Os mascotes são um traço muito marcante da cultura acadêmica dos EUA. Águias, ursos, leões e tigres… Eles representam não só as equipes esportivas das instituições, mas a própria universidade. Porém, nem todos são tão tradicionais assim! Conheça a seguir 5 mascotes inusitados de algumas faculdades e universidades norte-americanas que você provavelmente ainda não conhece!

Mascotes inusitados dos EUA

O Billiken – Saint Louis University

Esta estátua mítica, em forma de Buda, é um dos mascotes universitários mais antigos dos EUA, tendo sido criada e batizada por Florence Pretz, uma professora de Artes do Missouri, em 1908. O Billiken se tornou o animador do time de futebol americano da SLU por volta dos anos 1910 – costumava-se dizer que ele se parecia com o treinador de futebol da universidade na época, John Bender. Atualmente, “ser Billiken é um estilo de vida” para os alunos da Saint Louis University.

2-mascotes-inusitados
(Reprodução/Saint Louis University)

Banana Slug – UC Santa Cruz

Em um mar de mascotes que representam força e resiliência – como falcões, lobos e panteras – a Banana Slug, da Universidade da Califórnia em Santa Cruz, realmente se destaca como um dos mascotes inusitados do país. 

Este molusco amarelo, viscoso e sem concha é relevante para a UC Santa Cruz porque vive nas florestas de sequoias próximas ao campus da instituição. O mascote também mostra os valores mais “suaves” da universidade: que o atletismo deve ser para todos e a participação é mais importante do que a vitória. A Banana Slug é o mascote oficial da instituição desde 1986.

5-mascotes-inusitados
(Reprodução/UC Santa Cruz)

Gus, o Gorila – Pittsburg State University

A Pittsburg State University, sediada no Kansas, tem algo que nenhuma outra universidade nos Estados Unidos tem: um gorila como mascote. Gus, o Gorila, foi uma ideia de um estudante de Artes, em 1923, e foi adotado como o mascote oficial dois anos depois. A ferocidade inicial do gorila diminuiu com o passar dos anos – ele até encontrou uma namorada em 1952: Gussie, a Gorila. O Gus, apesar de ser um dos mascotes inusitados dos EUA, se tornou tão popular que agora tem seu próprio conjunto de emojis, disponíveis na Apple Store.

4-mascotes-inusitados
(Reprodução/Pittsburg State University)

Brutus Buckeye – Ohio State University

Como a buckeye é a árvore oficial do estado de Ohio, selecionar a noz dessa planta como mascote da Universidade Estadual de Ohio fazia todo o sentido em 1965. A noz recebeu seu primeiro nome, Brutus, logo após um concurso “Name the Buckeye“. Hoje em dia, o Brutus Buckeye aparece em 500 eventos anuais da universidade e da comunidade de Columbus, sede do campus da instituição. Ele também foi o campeão de flexões da instituição por 49 anos: um osso duro de roer, literalmente.

1-mascotes-inusitados
(Reprodução/Ohio State University)

O Cavaleiro Mascarado (The Masked Rider) – Texas Tech University

A partir de 1936, às vezes era possível ver uma pessoa mascarada andando com um cavalo durante os jogos de futebol da Texas Tech University. Ninguém sabia quem era esse “cavaleiro fantasma” que desaparecia rapidamente. E ele claramente deixou sua marca, já que o Masked Rider (que é bastante parecido com o Zorro, por sinal) se tornou o mascote oficial da instituição em 1954. Logo depois disso, a universidade começou a selecionar um estudante por ano para ser o Masked Rider: ele ou ela pode representar a Texas Tech em mais de 300 eventos anuais.

6-mascotes-inusitados
(Reprodução/Texas Tech University)

Intercâmbio com a UDI

Gostou de conhecer alguns dos mascotes inusitados espalhados pelas universidades dos Estados Unidos? Então que tal se aproximar mais da cultura acadêmica do país indo fazer um intercâmbio por lá? Para isso, você pode contar com todo o apoio da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui!


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.