Por dentro da Universidade Johns Hopkins

Você conhece a Universidade Johns Hopkins? Por mais que a instituição não seja tão conhecida aqui no Brasil, ela é uma das principais instituições de ensino do mundo focadas em pesquisa. Além disso, é uma grande expoente na área da saúde, com excelentes cursos de Medicina e Enfermagem. Ficou interessado(a) em estudar lá? Então conheça um pouco mais sobre a universidade!

Mais de 140 anos de história

Johns Hopkins era um empresário do século XIX da cidade Baltimore e um investidor da Baltimore & Ohio Railroad, a primeira grande ferrovia dos Estados Unidos. Hopkins teve que deixar a escola bem novo para ajudar a administrar a fazenda da família, mas desejava dar aos outros a oportunidade de obter educação. 

Sendo assim, após sua morte, em 1873, Johns Hopkins deixou US$7 milhões para a criação de um hospital e faculdades de treinamento, uma universidade e um orfanato em seu nome. Na época, essa foi a maior doação já feita nos EUA, e, na cotação atual, ela ultrapassa os US$150 milhões.

A Universidade Johns Hopkins começou a funcionar no centro de Baltimore em 1876. O objetivo, após a fundação, se tornou produzir conhecimento para o mundo. Com isso, a universidade se tornou uma instituição voltada principalmente para pesquisa. Uma informação curiosa é que ela funcionava seguindo o modelo universitário alemão. Isso representou uma grande mudança em relação ao que as faculdades americanas estavam fazendo na época.

A Escola de Enfermagem e o hospital foram concluídos em 1889. Já a Escola de Medicina foi construída em 1893. Por causa das contribuições de Mary Garrett e das filhas dos curadores para a Faculdade de Medicina, ela se tornou a primeira escola médica de pós-graduação com mulheres aceitas nos mesmos termos que os homens. No entanto, apenas em 1970 elas foram integradas nas aulas de graduação.

Universidade Johns Hopkins: estrutura e campus

Em 1902, a propriedade Homewood, originalmente oferecida por Charles Carroll (um signatário da Declaração de Independência americana) a seu filho, foi doada para a universidade, com a finalidade de construir um campus maior. 

A casa principal foi mantida intacta como um museu, e os novos edifícios do campus foram criando seu estilo arquitetônico, de tijolo e mármore. Enquanto isso, as escolas de Medicina e Enfermagem ficaram perto do hospital e, até 1924, todas as outras escolas já haviam se estabelecido em Homewood.

Hoje em dia a universidade conta com mais de 26 mil estudantes. Desses, cerca de 6 mil são alunos de graduação e mais de 20 mil estão em cursos de mestrado ou doutorado. Anualmente, o orçamento da Universidade John Hopkins fica em torno de US$4,3 bilhões anuais (mais de R$17 milhões!).

A reputação da Universidade Johns Hopkins

A Johns Hopkins University (JHU) é mais conhecida por inovações em pesquisas médicas, sendo pioneira no campo da Engenharia Genética. A instituição abriu a primeira escola americana de saúde pública e fez do Hospital Johns Hopkins uma das principais instituições médicas do mundo. 

A universidade também trabalha em campos avançados e diversos, como Engenharia, Estudos Internacionais, História e Teoria Literária. A JHU também adquiriu o Peabody Institute, o conservatório de música mais antigo dos Estados Unidos. Além disso, ela também é conhecida como uma instituição de ensino referência em Artes Plásticas.

Até hoje, a Universidade Johns Hopkins teve 27 ganhadores do Prêmio Nobel como estudantes ou membros do corpo docente, incluindo Woodrow Wilson, o 28º Presidente dos Estados Unidos. Outros ex-alunos notáveis incluem Michael R. Bloomberg, Chimamanda Ngozi Adichie e John Astin, que atualmente ensina Teatro e Cinema na instituição. No QS World University Rankings 2020, a universidade aparece na 24ª posição entre as melhores universidades do mundo. Já nos EUA ela ocupa o 12º lugar.

Gostou de conhecer a Universidade Johns Hopkins? Aposto que deu aquela vontade de estudar por lá, não foi? Nossa mentoria especializada pode te ajudar a planejar seu intercâmbio e conquistar sua oportunidade fora do Brasil. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

 

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.