Você se interessa pelo mundo empresarial  e administrativo, e tem vontade de estudar Negócios no exterior? Para te ajudar a decidir o destino do seu intercâmbio, trouxemos um comparativo — mostrando as principais diferenças — de dois dos países que mais se destacam nessa área: EUA e Reino Unido. Depois de analisar os dados, você vai poder decidir qual deles se encaixa melhor nas suas necessidades e expectativas. Vamos lá?

Estudar Negócios no exterior: EUA ou Reino Unido?

Requisitos de entrada

EUA

Para estudar Negócios em um curso de graduação nos EUA, os alunos e alunas precisam terminar o Ensino Médio e fazer um teste como o SAT ou o ACT. Alguns programas de Negócios ainda exigem um GPA mínimo para ser aceito(a) no curso.

Por outro lado, para entrar em um programa de pós-graduação nos Estados Unidos, os alunos precisam completar de 15 a 16 anos de escolaridade (Ensino Fundamental, Médio e graduação) e, se você estiver aplicando especificamente para estudar Negócios, também precisa fazer o GMAT

Em alguns casos, algumas universidades exigem experiência de trabalho na área. Da mesma forma, algumas escolas de Negócios também pedem um GPA específico, referente às notas da graduação. Os intercambistas também precisam fazer o TOEFL ou o IELTS para demonstrar proficiência em inglês.

Reino Unido

Para ser admitido(a) em um curso de graduação no Reino Unido, os alunos precisam de, no mínimo, 13 anos de educação prévia para entrar no foundation year. Para um curso de pós-graduação, por sua vez, os estudante precisam ter concluído uma graduação de, ao menos, três anos. 

Os alunos e alunas que estão se candidatando para estudar Negócios em um mestrado também precisam fazer o exame do GMAT. Assim como nos EUA, algumas universidades podem exigir experiência de trabalho. Você também vai precisar provar proficiência em inglês. No caso do Reino Unido, o exame mais utilizado é o IELTS.

2-estudar-negocios
Escola de Negócios de Yale, nos EUA (Nick Allen/Wikimedia Commons)

Mensalidades e custo de vida

Lembre-se que, por mais altos que esses números sejam, a maioria das universidades em ambos os países oferecem auxílios financeiros, inclusive para estudantes internacionais.

EUA

As mensalidades para um estudante internacional de graduação nos EUA podem variar de US$ 20.000 a US$ 60.000 (~R$ 107.000–320.000) por ano, durante quatro anos. As despesas com um quarto, alimentação e transporte podem variar de US$ 8.000 a US$ 15.000 (~R$43.000–80.000), dependendo da parte do país em que você for morar.

Reino Unido

As mensalidades para intercambistas que vão estudar Negócios no Reino Unido são geralmente mais baratas do que nos EUA. Os estudantes podem esperar pagar entre £ 8.000 e £ 16.000 (~R$ 57.000–115.000) por ano no Reino Unido por três anos para o ensino de graduação. As despesas com um quarto e outros custos de vida podem variar de £ 12.000 a £ 15.000 (~R$86.000–107.000).

Visto de estudante

EUA

O visto de estudante nos EUA é chamado de F1 visa, e custa US$ 160 (cerca de R$ 860). Para tirar o visto, os estudantes devem comparecer a uma entrevista e também vão precisar fornecer seus dados biométricos. Com um visto F1, é possível permanecer nos Estados Unidos por até 60 dias após o período de tempo necessário para concluir o seu curso de Negócios. 

Além disso, com essa permissão os estudantes podem trabalhar apenas no campus e por não mais do que 20 horas por semana. Alguns alunos podem obter aprovação para o Treinamento Prático Opcional (OPT) e, dessa forma, permanecer e trabalhar após a formatura por um período de tempo.

Reino Unido

No Reino Unido, os estudantes internacionais precisam de um visto Tier 4, que custa £ 310 (~R$ 2.200). Se você estiver aplicando para uma graduação, a duração máxima do visto será de quatro anos. As entrevistas para o visto são geralmente conduzidas por telefone ou Skype. Com um visto Tier 4, os alunos podem trabalhar meio período, no campus, por até 20 horas por semana e em período integral durante as férias.

3-estudar-negocios
Judge Business School, em Cambridge (Rept0n1x/Wikimedia Commons)

Permissão de trabalho depois da formatura

EUA

Os Estados Unidos oferecem aos estudantes vistos de trabalho em empregos temporários, parecidos com estágios, chamados Treinamento Prático Opcional (OPT). Com o OPT, os alunos podem trabalhar em sua área de estudo por até 12 meses depois da formatura. No entanto, os alunos nas áreas STEM (Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática) podem ser autorizados a trabalhar por até três anos após a graduação.

Reino Unido

Os vistos de trabalho pós-estudo não são mais oferecidos no Reino Unido. Para poder trabalhar no Reino Unido após a graduação, os estudantes internacionais precisam se inscrever para um outro visto, o Tier 2. Nesse caso, para ser elegível, o salário mínimo no emprego deve ser de, pelo menos, £ 20.500 anuais. O visto Tier 2 é válido por no máximo 5 anos.

Quer aprender mais sobre MBA no exterior?

Então assista a esse vídeo, da nossa mentora Gabrielle Hayashi:

Intercâmbio com a UDI

Você tem vontade de estudar Negócios nos EUA ou no Reino Unido? Então conte com a ajuda da nossa mentoria especializada para conquistar sua oportunidade de intercâmbio. Faça agora mesmo o seu teste de perfil, clicando aqui!


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.