Quando o assunto é estudar na Ásia, a maior parte das pessoas logo pensa em países como Japão, Coreia do Sul e China. Mas existe uma região do continente ainda pouco conhecida por aqui que conta com ótimas instituições de ensino superior. Estou falando do Sudeste Asiático. Quer saber mais sobre isso? Então continue com a gente!

O que é o Sudeste Asiático?

Antes de ver quais são as melhores universidades do Sudeste Asiático, é importante entender quais são os países que fazem parte dessa região, que é uma das seis subdivisões do continente asiático. Ao todo, essa parte do continente é composta por 11 países: Brunei, Camboja, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Mianmar, Singapura, Tailândia, Timor-Leste e Vietnã.

Enquanto Singapura e Brunei estão entre os 10 países com melhor qualidade de vida no continente; Camboja, Mianmar e Laos estão na outra ponta, entre os 10 com a pior qualidade de vida.

Quais são as melhores universidades do Sudeste Asiático?

Para fazer esse texto, consultei o QS World University Rankings 2021, um dos mais respeitados do mundo na área. Vamos analisar país por país e mostrar quais são as melhores instituições de ensino superior de cada um deles.

Mas, antes de começar, é importante falar quais são os países que não contam com nenhuma universidade do ranking. São eles: Camboja, Laos, Mianmar e Timor-Leste.

Agora sim, vamos conferir como cada um dos outros sete países se saem no ranking?

Brunei

Mesmo sendo um país minúsculo, Brunei – uma monarquia com menos de 500 mil habitantes – conta com duas universidades em boas posições no ranking. A Universidade de Brunei Darussalam ocupa o 254º lugar do ranking. Já a Universidade de Tecnologia de Brunei figura na 350ª posição. Ambas instituições se localizam em Bandar Seri Begawan, a capital do país.

sudeste-asiático-brunei
Faculdade de Ciências da Universidade de Brunei Darussalam (Foto: Hansicanada/Wikimedia)

Só para efeito de comparação, essas posições são maiores que as alcançadas por algumas das melhores instituições do Brasil, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (380º), a Universidade Federal de São Paulo (420º) e a Universidade Estadual Paulista (493°)

Filipinas

Com quase 110 milhões de habitantes, as Filipinas são o sétimo maior país da Ásia em população e contam com quatro universidades entre as melhores do ranking da QS. A principal delas é a Universidade das Filipinas (396º lugar), uma instituição pública que tem 15 campi espalhados por todo o país. O principal deles está na Cidade Quezon, a maior das Filipinas.

sudeste-asiático-filipinas
Quezon Hall na Universidades das Filipinas (Foto: Patrick Roque)

As outras três instituições da lista são classificadas em grupos, que é o que acontece no ranking da QS com as universidades classificadas abaixo da posição 500. São elas:

UniversidadeCidadePosição
Universidade Ateneu de ManilaCidade Quezon601-650
Universidade De La SalleManila801-1000
Universidade de Santo TomasManila801-1000

Indonésia

A Indonésia é um país que vem crescendo de uma forma impressionante e, inclusive, já ultrapassou a população do Brasil. Por lá já são quase 270 milhões, enquanto nós temos “apenas” cerca de 212 milhões.

No quesito universidades, o país é representado por oito instituições. A mais bem posicionada é a Universidade Gadjah Mada, que aparece no 254º lugar. Na sequência estão a Universidade da Indonésia (305º) e o Instituto de Tecnologia Bandung (313º).

sudeste-asiático-indonésia
Campus da Universidade da Indonésia em Depook (Foto: Ilham Kuniawan Gumilang)

A Universidade Gadjah Mada fica na cidade de Joguejacarta, na ilha de Java; e o Instituto de Tecnologia Bandung se localizada na cidade de mesmo nome (Bandung), um importante centro urbano com quase 2,5 milhões de habitantes.

Já a Universidade da Indonésia conta com dois campi principais, sendo um em Jacarta, a capital do país; e outro em Depok, uma cidade com cerca de 1,5 milhões de habitantes na região metropolitana da capital.

Completam o ranking:

UniversidadeCidadePosição
Universidade AirlanggaSurabaya521-530
Instituto Agronômico de BogorBogor531-540
Instituto de Tecnologia Sepuluh NopemberSurabaya751-800
Universidade Bina NusantaraAlam Sutera, Bandung e Malang801-1000
Universidade PadjadjaranBandung801-1000

Malásia

A Malásia tem apenas 33 milhões de habitantes mas surpreende no ranking da QS pelo número de universidades representantes: são 20 instituições! O Brasil, por exemplo, tem uma população quase quatro vezes maior mas conta com apenas 14 instituições na mesma avaliação.

