Por dentro da Imperial College London

Fazer intercâmbio no Reino Unido é o sonho de muita gente, principalmente se for para estudar em Londres. Na cidade, uma das principais instituições de ensino é a Imperial College London, 8ª no QS World University Rankings deste ano. Se você ainda não conhece, separamos as principais informações para você ficar por dentro, e, quem sabe, planejar seu intercâmbio por lá! Curioso(a)? Então vamos ao texto de hoje! 

Uma união de diversas instituições

A Imperial College London (ICL) não nasceu como uma instituição única. Ela foi sendo formada a partir da união de outras escolas e faculdades que já existiam na Inglaterra. A primeira instituição que deu origem ao que hoje conhecemos hoje como a Imperial foi a Royal College of Chemistry (Faculdade Real de Química), fundada em 1845. Em 1853, essa mesma faculdade foi fundida com a Royal School of Mines (Escola Real de Minas). 

A faculdade de Medicina da Imperial, por sua vez, tem raízes em muitas escolas diferentes de Londres, sendo a mais antiga delas a Charing Cross Hospital Medical School, que data de 1823. Além dela, deram também origem à escola de Medicina o Westminster Hospital, em 1834, e o St Mary’s Hospital, em 1851. Todas elas foram sendo incorporadas aos poucos na estrutura da ICL. Em 1890, a Escola recebeu o nome de Royal College of Science, separada ainda da Royal School of Mines.

Royal School of Mines

Em 1907, o rei Eduardo VII concedeu uma Carta Real criando o Imperial College of Science and Technology. Isso uniu a Royal School of Mines e a Royal College of Science. Além disso, estabeleceu que a Imperial College London se tornaria uma parte da Universidade de Londres. Com o tempo, novas instituições foram se unindo à Imperial, até que em 2007, em comemoração dos 100 anos da ICL, a faculdade se separou oficialmente na Universidade de Londres.

Baixe o nosso e-book e descubra quais são as 10 melhores universidades do mundo

Campi e instalações

A ICL possui dois campi principais: o de South Kensington e o de White City. Além desses dois, ainda existe um terceiro campus satélite, o de Silwood Park. Em South Kensington, estão os prédios que deram início à ICL, como os da Royal School of Mines e da Royal College of Science, por exemplo. O campus é cercado por muitas das atrações mais populares de Londres, incluindo o Royal Albert Hall, o Palácio de Kensington, e o Museu de História Natural.

Em White City, por sua vez, estão prédios mais modernos, como os laboratórios do departamento de Química. O campus também abriga o Invention Rooms, um espaço que funciona como hackerspace e centro de divulgação científica. Por outro lado, o campus de Silwood Park, abriga mais cursos de pós-graduação e inclui um centro de pesquisa e ensino em Ecologia e Conservação. Além dessas instalações, a Imperial possui hospitais que são usados pela Faculdade de Medicina para ensino clínico de graduação e pesquisa médica.

O-Hammersmith-Hospital-é-um-dos-hospitais-que-foram-a-estrutura-médica-do-Imperial-College-London

Hammersmith Hospital

Os números e a reputação da Imperial College London

Hoje em dia, a ICL é a cada de mais de 17 mil estudantes, que recebem cerca de 7 mil diplomas por ano. Entre esses estudantes estão alunos intercambistas de 125 países. Além disso, ao todo são mais de 8 mil funcionários trabalhando na instituição. 

Como já dissemos, a ICL é considerada uma das melhores universidades do mundo. A instituição trabalha com quatro áreas principais: Ciência, Negócios, Medicina e Engenharia. O sistema de ensino, por lá, é famoso por utilizar a teoria de forma que seja sempre aplicada de maneira prática no mercado de trabalho.

A universidade já foi lar de 14 ganhadores do Nobel e três medalhistas Fields. Além disso, possui um prêmio Silver Athena Swan, que reconhece o avanço das carreiras femininas em diversas áreas da academia.

Gostou da Imperial College London? Então já pode começar a planejar seu intercâmbio por lá. Conheça o trabalho da nossa mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

 

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.