Como abrir uma conta bancária na Holanda?

Se você pretende trabalhar ou estudar em Amsterdam ou em qualquer outro lugar da Holanda, é absolutamente essencial que você abra uma conta bancária em um banco local. Nós reunimos aqui tudo o que você precisa saber sobre como abrir uma conta bancária na Holanda. Confira!

Para abrir uma conta bancária no país das tulipas, normalmente é necessário visitar uma agência pessoalmente, de preferência perto do local onde você irá morar ou trabalhar/estudar por lá, e levar vários documentos. Note que atualmente esse procedimento está suspenso por conta do coronavírus mas  irá ser retomado quando for possível.

Como abrir uma conta bancária na Holanda?

Documentos necessários para abrir uma conta bancária na Holanda

Para abrir uma conta bancária na Holanda você irá precisar levar alguns documentos na agência bancária. Poderão ser solicitados:

  • Documento de identidade: pode ser um passaporte válido, uma carta de condução holandesa válida ou um bilhete de identidade de certos países da União Europeia (no caso dos brasileiros com dupla cidadania). Se você tiver um cartão de autorização de residência na Holanda, leve-o também.
  • Número Burger Service Nummer (BSN): o número de serviço ao cidadão é entregue quando o imigrante faz o registro de ingresso no país nas autoridades competentes. É normalmente utilizado como um número fiscal para lidar com impostos e também como um identificador geral para serviços governamentais e assistência médica. Normalmente pode ser solicitado pelos bancos na hora de abrir uma conta, mas há exceções.
  • Comprovante de renda: o banco exigirá alguma evidência de renda na forma de um contrato de trabalho, recibos de pagamento recentes, uma declaração de benefícios no emprego ou de bolsa/auxílio financeiro da universidade.
  • Comprovante de matrícula e carta de aceite da universidade
  • Comprovante de endereço: contrato de aluguel da casa/apartamento ou uma conta de luz recente, por exemplo.
conta-bancária-na-holanda-Assen

Agência do Rabobank em Assen, no norte da Holanda

Conta bancária na Holanda: Principais bancos

Confira abaixo um resumo dos principais bancos na Holanda:

ABN AMRO: o popular gigante bancário holandês surgiu a partir da fusão de outros dois bancos no início dos anos 90 e tem filiais em todo o país. Possui uma divisão especial para clientes internacionais, por isso está bem acostumado a lidar com expatriados, principalmente nas filiais das principais cidades. Oferece uma gama completa de serviços financeiros, como contas bancárias, seguros, investimentos e hipotecas. Além disso, também oferece contas-correntes e pacotes de seguro especiais para estudantes internacionais.

O ABN AMRO conta com uma versão totalmente em inglês do seu site e aplicativo de celular e também fornece correspondências e documentação no idioma sempre que possível. No entanto, os acordos legais geralmente são feitos em holandês. É possível obter um número de conta em cerca de 4 horas nesse banco através do aplicativo. É só fazer o upload de uma foto!

ING: O Internationale Nederlanden Groep se tornou o maior banco de varejo da Holanda. Também oferece uma versão em inglês do seu portal online e aplicativo.

Rabobank :grupo holandês de serviços bancários e financeiros de propriedade privada, com raízes no financiamento agrícola e cooperativo. É o segundo maior banco em ativos do país e o que possui as classificações de segurança mais altas nas agências internacionais. No entanto, não conta com versão em inglês do seu site, o que pode dificultar um pouco o processo para quem não fala o idioma. Para abrir uma conta é necessário se dirigir pessoal à uma das agências do banco.

Esses são os três principais bancos do país, mas não os únicos. Outras opções são o SSN Bank, o Triodos Bank e o Van Lanschot Bank.

Conta bancária na Holanda: Bancos digitais

Uma solução para quem não quiser abrir uma conta em um banco tradicional na Holanda é escolher entre uma das várias opções de bancos 100% online (ou móveis) que operam no país e que estão se tornando cada vez mais populares, especialmente entre os mais jovens. O processo de abertura de conta é extremamento rápido e simples. Conheça os principais:

bunq: esse é um banco holandês lançado oficialmente em 2015 com portal internacional disponível em inglês, holandês, francês, alemão, italiano, português e espanhol. É um dos mais utilizados entre a população de estrangeiros na Holanda. Oferece uma conta Premium  no valor de 7,99 euros por mês e uma conta Premium SuperGreen por 16,99 euros mensais. Nessa modalidade sustentável, o banco planta uma árvore para cada 100 euros gastos no cartão de crédito que é disponibilizado com taxa de câmbio zero. O número BSN não é requisitado para abertura da conta.

N26: banco sediado na Alemanha que oferece serviços bancários móveis em toda a Europa. A conta N26 padrão é gratuita, mas o banco também oferece a modalidade premium N26, que custa 9,90 euros por mês, e a conta N26 Metal, por 16,90 euros mensais. Os titulares recebem um cartão de débito Mastercard e tem o benefício de fazer saques sem taxas em caixas eletrônicos do mundo inteiro, além de cobertura de seguro de viagem Allianz. A conta padrão permite cinco saques mensais gratuitos em euros (transações em outras moedas têm uma taxa de 1,7%).

O suporte do aplicativo do N26 está disponível em inglês, francês, alemão, italiano e espanhol. As contas podem ser abertas em 8 minutos mas aqui o número BSN é obrigatório.

Outros bancos digitais bastante utilizados são o Knab e o ASN Bank.

De modo geral, para os estrangeiros que não falam holandês, provavelmente as melhores opções serão o bunq ou o ABN AMRO, seguido pelo ING e N26.

Conta bancária na Holanda: Como funcionam as contas?

Depois que sua conta for confirmada, você receberá um código de número de conta bancária internacional (IBAN) com 18 caracteres. Cada banco também possui um código identificador BIC especial, por exemplo, ABNANL2A para o ABN Amro. Após alguns dias da abertura, o titular também recebe um cartão de débito local (betaalpas ou PIN pas) que pode ser usado para sacar dinheiro em caixas eletrônicos (geldautomaat) e fazer compras online e físicas. Os cartão são usualmente Mastercard ou Visa. Esse cartão também permite transações internacionais – os saques em moeda na zona do euro geralmente são gratuitos, mas você será cobrado pelas transações em moeda estrangeira.

Espere uma cobrança mensal pela administração da sua conta corrente e cartão de débito – isso varia de cerca de 1,30 a 7 euros por mês, dependendo dos serviços adicionais incluídos no seu pacote bancário. Os cartões de crédito na Holanda estão lentamente se tornando mais aceitos, embora vários varejistas holandeses ainda não os aceitem.

As contas na Holanda geralmente são pagas por débito direto ou transferência bancária online. Muitas transferências são feitas usando o sistema acceptgiro, no qual o pagamento tem um número de referência especial. Observe também que os cheques padrão são raramente utilizados ​​na Holanda, já que as taxas são altas. Um único cheque depositado pode te custar de 15 a 20 euros de custos extras!

Após a configuração da sua conta corrente principal, você pode facilmente abrir uma conta poupança, embora as taxas de juros na Holanda e na área do euro estejam atualmente muito baixas. Você encontrará taxas de poupança de juros ligeiramente mais altas em bancos menores ou estrangeiros.

conta-bancária-na-holanda-heerenveen

Agência do ING na cidade de Heerenveen

Conta bancária na Holanda: Como fica a situação dos estudantes?


Muitas universidades holandesas colaboram com os três principais bancos da Holanda e é muito provável que a sua também o faça. Também pode acontecer da sua universidade realizar todo o procedimento de abertura de conta pra você. Nesse caso, a única coisa que você precisará fazer será fornecer os documentos necessários. No entanto, as taxas de atendimento ao cliente tendem a ser mais altas nesses casos e, portanto, é melhor perguntar sobre esses detalhes antes de tomar sua decisão sobre como abrir sua conta.
Lembre-se ainda que existem muitos bancos com várias ofertas para estudantes internacionais. Portanto, é importante pesquisar cuidadosamente os termos e condições de cada uma das opções antes de escolher em qual banco você irá abrir a sua conta.

 

Universidade do Intercâmbio

 

Agora que você já sabe como abrir uma conta bancária na Holanda, que tal começar a se preparar para conquistar a sua oportunidade dos sonhos por lá? Nós podemos te ajudar com isso através da nossa mentoria especializada e todo o nosso time de mentores. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui.
Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.