A Universidade da Malásia, localizada na capital Kuala Lampur, é a 59ª melhor do ranking, ficando assim entre as 100 melhores universidades do mundo, na frente, por exemplo, da Universidade Brown (uma das Ivy Leagues americanas), da Universidade de Amsterdã (na Holanda) e da Universidade de Munique (na Alemanha).

sudeste-asiático-malásia
Entrada da Universidade da Malásia (Foto: Grayswoodsurrey/Wikimedia)

O país conta ainda com mais quatro universidades entre as 200 melhores do mundo: a Universidade Putra da Malásia (132º), a Universidade Nacional da Malásia (141º), a Universidade Sains Malásia (142º) e a Universidade de Tecnologia da Malásia (187º).

A Universidade Putra da Malásia fica na cidade de Seri Kembangan e a Universidade Nacional da Malásia se localizada em Bandar Baru Bangi. Já a Universidade de Tecnologia da Malásia tem campus em Skudai e em Kuala Lampur.

Das outras 15 universidades malaias que aparecem no ranking, também se destacam:

UniversidadeCidadePosição
Universidade Taylor’sSubang Jaya379º
Universidade UCSIKuala Lampur391º
Universidade de Tecnologia PetronasSeri Iskandar439º
Universidade Utara MalásiaSintok531-540
Universidade de Ciência e GerenciamentoShah Alam551-560

Singapura

Com menos de 6 milhões de habitantes, a cidade-estado de Singapura é um dos países mais desenvolvidos do mundo, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) maior que o de nações como Estados Unidos, Holanda, Dinamarca, Finlândia, Canadá, Nova Zelândia, Reino Unido e Japão. E isso se reflete também no campo da Educação.

sudeste-asiático-singapura
Faculdade de Ciências da Universidade Nacional de Singapura (Foto: Joshua Rommel Hayag Vargas)

Singapura conta com nada menos que duas universidades entre as 15 melhores do mundo (que também são as duas melhores da Ásia): a Universidade Nacional de Singapura (11º lugar) e a Universidade Tecnológica de Nanyang (13º lugar). Elas estão na frente, por exemplo, de instituições renomadíssimas com Yale, Universidade da Pensilvânia, Cornell e Columbia. Além delas, a Universidade de  Gestão de Singapura também aparece no ranking na posição 511-520.

Tailândia

Assim como a Indonésia, a Tailândia também tem oito universidades no ranking. A melhor classificada é a Universidade Chulalongkorn (208º lugar), que fica em Bangcoc, a capital do país. Em seguida vem a Universidade Mahidol (na 252ª posição), que tem vários campi espalhados pela Indonésia, inclusive na capital.

sudeste-asiático-Chulalongkorn
Auditório da Universidade Chulalongkorn (Foto: Supanut Arunoprayote)

As outras seis universidades que representam a Tailândia no ranking são:

UniversidadeCidadePosição
Universidade ThammasatBangcoc561-570
Universidade de Chiang MaiChiang Mai601-650
Universidade  KasetsartBangcoc801-1000
Universidade de Khon KaenKhon Kaen801-1000
Universidade de Tecnologia ThonburiBangcoc801-1000
Universidade Prince of SongklaPattani e Hat Yai801-1000

Vietnã

Entre os países do Sudeste Asiático representados no ranking da QS, o Vietnã é o que apresenta o desempenho mais baixo, com apenas duas instituições posicionadas no grupo 801-1000 da avaliação. São elas a Universidade Nacional de Hanói e a Universidade Nacional da Cidade de Ho Chi Minh.

sudeste-asiático-vietnam
Universidade Nacional de Hanói (Foto: Bùi Tuấn)

Universidade do Intercâmbio

Agora que você já conhece as melhores universidades do Sudeste Asiático, que tal se preparar para conquistar a sua oportunidade em uma dessas instituições (ou em qualquer outra)? Nós podemos te ajudar através da nossa mentoria especializada. Quer saber como? Então clique aqui para fazer o nosso teste de perfil e entrar para o nosso time de mentorados.


Rafael Cerqueira

Rafael Cerqueira

Jornalista de 26 anos que adora viajar. Baiano que já viveu em Minas, em São Paulo, em Portugal e na Argentina. Conhece 26 países e tem o sonho de conhecer muito mais. Acredita que o mundo é grande demais e o tempo muito curto pra ficarmos parados sempre no mesmo lugar.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos