O GRE é, ao lado do GMAT, uma das principais provas para quem quer fazer uma pós-graduação no exterior. O teste é dividido em três partes principais: o Quantitative Reasoning, o Verbal Reasoning, e o Analytical Writing. Cada uma dessas partes recebe uma nota bruta, separada, que depois é transformada na nota final do candidato. Mas aí surge a dúvida: existe uma nota ideal do GRE? Para te ajudar a chegar em uma resposta, trouxemos alguns dados a respeito das pontuações na prova. Confira!

1-nota-ideal-do-gre
(Debby Hudson/Unsplash)

Qual seria a nota ideal do GRE?

Ao todo, o GRE tem 3 horas e 45 minutos. Como dissemos anteriormente, o Quantitative Reasoning e o Verbal Reasoning recebem uma pontuação bruta, o que significa um ponto para cada resposta correta. A pontuação bruta é, então, transformada em uma pontuação em escala, que leva em consideração a dificuldade de diferentes edições do teste. Junto com a pontuação geral, os participantes do teste também recebem classificações percentuais para cada pontuação da prova, os percentiles.

Por exemplo, as pontuações percentuais para 2018 foram as seguintes:

Pontuação em escalaPercentual do Quantitative ReasoningPercentual do Verbal Reasoning
1709997
1515143
13421

Se a tabela acima mostrasse o resultado do seu GRE, as colunas do Quantitative Reasoning e do Verbal Reasoning apontariam a porcentagem de participantes que você superou. Com esses resultados, você pode descobrir se atingiu uma boa pontuação no teste. 

Só para ilustrar, se no cenário da tabela a sua pontuação em escala fosse 151 para o Quantitative Reasoning, sua pontuação percentual teria sido 51. Isso significa que você teria se saído melhor do que 51% dos participantes do teste, o que é uma pontuação média. Se sua pontuação em escala fosse de 134 no Verbal Reasoning, você teria uma classificação percentual de 1. Isso significa que você teria superado 1% dos outros participantes da prova, o que não é, nem de longe, a nota ideal do GRE.

Se não estiver satisfeito(a) com sua pontuação, você pode se preparar para fazer o teste novamente. Em geral, quando se faz o GRE pela segunda vez, o candidato tem mais confiança e habilidades para obter uma pontuação melhor.

2-nota-ideal-do-gre
(Green Chameleon/Unsplash)

Mas afinal, qual é a nota ideal do GRE para você, especificamente?

Até agora nós discutimos a nota ideal do GRE a partir dos percentiles em que você se encaixa. Mas como você irá se sair em comparação com os outros participantes do teste não é o mais importante para se levar em consideração. O que define a nota ideal do GRE, particularmente, são as universidades que você tem interesse em aplicar.

Por exemplo, em Stanford, a nota ideal do GRE para entrar em um programa de pós-graduação varia, em média, entre 158 a 166 para o Verbal Reasoning e 157 a 168 para o Quantitative Reasoning. Em Harvard, por outro lado, as pontuações do GRE dos candidatos admitidos variam de cerca de 155 a 166 para o Verbal e 155 a 170 para o Quantitative, com muitos programas solicitando pontuações na casa dos 160, ou no top 10-15 dos percentiles.

3-nota-ideal-do-gre
Stanford (Anubhav Gaur/Pixabay)

Ou seja, a nota ideal do GRE é aquela que te torna competitivo(a) para o processo seletivo da instituição que você tem interesse.

É necessário uma boa nota no GRE se eu tiver um GPA alto?

Se você não alcançou a sua nota ideal do GRE e não deseja refazer o teste, um GPA alto pode ser suficiente para que você seja admitido na pós-graduação. Mas, infelizmente, isso não é sempre o caso e pode até limitar consideravelmente suas opções. Na maioria das vezes, as universidades exigem uma boa pontuação GRE, além de um bom GPA.

Os avaliadores geralmente examinam tanto o seu GPA quanto os resultados dos testes, pois isso fornece uma consideração mais aprofundada de suas habilidades.

Por exemplo, uma pontuação alta no GRE e um GPA baixo podem significar que, embora um aluno tenha as habilidades de pensamento crítico que os programas de pós-graduação exigem, ele pode não se dedicar tanto assim à sua educação por causa do GPA baixo. Por outro lado, se sua pontuação no GRE for baixa e você planeja confiar em seu GPA alto, a universidade pode questionar suas habilidades de pensamento crítico. Então o melhor é refazer o teste na esperança de obter uma pontuação mais alta, para que o GPA e o GRE reflitam suas habilidades e conhecimentos.

Quer saber mais sobre o GRE?

Então assista esse vídeo, com a nossa mentora Gabrielle Hayashi:

Intercâmbio com a UDI

Agora que já sabe tudo sobre o GRE, você já pode começar a se preparar para conquistar uma oportunidade de pós-graduação no exterior. Para isso, conte com todo o suporte da nossa mentoria especializada. Clique aqui e faça agora mesmo o seu teste de perfil!


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos