Cada pessoa tem uma preferência de clima diferente. E isso pode influenciar bastante na hora de escolher onde fazer intercâmbio! Para muitos estudantes, a ideia de passar longos dias com temperaturas baixas e andar com neve até os joelhos é um sonho – para outros, um pesadelo. Por isso, para te ajudar na decisão, trouxemos aqui algumas opções de destinos baseadas nas características climáticas dos locais, e como se preparar para estudar em cada uma delas!

Decidindo onde estudar de acordo com suas preferências de clima

Quente e ensolarado

Você é o tipo de pessoa que se sente bem quando o céu fica limpo e as temperaturas estão altas? O clima quente e ensolarado traz o melhor de você?

Se essas duas perguntas fizeram você concordar com a cabeça, você definitivamente é um(a) fã do verão. E, se as temperaturas quentes colocam um sorriso no seu rosto, você deve, definitivamente, procurar uma faculdade em um lugar com bastante sol. Aqui estão algumas opções.

Lugares quentes e ensolarados para estudar

Os EUA oferecem, ao longo do seu território, locais para qualquer preferência de clima. Nesse caso, a Califórnia e a Flórida são famosas por terem um clima incrível durante todo o ano, com direito a muita praia. A Flórida, o “Sunshine State”, tem universidades incríveis, como a Florida State University, a Universidade de Miami ou a Hillsborough Community College. A Califórnia, o “Golden State”, por sua vez abriga instituições renomadas, como Stanford e todas as instituições que fazem parte do sistema da Universidade da Califórnia.

2-preferencia-de-clima

Píer Santa Monica, em Los Angeles, na Califórnia

A Austrália, por outro lado é conhecida por quebrar recordes mundiais de temperatura e contar com sol o ano todo. O país também abriga muitas universidades e faculdades bem prestigiadas. A University of Sydney, a Melbourne University e a Australian National University são apenas alguns exemplos das muitas instituições de ensino nas quais você pode estudar no país.

Se preparando para estudar em um lugar quente

Obviamente, se você estiver se mudando para um lugar realmente quente, precisa se preparar para algumas coisas.

Onde há sol, água e areia, também há calor e umidade. Nesse caso, o verão pode ficar um pouco quente demais, mas tenha certeza de que você sempre vai encontrar um lugar para se refrescar com o ar condicionado nas instalações internas das universidades.

Se certifique de estar pronto(a) para o calor, investindo em roupas leves (como itens de linho e algodão), além de chinelos resistentes. Quando as temperaturas ficarem elevadas demais, você sempre pode se divertir explorando museus ou até sair a noite para ir ao cinema. Nada muito diferente do que já temos aqui no Brasil, não é?

Frio e nevado

Agora, você é o tipo de pessoa que aprecia um céu nublado e o vento soprando? O tempo chuvoso faz você sorrir de orelha a orelha?

Se você respondeu positivamente a essas perguntas, definitivamente adora o inverno. Nesse caso, se o ar frio eleva os seus níveis de produtividade, você precisa procurar uma faculdade que se encaixe na sua preferência de clima. Existem muitas universidades em todo o mundo que contam regularmente com ventos frios e nuvens cheias de neve. Confira algumas opções!

Lugares frios para estudar

O Canadá é conhecido mundialmente por suas temperaturas super baixas, e por sua população gostar muito de hockey (o que tem tudo a ver!). Além disso, o país oferece aos intercambistas muitas instituições fantásticas para estudar, como a University of British Columbia, a McGill University e a Universidade de Toronto.

1-preferencia-de-clima

Fachada da McGill University, no Canadá, coberta por neve

Com temperaturas abaixo de -10ºC, talvez o Canadá seja um pouco frio demais para você. Nesse caso, pode ser que o Reino Unido seja uma melhor opção. O país é conhecido por seu clima úmido e imprevisível, com invernos frios e noites frescas até mesmo no verão. O Reino Unido é o lar de muitas universidades antigas e famosas, espalhadas por diferentes países. Alguns exemplos são as famosas Oxford e Cambridge, além da Universidade de Edimburgo, na Escócia.

Se preparando para estudar em um lugar frio

Se você for se mudar para um lugar onde as nuvens raramente saem do céu, vai precisar estar preparado para condições de bater o queixo, principalmente se, atualmente, mora em um local no Brasil que não faz muito frio.

Por mais que o sol possa não estar no céu, você não precisa, necessariamente, passar frio. Nos países que contam com temperaturas muito baixas, é comum que os prédios tenham aquecimento, o que torna a experiência bem mais agradável. Porém, é sempre bom ter um guarda-chuva, luvas e um cachecol para quando precisar sair na rua.

O clima frio é perfeito para se sentar junto à janela com uma xícara de chocolate quente e um bom livro (como já dizia Djavan). E, quando a neve cair, há muitas opções de diversão ao ar livre!

Meio-termo

Você é o tipo de pessoa que geralmente não liga muito para o clima que está fazendo? Porém, a ideia de estar em um país muito quente ou muito frio parece um pouco demais para você?

Se sim, você gosta do meio-termo. A sua preferência de clima é não sentir um calor escaldante e nem um frio de arrepiar. Então, você deve procurar uma universidade em um lugar que o clima seja adequado – a mistura perfeita de quente e frio!

Lugares com um clima “meio-termo” para estudar

Pode parecer que é quase impossível encontrar a combinação perfeita, mas isso não é verdade. Você pode, sim, encontrar o lugar ideal, que conta com temperaturas médias e se encaixam na sua preferência de clima.

Malta, por exemplo, é famosa por suas lindas praias e litoral deslumbrante, com diversos pontos perfeitos para mergulho. No entanto, as temperaturas no país não são exorbitantes – nem para cima, nem para baixo. No inverno, o clima fica mais fresco, mas não chega a realmente fazer muito frio.  Lá, você encontra algumas instituições muito boas para estudar, como a Universidade de Malta e o EC Higher Education.

4-preferencia-de-clima

Porto de Malta

Outro país que pode satisfazer sua preferência de clima é a terra dos nossos hermanos, a Argentina. Por lá, as temperaturas caem durante o inverno (principalmente nas regiões mais ao leste e sul), mas se mantêm relativamente estáveis durante o ano nas regiões próximas à capital. No país, a Universidad de Buenos Aires e a Universidad Nacional de Córdoba são algumas das principais instituições de ensino superior.

Se preparando para estudar em um lugar “meio-termo”

Como esses países não têm um clima predominante, você precisa estar preparado(a) para o que vier. Sendo assim, tenha bastante camisetas, mas ande sempre com uma jaqueta na mochila, pois nunca se sabe o que pode vir durante o dia.

Intercâmbio com a UDI

Independente da sua preferência de clima e de onde escolher estudar, a nossa mentoria especializada pode te ajudar a conquistar sua oportunidade internacional. Clique aqui e faça agora mesmo o seu teste de perfil!


Lucas Almeida

Lucas Almeida

Mineiro, jornalista e mestrando em Comunicação. Entusiasta de idiomas, viagens e cibercultura. Tem o sonho de mudar o mundo, uma pauta de cada vez.