico ou intermediário você pode até conseguir uma nota acima da média mínima. Mas para tirar mais de 100 pontos no TOEFL, isso não é suficiente.

E o que eu quero dizer com “ter um nível avançado de inglês”? Bem… Nesse estágio, você precisa manter os erros gramaticais (que todos cometem de vez em quando) no mínimo. Sem mencionar a ortografia. Quer mais um exemplo? Então vamos falar de vocabulário.

TIRAR-MAIS-DE-100-PONTOS-NO-TOEFL

Tirar mais de 100 pontos no TOEFL é difícil, mas não impossível!

Ter um vocabulário relativamente comum pode ajudá-lo a expressar ideias facilmente para que todos possam entendê-lo. Mas esse vocabulário por si só não te ajudará a obter a pontuação mais alta. Você precisa então ter um repertório de inglês mais rico, formado por mais palavras. Mas claro, sem esquecer o bom senso na hora de utilizá-las. Não vá querer encaixar uma palavra mais “sofisticada” em uma frase de maneira forçada.

Melhorar o seu nível de inglês não é algo que pode ser feito em pouco tempo. Dependendo do seu nível atual e do número de horas que você pratica por semana, isso pode levar de meses a anos. Portanto, verifique se você tem o nível certo antes de começar sua preparação.

Regra nº2 – Desenvolva uma base sólida em inglês acadêmico

O TOEFL mede o nível de inglês em um ambiente acadêmico. Portanto, naturalmente, o conteúdo do teste é 100% voltado para esse meio. Por isso, para obter uma pontuação alta, você deve primeiro aumentar seu vocabulário no campo acadêmico.

Cerca de 70% dos tópicos da prova giram em torno das Ciências Gerais, como Geologia, Física, Antropologia e Astronomia, entre outras. Além disso, você também pode ser exposto ao conteúdo acadêmico de outras disciplinas, como Psicologia, História e Arte, por exemplo. Portanto, ter “apenas” um bom volume de vocabulário não é suficiente se o seu objetivo é tirar mais de 100 pontos no TOEFL iBT.

Uma boa dica para enriquecer esse seu repertório é criar o seu próprio dicionário a partir das palavras desconhecidas que você for se deparando a medida que for estudando para a prova através de textos acadêmicos. Além disso, outra recomendação é fazer pequenos resumos de todos esses artigos utilizando essas palavras recém-descobertas. Assim você não só enriquecerá seu vocabulário, como irá praticar o seu estilo de escrita e organizar melhor as suas ideias.

Regra nº3 – Pratique inglês o tempo todo

Utilize toda a oportunidade que você tiver para praticar inglês. OK, nós sabemos que não é tão fácil assim encontrar um amigo/colega com um nível de inglês suficiente para manter um diálogo. Mas você não pode utilizar isso como uma barreira para o seu aprendizado

A Internet oferece diversas possibilidades para as pessoas se conectarem e conversarem, como salas de bate-papo e até jogos online. Do sofá da sua casa você pode, literalmente, conversar com alguém que esteja a mais de 10 mil quilômetros de distância.

No entanto, se você tiver a oportunidade de se encontrar com alguém pessoalmente, aproveite. Mesmo que seja apenas algumas vezes por semana. E uma dica: concentre-se principalmente na sua habilidade de fala.

Nunca se esqueça que, para que seu cérebro se adapte mais rapidamente à transição para o inglês, você deverá se expor a ambientes onde esse idioma seja o centro catalizador. E o maior número de vezes possível!

Outra maneira óbvia de continuar praticando suas habilidades receptivas (lendo e ouvindo) é assistindo filmes ou programas de TV. É normal precisar de legendas no início. Isso é sinal de que você ainda precisa aumentar o seu nível de inglês.

Mas sabe o que é ainda melhor que filmes e séries? Se você pensou em Podcasts e programas de rádio, acertou! Nesse tipo de conteúdo as pessoas tendem a falar de forma mais natural e mais próxima do que realmente acontece na “vida real”. E uma vantagem é que você pode escutar esses programas enquanto faz outras coisas do seu cotidiano, como quando estiver a caminho da faculdade ou na esteira da academia.

Regras-para-tirar-mais-de-100-pontos-no-Toefl

Regra nº4 – Entenda o teste de maneira ampla

Não é apenas entender o teste, mas ter uma visão geral sobre ele, e isso envolve pesquisa. Em outras palavras, leia bastante para elaborar a estratégia que melhor se adeque ao seu perfil.

É necessário que você se aprofunde não apenas para saber o que esperar em cada seção da prova, mas também para entender o sistema de pontuação. É conseguindo analisar esses dois fatores que você identificará onde colocar um foco extra para tirar mais de 100 pontos no TOEFL.

Preste atenção nesse ponto: quando você começar a se sentir relativamente confortável para ajudar alguém a se preparar para o teste, é sinal de que você está começando a entender o funcionamento interno da prova.

