Você gosta de estar por dentro da política internacional dos países e tem vontade de trabalhar ajudando no desenvolvimento do planeta? Então, uma boa alternativa para correr atrás desse sonho é fazer um mestrado em RI (Relações Internacionais). Essa é uma área muito importante a nível mundial que tem uma grande ênfase em Economia, Cultura, Educação e Ciência Política. Ficou interessado(a)? Então confira 5 motivos para você fazer essa pós-graduação!

Por que fazer mestrado em RI? 

Para ser capaz de debater e se envolver em situações desafiadoras

Na área de Relações Internacionais, saber debater e sustentar um argumento forte e equilibrado é muito importante. Num cenário mundial em que informações enganosas têm sido cada vez mais difundidas, fortalecendo discursos perigosos, se torna cada vez mais necessário o posicionamento de pessoas que se manifestem contra isso e defendam os direitos dos desfavorecidos.

debate-mestre em Relações Internacionais

Uma das melhores formas de resolver os problemas do mundo é debater sobre eles

Para fazer a diferença no mundo

É importante lembrar também que Relações Internacionais vai além da área da Política: trata também de entender as nuances culturais que ultrapassam as fronteiras dos países. Muitos cursos de mestrado em RI, por exemplo, têm disciplinas voltadas para entender a complexidade da globalização, levando em conta os aspectos sociais, ambientais e econômicos. Dessa forma, quem cursa RI deve ter interesse em combater injustiças, além de aprender com a história sobre o que funciona e o que não funciona quando se trata de viver em uma sociedade globalizada.

É um ótimo ponto de partida para sua carreira

Dependendo de suas experiências, interesses e aspirações, as oportunidades de carreira relacionadas às Relações Internacionais são abundantes, tanto nos setores privado e público como em ONGs. Se sua intenção é trabalhar para o governo, pode procurar oportunidades no Ministério das Relações Exteriores, por exemplo. 

Já no caso das ONGs, o trabalho é mais prático e também mais flexível. No entanto, os salários são menores. Independente da carreira que escolher, você vai colocar em prática as habilidades e conhecimentos que adquirir no mestrado em RI para implementar mudanças positivas no mundo.

As habilidades que você vai aprender estão em alta

Quem faz um mestrado em Relações Internacionais desenvolve a compreensão de como a sociedade e as pessoas funcionam, algo que é muito valorizado por empresas e organizações hoje em dia. Trabalhar na área de RI significa que suas habilidades interpessoais, analíticas, de tomada de decisão e de negociação vão progredir bastante. 

mestrado-mestre em Relações Internacionais

As habilidade que você vai aprender são muito importantes para os empregadores atualmente

Você ganha experiência com o mundo fora da sala de aula

É claro que, para ser um bom profissional de RI, você deve ter experiências internacionais. Sendo assim, um mestrado em Relações Internacionais no exterior é uma ótima opção, pois te dá a oportunidade de estudar a parte teórica e ainda vivenciar a parte prática. 

Algumas instituições de ensino lá fora que têm bons cursos de mestrado em RI são a Sciences Po, na França; a Universidade de São Galo, na Suíça, e a Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos. Além disso, sempre vale a pena conhecer a sede das Nações Unidas, em Nova York, ou a da União Europeia, em Bruxelas, na Bélgica.

ue-mestre em Relações Internacionais

Sede da União Europeia, em Bruxelas (Bélgica)

E aí, ficou interessado(a) nessa área? Então a hora de começar a planejar o seu mestrado em RI no exterior é agora! Existem muitas oportunidades fora do Brasil, e você pode contar com a nossa mentoria especializada para se preparar para conquistar a sua. Clique aqui e faça agora mesmo seu teste de perfil!

Quer acompanhar todos os nossos conteúdos? Então cadastre seu e-mail aqui para receber nossa newsletter semanal.


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.