Se você quiser cursar sua graduação nos EUA, vai precisar fazer um dos “ENEMs Americanos”: o SAT ou o ACT. Essa regra se aplica até nas universidades mais renomadas do país. Dessa forma, se seu sonho é entrar em uma Ivy League, vamos te ajudar a se preparar para o SAT mostrando aqui quais são as notas mínimas necessárias para ser aceito(a) em cada uma das instituições do grupo. Confira!

Notas no SAT para entrar em uma Ivy League

Por mais que a sua pontuação no SAT não seja o único fator que determina se você vai entrar em uma Ivy League ou não, ela desempenha um papel importante ao ajudar as faculdades a comparar os candidatos. Isso é ainda mais importante no caso dos intercambistas, como nós, que temos um sistema completamente diferente nas nossas escolas de Ensino Médio.

1-entrar-em-uma-ivy-league
Brown University, membro da Ivy League (Kenneth C. Zirkel/Wikimedia Commons)

Nesse caso, a nota mínima necessária no SAT é determinada pelas pontuações dos alunos que já estudam nas universidades ou faculdades que você deseja frequentar. Ou seja, você deve tentar bater a média das notas dos estudantes aprovados em processos seletivos anteriores. 

Além disso, se você quer entrar em uma Ivy League ou em outra instituição de prestígio, como Stanford, MIT ou UCLA, essa “pontuação alvo” deve ser, necessariamente, mais alta do que seria para instituições menos seletivas.

Para definir, então, qual nota você precisa “mirar”, compilamos numa tabela as pontuações do 25º e 75º percentuais de todas as oito instituições da Ivy League (Brown, Columbia, Cornell, Dartmouth, Harvard, Princeton, UPenn e Yale). Na mesma tabela, também reunimos os dados de outras universidades, como o MIT, a Universidade de Chicago e Stanford. A tabela inclui as médias das pontuações das seções e as pontuações totais do SAT de todas as escolas.

2-entrar-em-uma-ivy-league
Bandeiras das universidades da Ivy League (Kenneth C. Zirkel/Wikimedia Commons)

Os percentuais informam como uma nota se saiu em comparação com os outros participantes do teste. Se você obtiver uma classificação percentual de 80%, por exemplo, significa que você teve uma pontuação superior a 80% dos estudantes, enquanto 20% de seus colegas de teste pontuaram tão bem ou melhor que você.

3-entrar-em-uma-ivy-league

* Evidence-Based Reading and Writing
** Matemática

Mas o que isso quer dizer pra você, afinal?

Seguindo as recomendações para definir sua “pontuação alvo”, você precisaria obter uma nota de 1550 no SAT para estar no mesmo nível dos 75% dos melhores estudante e poder, assim, entrar em uma Ivy League. Nesse cenário, estudantes com pontuações abaixo de 1400 no SAT provavelmente não serão aceitos.

A universidade com a maior diferença entre as pontuações do 25º e 75º percentual é a Cornell (diferença de 160 pontos), enquanto a instituição com a menor é o MIT (diferença de 60 pontos). Isso é importante porque significa que há muito mais “espaço de manobra” na pontuação do SAT para os estudantes “medianos” que se inscrevem na Cornell ou em Stanford, do que para alunos e alunas que se inscreverem no MIT ou na Universidade de Chicago, que nem fazem parte da Ivy League.

5-entrar-em-uma-ivy-league
Cornell University (Dantes De MonteCristo/Wikimedia Commons)

Falando de forma realista, poucos estudantes se inscrevem exclusivamente nas melhores universidades da Ivy League, porque elas são muito seletivas. Se você fizer isso, pode não conseguir entrar em nenhuma faculdade! Além disso, uma pontuação alta no SAT não garante a sua admissão em nenhuma instituição. Isso significa que outros elementos da sua aplicação, como o GPA, também são muito importantes.

Resumindo: uma pontuação de 1550 ou mais no SAT significa que você é altamente competitivo(a) para as melhores escolas dos EUA, enquanto uma pontuação de 1400 ou menos provavelmente não é o suficiente para entrar em uma Ivy League.

Intercâmbio com a UDI

Seu sonho é entrar em uma Ivy League? Então comece a se preparar desde agora com a ajuda da nossa mentoria especializada. Clique aqui e faça agora mesmo o seu teste de perfil!


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.

+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos
+100 aulas sobre intercâmbios por apenas 99 centavos