Caltech e MIT: qual é a melhor?

Se você gosta de tecnologia e tem vontade de estudar nos Estados Unidos, provavelmente Caltech e MIT são duas opções de universidades que já passaram pela sua cabeça. E não é para menos: as duas são, sem dúvidas, as mais proeminentes na área por lá. Mas afinal, qual delas é a melhor? Para te ajudar na decisão, trouxemos aqui um guia comparativo entre ambas as instituições! 

Caltech e MIT: um guia comparativo

Localização

A sede do Caltech fica em Pasadena, na Califórnia, cerca de 18 quilômetros a nordeste de Los Angeles. A cidade oferece um ambiente tipicamente suburbano (sem a agitação das metrópoles), e tem uma população de aproximadamente 140 mil pessoas.

2-caltech-e-mit

Reprodução/Google

O MIT, por outro lado, fica na outra extremidade dos Estados Unidos, em Cambridge, Massachusetts, uma cidade da região metropolitana de Boston. A população de Cambridge é de aproximadamente 100 mil pessoas e ela também oferece um ambiente de cidade universitária suburbana, semelhante ao de Pasadena. Lá é também o lar de Harvard!

4-caltech-e-mit

Reprodução/Google

A grande diferença, então, fica por conta do clima e da cultura dos dois lugares. Enquanto o sul da Califórnia é conhecido por ser quente e bastante descontraído, a área de Massachusetts – em particular Boston – é conhecida por ser uma região mais histórica, com invernos rigorosos e costumes (como culinária e dialeto) influenciados pela região da Nova Inglaterra.

Tamanho

O MIT é a maior das duas, com um total de 4.602 alunos e alunas de graduação (em comparação com os 948 d0 Caltech). Em termos gerais de corpo estudantil (graduação e pós-graduação), o MIT tem, atualmente, mais de 11 mil alunos, enquanto o Caltech possui apenas cerca de 2.300 estudantes. Portanto, podemos dizer que o MIT é uma universidade de tamanho médio e o Caltech é uma muito pequena.

Rankings

Caltech e MIT são duas universidades muito prestigiadas na área de ciência e tecnologia, o que significa que elas se aproximam muito quando se trata de classificações internacionais de instituições de ensino superior. Dito isso, o MIT geralmente se sai melhor nesse quesito. 

Por exemplo, no QS World University Rankings 2021, o MIT parece como a melhor universidade dos Estados Unidos e do mundo, enquanto o Caltech figura na quarta posição mundial. Além disso, ambas as instituições receberam nota A+ no Niche, indicando que os estudantes das duas universidades estão muito satisfeitos com suas experiências.

5-caltech-e-mit

Ray and Maria Stata Center, parte do MIT

Processo seletivo

Ambas Caltech e MIT têm taxas de aceitação muito baixas, de apenas 7%. Isso significa que apenas sete em cada 100 estudantes que se inscreverem serão aceitos em cada universidade! Sendo assim, para aumentar suas chances de entrar em uma das duas, você precisa entregar uma aplicação impressionante, com um GPA alto e pontuações fortes nos testes.

Além disso, Caltech e MIT são igualmente competitivas. O GPA médio dos candidatos nos processos seletivos é de 4,21 no Caltech e de 4,17 no MIT. Dessa forma, você deve mirar nessa média para ter chances de ser aceito(a) em uma das duas.

Quanto às notas dos “ENEMs americanos”, as médias do Caltech são um pouco mais altas que as do MIT. Na universidade da Califórnia, a pontuação média no SAT é de cerca 1560, enquanto a média no ACT é de 36. No MIT, por sua vez, a pontuação média no SAT é 1530 e no ACT é de 35.

Custo

Essa é uma parte que preocupa bastante os estudantes. No entanto, não há muita diferença aqui entre Caltech e MIT: enquanto as mensalidades na primeira são de cerca de US$ 54.600 por ano, na segunda o valor fica em torno de US$ 53.790 anuais. Felizmente, ambas as universidades oferecem ajuda financeira aos alunos e alunas. 

No entanto, o MIT costuma oferecer mais bolsas de estudos e variações de financiamento do que o Caltech, o que é reflexo direto do número de alunos em cada uma delas. Nem o MIT nem o Caltech oferecem bolsas de mérito, apenas auxílios baseados em necessidades financeiras. 

Divisões acadêmicas

O Caltech possui seis divisões acadêmicas (em vez de escolas/faculdades separadas) e o MIT conta com seis escolas. Portanto, ambas as instituições têm relativamente o mesmo tamanho em relação a departamentos. A principal diferença é que o MIT possui escolas de  Arquitetura e de Negócios e o Caltech não conta com divisões em nenhuma dessas duas áreas.

Quanto aos cursos de graduação, o MIT oferece o dobro do número de cursos do Caltech (56 contra 28). Sendo assim, se você procura variedade, o MIT é a melhor escolha. No entanto, como as duas instituições são focadas em Engenharia e Tecnologia, os cursos mais populares em cada universidade são praticamente idênticos e incluem áreas como Engenharia, Matemática, Ciência da Computação e Biologia.

1-caltech-e-mit

Beckman Institute, prédio no campus d0 Caltech

Proporção de estudantes e professores

A proporção de estudantes e professores mostra quantos alunos existem por professor em uma universidade. Nesse caso, as proporções mais baixas indicam que há menos alunos para cada professor. Isso é visto como um ponto positivo, uma vez que indicam que os alunos terão mais atenção individual dos docentes. Tanto 0 Caltech quanto o MIT têm uma proporção impressionante de 3:1, o que significa que há apenas três alunos por professor em cada instituição.

Tipo de universidade

Tanto o Caltech quanto o MIT são universidades particulares sem fins lucrativos (ou seja, não são universidades públicas), o que significa que são financiadas de forma privada por meio do pagamento de mensalidades, de concessões e de doações. Além disso, nenhuma das duas universidades pertence à Ivy League.

Intercâmbio com a UDI

Entre Caltech e MIT, qual das duas você prefere? Conta para a gente nos comentários! Se quiser uma ajuda especializada para entrar em qualquer universidade no exterior, você pode contar com a nossa mentoria (com aulas e acompanhamento 100% online) e todo o nosso time de mentores. Clique aqui e faça agora mesmo o seu teste de perfil!

Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.