Regra nº5 – Pratique com o melhor material disponível

Há muito material gratuito online para se preparar para a prova. Mas tenha cuidado, pois nem tudo tem uma boa qualidade. O melhor lugar para ir é a fonte: o site do TOEFL. E, felizmente, eles fornecer algumas amostras de testes completos para estudantes que desejam se preparar adequadamente para tirar mais de 100 pontos no TOEFL-iBT.

Você pode fazer o download de alguns dos materiais gratuitos oferecidos clicando aqui. E mais! Você também pode baixar o aplicativo oficial chamado “TOEFL Go! Global” no seu celular.

E claro, também tem bastante material pago. Se você tiver condições de pagar por eles, pode ser uma boa forma de aumentar ainda mais a sua variedade de estudos. Você vai descobrir que, estudando e praticando muito, todo o material de apoio de qualidade que for encontrado vai parecer pouco, porque eles acabam rápido. Mas se você não tiver como gastar dinheiro com esses produtos pagos, não se preocupe, ainda vai ser perfeitamente possível ter um estudo de qualidade sem eles.

Além dos livros, outra ótima forma de colocar o estudo em dia é através de um amigo que já tenha feito a prova ou de um tutor qualificado. É muito importante ter a opinião de outra pessoa, especialmente para ajudá-lo com as seções de Writing e Speaking, já que elas não terão um molde fixo para responder ou pontuar. Portanto, obter o feedback de uma pessoa que sabe do que está falando realmente ajuda.

Regra nº6 – Leia e escreva muito

Já falamos da importância de ter um vocabulário mais rico para tirar mais de 100 pontos no TOEFL. E a leitura é simplesmente a melhor forma de conseguir criar esse repertório. Sempre que lemos um artigo, um livro, um resumo ou um relatório, temos boas chances de encontrar um novo vocabulário.

Tenha em mente que um falante nativo médio de inglês com formação superior possui entre 20 e 35 mil palavras em seu repertório. Óbvio que a nossa pretensão não é fazer você chegar nessa mesma quantidade de palavras, mas utilize essa informação para entender um pouco melhor em que pé anda o seu vocabulário e o desenvolva.

Já disse no início do texto que ao ler e captar novas palavras, é muito importante acompanhá-las, criando o seu próprio dicionário. E a melhor maneira de fazer você se lembrar dessas palavras é a seguinte:

  1. Procure a definição da palavra
  2. Encontre pelo menos 2 sinônimos (nem todas as palavras terão um).
  3. Escreva uma frase de exemplo usando o primeiro sinônimo
  4. Reescreve essa frase de forma mais rebuscada utilizando o segundo sinônimo

Lembre-se: na hora de escrever sua redação no TOEFL, não enfeite demais o texto utilizando palavras pouco comuns o tempo inteiro. Essas palavras devem ser apenas para dar um toque mais agradável ao texto e provar que você tem os recursos necessários para trabalhar com o seu vocabulário.

E já que estamos falando de TOEFL iBT, faça tudo isso utilizando o teclado do seu computador, pois é assim que você irá fazer no dia da prova. O seu dicionário pode ser em um caderno escrito a mão. Mas todo o resto, de resumos a redações, devem ser feitos no computador.

Regra nº7 – Domine o seu tempo

Ter um bom controle sobre o tempo em cada seção do teste é fundamental se você deseja responder todas as perguntas. Mas trabalhar com precisão levará você a um nível superior.

O que quero dizer com isso é que é recomendável concentrar-se em aumentar sua precisão logo no início dos seus estudos. Certifique-se de entender a seção em que você está trabalhando, seus detalhes, o que esperar, os tipos de perguntas, as perguntas mais difíceis para você e, principalmente, que você está no controle de tudo.

Tirar-mais-de-100-pontos-no-Toefl

Depois de ler todos os textos e fazer simulados, você deve começar a tornar as coisas mais eficientes. É aqui que você terá que se pressionar para tentar resolver as seções não apenas no momento certo, mas em menos tempo.

Obviamente, isso não pode ser feito em todas as seções. Na parte de Speaking, obrigatoriamente você terá um tempo delimitado para responder. Mas para as demais, você pode praticar cortando alguns minutos de cada teste na hora da resposta. O ideal, no dia da prova, é ter um tempo de respiro no final para fazer as últimas revisões. Então se prepare pensando em terminar a prova antes do horário limite e não no último minuto possível.

Quer ajuda para tirar mais de 100 pontos no TOEFL iBT?

Essas são os sete passos para tirar mais de 100 pontos no TOEFL iBT. Definir sua rotina e trabalhar continuamente para melhorar seu desempenho e confiança será a chave para superar esse limite. Quanto mais você praticar, melhor vai ser o seu resultado!

A nossa mentoria especializada está a postos para te ajudar nessa preparação. Clique aqui e faça agora mesmo seu teste de perfil!

Quer ficar por dentro de todos os conteúdos do nosso Blog. Então cadastre seu e-mail aqui para receber nossa Newsletter semanal.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos