O que levar na mala no intercâmbio?

Antes de entrar no avião e embarcar sempre nos preocupamos com o que levar na mala. Na ânsia de não desapegar das nossas coisas e também por conta da preocupação de precisar de algo depois e não ter, acabamos levando itens que não são realmente necessários. Isso acaba atrapalhando nosso deslocamento até o país de destino. E além disso, também pode ser uma dor de cabeça convertida em excesso de peso na hora do check-in. Saiba diferenciar o que e é preciso levar na mala em uma viagem de intercâmbio e o que é perfeitamente possível deixar pra trás. Afinal, não é como se no seu destino final não existissem lugares onde você possa comprar essas coisas. A palavra de ordem nesse caso é: desapegue!

Como regra geral, voos internacionais permitem que cada passageiro leve duas malas de no máximo 32 kg cada, além da bagagem de mão. Apesar de parecer muito, se você não tiver controle, pode passar desse limite facilmente. E também não se esqueça que na volta pra casa provavelmente você irá trazer muitas coisas que foram compradas no seu país de destino. Então viajar com alguns quilos a menos em relação ao limite máximo é uma boa ideia.

Agora sim, confira o que levar na mala no seu intercâmbio:

Documentos

Achou que iria começar o texto lendo sobre roupas? Negativo! A primeira coisa a se preocupar na hora de começar a arrumar suas malas é em separar TODOS os documentos que podem ser necessários durante a viagem: passaporte, cartão de vacinas, comprovante do seguro saúde, carteira de motorista, dinheiro, cartões de crédito e débito desbloqueados para uso internacional, comprovante de saldo em contas e demais cartões, passagens aéreas de ida e volta impressas, comprovante de matrícula do curso de idioma ou universidade estrangeira, reservas de hotel, carta convite (caso você for ser hospedado por alguém na sua cidade de destino), endereço do local onde você irá ficar, etc. É bastante coisa. Ou seja: tenha muita atenção e não se esqueça de nada.

Roupas e calçados

Com relação às roupas e calçados não se esqueça de duas regras básicas:

  1. Menos é mais;
  2. Conforto é a prioridade;

 

Não queira levar todo seu guarda-roupa para o seu intercâmbio, principalmente se você for ficar durante um curto período. Priorize as suas roupas mais confortáveis e as peças que podem ser utilizadas em diferentes ocasiões. Não leve coisas que você não sabe se vai realmente precisar utilizar como ternos e vestidos de festa. Não esqueça de por 1 ou 2 pares de tênis. Meninas: salto vai ser a última coisa que vocês irão querer usar. Então leve poucos. Também é bom por algumas sapatilhas, chinelos e botas.

Se estiver indo no inverno, leve algumas roupas de frio, mas deixe para comprar os casacos e roupas mais pesados no seu país de destino. Além de serem mais baratos por lá, também têm uma qualidade muito maior em relação à proteção que elas oferecem às baixas temperaturas. O mesmo vale para cobertores e edredons, que fazem muito volume na mala. Deixe sua manta de estimação em casa e compre outra quando chegar no seu destino.

Remédios e acessórios

Não queira levar a farmácia da esquina da sua casa na mala. Coloque na bagagem apenas aqueles remédios que você já usa frequentemente e sabe que poderá vir a precisar. Sabe por que? Também existem farmácias no exterior! Então caso seja realmente preciso, você conseguirá comprar seu remédio sem problema algum.

Se você usa óculos ou lente, não esqueça de levar os produtos de limpeza que você já tem o costume de utilizar. Óculos de sol, bijuterias, chapéus, bonés e outros acessórios podem ser armazenados na bagagem despachada. Se tiver levando alguma joia de valor, opte por colocá-la na bagagem de mão. O mesmo vale para aparelhos eletrônicos, dinheiro e todos os documentos citados acima.

Uma boa dica para levar o seu dinheiro e documentos com mais segurança é comprar uma doleira. Isso porque ela vai presa na sua cintura durante toda a viagem. Lugar mais protegido não há.

Dicas extras

Dica 1) Não esqueça de conferir antes da viagem quais as regras da companhia que você vai viajar. Alguns objetos são proibidos de serem transportados, tanto na bagagem de mão quanto na bagagem despachada. Então para evitar problemas procure saber sobre isso.

