O Reino Unido pode não ser o maior país do mundo, mas mesmo assim é bem diverso. Com uma grande população de imigrantes, mais de 300 línguas estrangeiras são faladas por lá. Sendo assim, muitas gírias britânicas são diferentes daquelas faladas nos EUA. Se você quer fazer intercâmbio no Reino Unido, além de assistir várias horas de Downton Abbey, também pode começar a aprimorar seu inglês com essa lista de expressões que separamos para você!

6 expressões e gírias britânicas para aprimorar seu inglês

Cuppa tea (substantivo)

A tradução literal dessa expressão seria “xícara de chá”. No caso da expressão, porém, ela se refere a alguma coisa que gostamos muito ou preferimos em relação a outra. Pode ser usada tanto de forma positiva como negativa. Um equivalente no português brasileiro é dizer que algo é a “sua praia”. Ex.: Working weekends isn’t my cuppa tea (tradução: “Trabalhar no fim de semana não é minha praia”).

Origem: No início do século XX, uma “xícara de chá” era tão próxima do sentido de discernimento e razoabilidade que acabou se tornando sinônimo para alguma coisa que é desejável e apreciada.

cha-girias-britanicas

Nada mais britânico do que uma expressão associada ao chá

Frazzled (adjetivo)

Essa é para ser usada após um longo dia no estágio, depois de várias aulas seguidas ou saindo de uma ótima festa. Ela significa estar “esgotado(a)” ou “moído(a)”. Ex: Ana, that party left me frazzled! (tradução: “Ana, aquela festa me deixou acabado(a)!).

Origem: É uma alteração da palavra “fazle”, do dialeto britânico, que quer dizer “perturbação” ou “indisposição” (com alguém ou alguma coisa).

Lift (substantivo)

Essa é uma pegadinha para quem está acostumado(a) com o inglês norte-americano. Ela é o equivalente a elevator (elevador) nos EUA. Ex: I was stuck in the lift for five minutes! I’m taking the stairs next time (tradução: “Eu fiquei preso(a) naquele elevador por cinco minutos! Da próxima vez vou de escada”).

Origem: vem da antiga palavra nórdica lypta, que significa “levantar”.

Loo (substantivo)

Essa é pouco conhecida, mas muito importante: significa literalmente “banheiro”. Ex: Excuse me, could you point me to the loo? (tradução: “Com licença, você pode me mostrar onde é o banheiro?”)

Origem: Existem muitas teorias. A primeira delas é que antes de existir o encanamento interno, as pessoas jogavam seus resíduos pela janela. Eles gritavam: “Gardez l’eau” (se pronuncia gar-dê-lô), ou seja “cuidado com a água”, em francês. Outras pessoas acham que a expressão surgiu a partir do número 100. Isso porque o banheiro geralmente ficava na sala 100 dos edifícios. “Loo” e “100” são parecidos, e daí nasceu a teoria.

loo-girias-britanicas

Uma gíria britânica que vem do francês é o melhor de dois mundos!

Trousers (substantivo)

Mais uma pegadinha para quem aprendeu o inglês norte-americano. Trousers são literalmente “calças”. É importante ter em mente que a palavra pants, que é usada para calças nos EUA, no Reino Unido significa “roupa íntima”. Ex: I was in too much of a hurry this morning and spilled coffee all over my trousers. (tradução: “Eu estava tão apressado pela manhã que derrubei café por toda a minha calça”).

Origem: Datada do século XVII, essa expressão deriva da palavra irlandesa triús e do gaélico escocês triubhas.

trousers-girias-britanicas

Muito cuidado para não confundir “pants” e “trousers” quando for comprar calças

You Alright? / Y’alright? (pergunta)

Uma forma mais britânica de perguntar “como vai?”. Por lá, ela é bem mais utilizada do que “How are you?”, principalmente em ambientes de trabalho.

Agora que você sabe dessas gírias britânicas já pode ir fazer seu intercâmbio no Reino Unido e já chegar falando como os nativos. Para garantir sua vaga no exterior, faça agora mesmo o seu teste de perfil (clicando aqui) e conheça o trabalho da nossa mentoria especializada. Nós te ajudamos em todo esse processo!

E, para acompanhar todos os nossos conteúdos aqui no Blog, cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter semanal. 

Quer saber mais sobre o Reino Unido, além das gírias britânicas mais populares? Então confira abaixo todos os textos que já fizemos sobre a Terra da Rainha:


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos