BOLSAS IDIOMAS PROVAS UNIVERSIDADES INSPIRAÇÃO TESTES RESUMÃO DA SEMANA MUNDO ESTUDAR FORA TRABALHAR FORA NOTÍCIAS

Tradições inusitadas de Páscoa pelo mundo

Uma das melhores partes de fazer um intercâmbio é poder estar em contato com culturas e costumes totalmente diferentes dos que temos aqui no Brasil. Por exemplo, dependendo do seu destino, você vai se deparar com tradições inusitadas de Páscoa que vão chamar a sua atenção. 

A Páscoa é marcada por muitas tradições. Coelho, ovo de Páscoa e os símbolos religiosos, como a Cruz e o Cordeiro, marcam presença! Se você comemora a Páscoa sempre da mesma maneira, pode ser difícil imaginar como essa data é celebrada de outras formas por todo o mundo.

Além do ovo de chocolate e da bacalhoada, tão tradicionais no Brasil, até mesmo uma omelete gigante é comida tradicional de Páscoa em outros lugares do mundo! E se você quer saber onde, é só acompanhar esse artigo. Além dessas, separamos outras tradições pascais que fazem sucesso por outras nações do mundo.

Tradições inusitadas de Páscoa ao redor do mundo

(Samuel Agyeman-Duah/Unsplash)

Omelete gigante na França

Se você fosse um francês do sul do país, com certeza não iria pensar em ovos de chocolate quando falamos de Páscoa! É que na França, mais precisamente na cidade de Haux, esse hábito pascal envolve ovos de galinha. Na segunda de Páscoa, de acordo com o guia de viagem Atlas Obscura, são mais de 15 mil ovos quebrados para a omelete que alimenta cerca de mil pessoas na principal praça da cidade. É muito ovo!!!

Existe uma lenda por lá de que Napoleão Bonaparte estava viajando com o exército pelo sul da França e que, quando parou na pequena cidade, comeu omelete. Ele gostou tanto, mas tanto que ordenou que os moradores fizessem uma omelete gigante para todos os soldados no dia seguinte. Real ou não, é de dar água na boca!

Soltar pipa nas ilhas Bermudas

Para quem quer uma atividade bem diferente de Páscoa em território britânico, soltar pipa nas ilhas Bermudas pode ser uma boa chance. Além de fazer parte do famoso Triângulo das Bermudas, a ilha localizada no Oceano Atlântico também tem uma tradição bastante peculiar.

É que, por lá, celebrar a Páscoa é um evento de fim de semana. Segundo o Go to Bermuda, site de viagens da ilha, a festa começa na sexta, com o Good Friday KiteFest — momento em que nativos e visitantes se reúnem para empinar suas pipas coloridas. Alguns até arriscam fazer a pipa em um formato diferente para a brincadeira, porque acontece um concurso de melhor pipa tradicional e design mais inovador. Assim como no Brasil, o bacalhau e cultos religiosos acontecem no sábado e domingo.

A história conta que um professor queria explicar a ascensão de Cristo e para facilitar o entendimento, ele lançou uma pipa que se parecia com Jesus e aí veio a tradição. Portanto, se você já pensou em soltar pipa na Páscoa, essa ilha de pouco mais de 63 mil habitantes pode ser o seu destino.

(Aaron Burden/Unsplash) 

Tapetes coloridos pelas ruas de Guatemala

A cidade de Antígua, no sul da Guatemala, cobre suas ruas com tapetes coloridos durante a Semana Santa em preparação para a procissão da Sexta-feira Santa, de acordo com a Condé Nast Traveler. A grande diferença por lá é que, além dos símbolos religiosos, a cidade também registra sua história, tradições maias e desenhos da natureza.

Mas não é preciso ir ao país da América Central para descobrir a beleza dos tapetes coloridos pelas ruas e vielas. É que no Brasil mesmo, muitas cidades mineiras realizam a confecção dos tapetes.

A tradição tem origem portuguesa e, no caso brasileiro, eles são realizados na cidade para representar símbolos cristãos na Sexta-feira da Paixão. Um exemplo é em São João del-Rei (MG), quando as obras de serragem colorida, areia pintada, pó de café e flores podem se espalhar por mais de 800 metros em mais de três toneladas de materiais.

Mas vale destacar que em Guatemala, você pode conhecer remotos vestígios da civilização maia — o que com certeza é um diferencial e tanto da viagem.

(Jeison Higuita/Unsplash)

 Fogos de artifício na Itália

Em Florença, na Itália, os moradores celebram uma tradição de Páscoa de 350 anos! Conhecida como Scoppio del Carro, ou "explosão da carroça", pode-se dizer que o nome faz bastante justiça ao evento.

Um carrinho ornamentado repleto de fogos de artifício é conduzido pelas ruas da cidade por pessoas em trajes do século XV. O arcebispo de Florença acende um fusível durante a missa de Páscoa e acende uma animada queima de fogos. O significado por trás do costume remonta à Primeira Cruzada, segundo o portal Visit Florence. No mínimo, é uma tradição inusitada!

(Celuici/Wiki Commons)

Procissão religiosa no Vaticano

Assim como em terras brasileiras, outras localidades realizam cultos religiosos e procissão para celebrar a Semana Santa e a Páscoa.  Na Sexta-feira Santa na Cidade do Vaticano, o Papa realiza a Via Sacra, começando no Coliseu. Os fiéis seguram velas e sobem ao Monte Palatino, parando 14 vezes ao longo do caminho. 

A Missa é celebrada na noite do Sábado Santo e no Domingo de Páscoa. São milhares de visitantes que se reúnem na Praça de São Pedro para aguardar a bênção do Papa da sacada da igreja, conhecida como Urbi et Orbi (à cidade e ao mundo, em tradução livre).

Apesar dessa tradição não ser tão diferente, a presença do Papa torna o momento único e muito chamativo aos visitantes e turistas cristãos de todo o mundo.

(Gerd Eichmann/Wiki Commons)

Menções honrosas

Austrália

Além dessas tradições outras merecem destaque. Dentre as tradições inusitadas de Páscoa, uma vem direto da terra dos cangurus. E, inclusive, ela tem a ver com os animais do país. Em 1991, a associação Rabbit-Free Australia lançou uma campanha para substituir o coelhinho da Páscoa pelo bilby da Páscoa, um animal de lá que tem orelhas parecidas com as dos coelhos. Isso porque, na Austrália, os coelhos são considerados pragas, uma vez que destroem plantações. Desde então, as empresas fazem bilbies de chocolate para a comemorar o feriado.

Finlândia

Na Páscoa, as crianças da Finlândia se vestem como bruxas e vão pedir ovos de chocolate nas ruas com os rostos pintados e lenços na cabeça, carregando um punhado de galhos de salgueiro decorados com penas. Em algumas partes da Finlândia ocidental, as pessoas queimam fogueiras no Domingo de Páscoa, uma tradição nórdica decorrente da crença de que as chamas afastam bruxas que voam em vassouras entre a Sexta-feira Santa e o Domingo de Páscoa.

Polônia

Jogar água nas pessoas é uma das tradições inusitadas de Páscoa da Polônia, chamada de Śmigus-dyngus. Na segunda-feira após o Domingo de Páscoa, os jovens tentam encharcar outras pessoas com baldes, pistolas de água ou qualquer coisa que possa molhar alguém. A lenda diz que as meninas que ficam encharcadas se casam dentro de um ano. A tradição tem suas origens no batismo do príncipe polonês Mieszko, na segunda-feira após a Páscoa de 966 d.C.

Grécia

Na manhã do Sábado Santo, o tradicional "arremesso de vasilhas" acontece na ilha grega de Corfu. Lá, as pessoas jogam panelas, frigideiras e outros utensílios de barro pelas janelas, quebrando-os na rua. Alguns dizem que o costume deriva dos venezianos, que no dia de ano novo jogavam fora todos os itens antigos. Outros acreditam que o ato de jogar os potes dá boas-vindas à primavera, simbolizando as colheitas que serão colocadas nos novos recipientes.

 

Páscoa pelo mundo

No Brasil, a tradição mais popular é a cristã. Dessa forma, durante a Semana Santa e, portanto a Páscoa, a celebração é marcada pela realização de missas, confissões, encenações da Via Sacra que ilustra a crucificação e ressurreição de Cristo. 

Mas como vimos, são diversas tradições e culturas espalhadas pelo mundo, né? E elas podem ser muito diferentes do que estamos acostumados. Até mesmo em lugares onde existe coelho e ovo de Páscoa, a forma de comemorar pode ser nova. Por exemplo, nos Estados Unidos, existe uma cultura muito forte de fazer caça aos ovos.

E o mais legal é que, além de descobrir sobre essas culturas, é possível vivenciá-las. Conhecer as pessoas, seus hábitos e até fazer novos amigos é sempre um ótimo motivo para viajar! Então, se você precisa de mais um motivo para querer conhecer diversos países e seus costumes, saiba que é possível fazer um intercâmbio barato. Confira por aqui nossas dicas para poder viajar sem gastar muito. 

*Texto escrito por Lucas Almeida (2020) e atualizado por Elaine Maciel (2022).

Posts relacionados

Elaine Maciel
AUTOR

Jornalista mineira que veio de Baependi – uma cidade de 20 mil habitantes, e sempre quer ampliar seus horizontes. Do interesse em livros, séries e culturas diferentes, veio a vontade de conhecer, escrever e informar.

17 Abr 2022

Postagens recentes
7 fatos sobre a Irlanda

Curiosidades que você provavelmente não sabe sobre este destino encantador!

Ana Clara Reis
21 Fev 2024