Dica 2) Leve uma muda de roupa na bagagem de mão. Nunca se sabe o que pode acontecer durante o voo. Dessa forma, se for preciso trocar alguma coisa durante a viagem, você não vai passar aperto.

Dica 3) Identifique sua mala de alguma maneira. Fitas coloridas, adesivos, capas e outros acessórios podem facilitar sua vida na hora do desembarque. Assim ficará muito mais fácil identificar sua bagagem.

Dica 4) Não leve líquidos e objetos cortantes na bagagem de mão.

Outros itens que você não pode esquecer:

Travesseiro de viagem

Esse não é exatamente para levar na mala, mas sim no pescoço rs Contar com um bom travesseiro de viagem é muito importante, especialmente para quando bater aquele sono. Além disso, em viagens muito longas ele é uma carta na manga. Viajantes experientes sabem que, durante todo o tempo gasto andando em aviões, trens e automóveis, o conforto de um travesseiro de viagem é indispensável.

Adaptador universal (com várias tomadas)

Procure um adaptador universal que funcione no seu destino e nos países vizinhos para os quais você pode viajar. Um plugue universal dá uma flexibilidade muito maior do que um adaptador que serve para um país ou região em particular. Ao se preparar para o intercâmbio, você pode encontrar vários desses adaptadores com preços razoáveis na internet.

Mala de mão

Pode parecer que não, mas ter uma mala de qualidade é muito importante quando você for viajar. Além da mala tradicional, leve também uma de mão no padrão internacional. Elas duram mais e, hoje em dia, têm algumas funcionalidades extras como carregador embutido, por exemplo.

Mochila leve

Uma mochila simples que você pode usar para passeios e viagens vai facilitar sua vida. Procure uma bolsa com um espaço suficiente para transportar o essencial: carteira, celular, chaves, carregador, garrafa de água e talvez um notebook.

Kit de higiene pessoal

Quando você se preparar para se tornar um(a) viajante, os artigos de higiene pré-embalados vão ser uma conveniência que vão te economizar tempo e espaço. Um kit com artigos de higiene pessoal (escova, pasta de dente, sabonete, etc.) prontos para uso vão facilitar a sua vida. Você nunca sabe quando a oportunidade de sair para explorar vai aparecer.

Bateria portátil

Um carregador de bateria portátil com portas USB pode salvar vidas quando você viaja! Uma fonte alternativa (ou de emergência) de energia para quando você precisar usar o telefone ou outros dispositivos eletrônicos é uma ótima maneira de simplificar sua vida no exterior.

Relógio de pulso

Hoje em dia muitas pessoas pararam de usar relógios, pois verificam a hora em seus telefones. Os celulares são super convenientes, mas a duração da bateria é preciosa para quem viaja! Um relógio de pulso é um ótimo recurso em qualquer fuso horário. Além disso, também é um ótimo presente para qualquer pessoa que está prestes a embarcar em um intercâmbio.

Equipamentos para fotos

Os bastões de selfie podem não ser mais tão legais, mas eles realmente ajudam você a tirar boas fotos! Não tenha vergonha de levar um para essas experiências únicas na vida. Daqui a alguns anos, você pode nem se lembrar de ter usado um, mas os momentos incríveis que ele ajudou a capturar vão ser inesquecíveis.

Uma boa dica também é levar uma câmera mais antiga para a viagem. Além de você não ter que se preocupar tanto com roubos, vai ter uma experiência muito bacana de revelar suas fotos no final da viagem.

E aí? Agora já sabe o que levar na mala para o seu intercâmbio? Essas e outras dicas que podem facilitar e muito sua vida de intercambista podem ser adquiridas com o apoio de uma mentoria especializada. Faça agora mesmo o seu teste de perfil clicando aqui e junte-se ao nosso time de mentorados!  

Matheus Tomoto

Matheus Tomoto

Estudou em escola pública, aprendeu inglês sozinho em 3 meses, foi aceito nas 10 melhores faculdades dos Estados Unidos, trabalhou no MIT (melhor faculdade de tecnologia do mundo), é embaixador da Youth Assembly no Brasil, recebeu proposta da NASA e é ex-fellow de HARVARD. É escritor, palestrante e mentor de pessoas que desejam buscar sua oportunidade no exterior.